Follow Us @soratemplates

05/05/2018

Resenha :: Com amor, Anthony


Olá faroleiros, venho escrever sobre um livro que foge um pouco da minha leitura habitual, porém, como minha irmã mesmo me disse uma vez, não há nada que queiramos aprender que não possa ser pelos livros, e mesmo uma história de ficção pode muito nos ensinar. Esse livro que resenho para vocês hoje foi um presente de um amigo, porque sua história é sobre um assunto que passou a fazer parte da minha vida com o meu sobrinho, o autismo. Não tenho problemas em falar sobre isto, agradeço a Deus a cada dia pela vida dele e por ele ser tão especial. Mas isto fez com que eu lesse mais livros que abordam este tema independente de serem uma biografia ou uma ficção.

“Se você conhece uma criança com autismo, você conheceu uma criança com autismo”.

Com amor, Anthony é um romance dramático escrito pela Lisa Genova, autora bastante conhecida pelo seu livro Para Sempre Alice, uma história que também aborda um que tema que vem afetando uma grande quantidade de pessoas; confesso que ainda não tenho psicológico e nem coração para ler esta história tão mais conhecida, já chorei bastante com este que li, mas que história fantástica. Amei tanto que quero compartilhá-la com vocês.

A história se passa na ilha de Nantucket nos Estados Unidos e começa nos apresentando Beth Ellis, uma moradora da ilha, descobrindo que seu marido Jimmy, com quem é casada há 15 anos e teve três filhas, está lhe traindo. Seu mundo literalmente desaba. Seu marido sai de casa e ela começa a ter que repensar toda a sua vida. Ela possui quatro amigas, com quem divide seu amor pela leitura, e juntas formam um clube do livro e é com elas que passa a compartilhar todo o seu drama e a contar com seu apoio. Em determinado momento, após algumas lembranças, ela resolve voltar a escrever.

“Ela folheia os cadernos, e um texto em especial chama sua atenção, um conto sobre um garoto que vivia estritamente nos confins de um mundo imaginário bizarro e lindo. Ela se lembra de quando o escreveu. Uns seis ou sete anos atrás, depois de uma manhã na praia com as meninas, inspirada por um garoto que viu brincando com rochas perto do mar. Ela costumava se inspirar pela vida cotidiana ali e escrevia sobre isso. Quando foi que parou de escrever? Quando sua vida perdeu a inspiração?”

Em seguida, a gente conhece a Olivia Donatelli, uma ex-editora júnior, que se mudou recentemente para a ilha após ter se separado de seu marido para morar na casa que ficou para ela e deseja encontrar pelo menos paz em sua vida depois de dois anos sofrendo com falecimento de seu único filho, Anthony. Ele tinha um nível crônico de autismo e, desde o seu diagnóstico, Olívia passou a viver única e exclusivamente para cuidar dele, e hoje ela se questiona sobre tudo o que aconteceu, tudo o que fez e como seu casamento acabou, mas principalmente, porque ela perdeu seu filho. Ela busca e precisa de respostas. Ela vive num limbo emocional, mas aos poucos vai se reencontrando novamente.

“- Meu filho tinha autismo. Ele não falava, não fazia contato visual e não gostava de ser tocado. E então ele morreu aos oitos anos por causa de um hematoma subdural em consequência de uma convulsão. O que quero saber é: por quê? Por que Deus fez isso com meu filho? Por que ele veio para cá e foi embora tão cedo? Por que eu o tive? Qual foi o propósito da vida dele?”

O livro vai intercalando, a cada capítulo, a história destas duas personagens, até que em determinado momento, estas histórias começam a se conectar, elas se unem de uma maneira linda e que te deixa numa expectativa tão grande que não é possível largar o livro. É uma história surpreendente, com um final que eu considerei muito lindo e que mesmo agora, só de lembrar, me toca profundamente e só faz com que eu seja cada vez mais grata pelo lindo presente que meu sobrinho é na minha vida. E se você se pergunta por que deveria ler este livro, eu lhe respondo, porque ele não é sobre o autismo, é sobre a vida, sobre relacionamentos, sobre o maior sentimento que rege nossas vidas, o amor.

Este livro é com certeza nota 5/5, em todos os sentidos. A autora foi espetacular ao escrever esta história e seus personagens. Não tem como você não se identificar com algo ou alguém em algum momento. É uma história para ser lida pelo menos uma vez, com certeza.


Boa leitura,

Carol Finco


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Com Amor, Anthony
Ano: 2015
Páginas: 304
Editora: Nova Fronteira
Sinopse (Skoob):
Em seu novo romance, a autora best-seller de Para Sempre Alice e Nunca Mais, Raquel conta a história de Anthony. Ao dar voz ao rapaz autista, Lisa Genova permite que ele releve os segredos por trás do funcionamento de sua mente: por que ele odeia pronomes, mas ama o número 3 e balanços, como ele experimenta a rotina, a alegria e o amor. E é a voz desse rapaz que vai guiar duas mulheres em sua jornada inesquecível para descobrir as verdades universais que unem a todos nós. 

“Uma história comovente que não tem medo de abordar grandes questões.”— Booklist 

“Há um momento na história que um dos personagens se vê tão imerso em um livro que perde a noção do tempo. Os leitores do novo livro de Genova vão se ver na mesma situação.”— Kirkus Reviews 

“Convincente… Comovente.” — Publishers Weekly

“Uma história profundamente emocionante sobre o poder do amor e a importância da união e da comunicação.” — Cape Codder

“Às vezes, tentar ‘consertar’ alguém não é a melhor solução. Às vezes, amar – e Genova se refere à total e incondicional aceitação do outro, sustentada por uma boa dose de fé – é suficiente. Este livro emocionante trata disso.”— Bookreporter

“O autismo é como uma charada sem resposta, cujos efeitos são inúmeros, misteriosos e confusos. O mesmo pode ser dito sobre o amor. Este livro ampliou minha percepção das duas condições, me fazendo sentir com a mente e pensar com o coração.” — Jamie Ford, autor best-seller de Um hotel na esquina do tempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!