Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta diana. Classificar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta diana. Classificar por data Mostrar todas as postagens

10 dezembro, 2018

Resenha :: A Lady de Lyon

10 dezembro 1 Comentários

Olá, faroleiros!

Trago a resenha de um livro maravilhoso para indicar a vocês hoje! Sabe aquele livro que te encanta pela capa? Foi isso que aconteceu comigo com A Lady de Lyon, da Julie Garwood. Estava eu andando na livraria e eis que meus olhos encontram esta bela edição com a foto de uma linda mulher (que muito me lembra a Daenerys Targaryen, de Game Of Thrones, hehehe), na capa. Tratei logo de dar uma olhada na sinopse e fiquei instigada a ler só por ela. Claro que não resisti e tive que comprar. Mais feliz ainda fiquei quando li e descobri que era uma super história. Óbvio que não resisti e tive que trazer aqui para contar a vocês.


A Princesa Christina chega à sociedade Londrina causando furor entre as pessoas. Dona de uma beleza estonteante, ela chama a atenção de qualquer um. Mas ela é envolta em um mistério: ninguém sabe nada sobre seu passado e como ela viveu tanto tempo escondida de todos. Ela está vivendo na casa de sua tia Patrícia, irmã da sua falecida mãe. Seu pai, um rei de terras distantes destronado, está desaparecido. A única lembrança de que eles existiram é um antigo diário deixado por sua mãe antes de morrer. Ninguém desconfia da sua real intenção naquele lugar.

“— Também estou ansioso para conhecer a Princesa Christina, Diana. Ninguém ainda foi capaz de descobrir qualquer informação sobre o seu passado. Trata de um mistério a ser resolvido, não é mesmo?”

O marquês Lyon Wood é um rico viúvo atormentado por acontecimentos do passado que o marcaram de tal forma que ele não vislumbra a possibilidade de ser feliz novamente. Nem mesmo a companhia de seu amigo Rhone ou sua irmã Diana conseguem fazê-lo esquecer completamente de seu infortúnio. Até que em uma festa ele ouve falar da tal princesa e sua curiosidade é aguçada pelo mistério que ninguém consegue decifrar: como a Princesa Christina sobreviveu todo esse tempo?


“— Que homem arrogante você é — disse Christina. — Estou tão assustada que posso desmaiar se você não me soltar agora mesmo.
Lyon riu, deixando que ela soubesse que não acreditava em sua mentira. Ele se inclinou até que seus lábios estivessem quase tocando os dela.
— Você não me disse que eu era atraente demais para resistir, Christina?”

O que Lyon Wood não esperava era ser arrebatado pela beleza e pelos encantos da jovem.  Decidido em conquistá-la, ele vai à caça da sua presa, porque é isso que um leão faz e Christina tenta como pode, não ceder ao seu charme. Tudo isso porque a princesa guarda um segredo que não pode ser revelado e seu destino depende disso.

Nesse enredo ainda temos a história paralela de Diana e Rhone. A irmã de Lyon é apaixonada pelo amigo dele, só que ela não é levada a sério pelo irmão que a vê como uma menina ainda. E Lyon também não confia no amigo, pois os dois são boêmios e caçadores de mulheres. Já farrearam muito juntos para ele saber muito bem o destino de uma jovem nas mãos dele. Porém Rhone nutre um sentimento genuíno por Diana e terá que provar ser digno do amor da jovem para Lyon.

Pensa num livro com um jogo de sedução magnífico entre os personagens?! Estou encantada com esta leitura, pessoal. Christina é uma jovem que não foi criada na sociedade londrina e agora convivendo nela tenta esconder seus modos diferentes a todo custo. Por isso quando ela está a sós com o Lyon precisa reprimir o desejo que a consome, pois o homem é um poço de atração masculina e ela quer se afundar nesse poço cada vez mais.

E que cenas hot são essas! Confissões ardentes ao pé do ouvido, sussurros arrepiantes e toques que levam o casal ao êxtase do desejo.

“— Você sabe que é uma feiticeira? — ele perguntou quando se afastou — Você tem alguma ideia do que quero fazer com você, Christina? — Ele deslizou os dedos delicadamente dentro do decote dela, tocando de leve aquela pele tenra dela. Ele sussurrou desejos eróticos e proibidos em seu ouvido: — Não aguento esperar muito mais, meu amor. Quero você debaixo de mim. Nua. Implorando. Céus, quero estar dentro de você... Você me quer tanto assim também, não é, Christina?” 


Esse modo diferente da princesa, que ela tenta reprimir, é o que tanto atrai Lyon. Ela é corajosa, segura, destemida, ousada, tudo o que uma garota londrina não é. E quando Christina cede a seu sentimento e não nega mais ao Marquês o que ele tanto deseja, o passado de ambos vem para atormentá-los. Cabe a eles superar juntos e lutar contra todos que aparecem para impedir a sua união. No decorrer da leitura vemos que não se trata apenas de um homem e uma mulher em busca de seu final feliz. Envolve intriga, vingança e histórias do passado. Não se foge do destino que está predestinado.

“... mas quando ela atrevidamente sussurrou em seu ouvido o quanto queria que ele a tocasse, Lyon decidiu se render ao seu pedido antes de fazer-lhe mais perguntas. Sua boca nunca parecera tão maravilhosa para Christina. O medo de sua rejeição quando ele ficasse sabendo de todos os seus segredos a fez sentir-se desesperada...”

Do início ao fim fiquei vidrada na leitura. A construção de diálogos bem trabalhados, com um jogo de sedução prendem nossa atenção. Logo já estamos apaixonadas pelos personagens e torcendo por eles. Como eu disse anteriormente, estou maravilhada com esta leitura. Que história! A Lady de Lyon é um livro de época, com cenas hot para lá de calientes. Indico para todos que curtem o gênero e digo com convicção que foi um dos melhores que já li neste estilo. Ele ganhou um lugar especial na minha estante e no meu coração.


Nota ::  com louvor!


Informações Técnicas do livro

A Lady de Lyon
Ano: 2018
Páginas: 464
Sinopse:
Julie Garwood, aclamada autora dos best-sellers Esplendor da honra e Um amor para Lady Johanna, traz novamente uma inesquecível história de amor...

Christina Bennett causou furor na sociedade londrina. A arrebatadora beldade esconde com sucesso o segredo de seu misterioso passado até a noite em que Lyon, o Marquês de Lyonwood, rouba-lhe um beijo ousado e sensual. O arrogante aristocrata com coração de pirata prova o gosto do fogo selvagem que arde por baixo do charme indiferente de Christina e anseia por possuí-la intensamente.
Mas a destemida e insolente Christina não será conquistada com tanta facilidade. Dona do próprio coração e de sua fortuna, ela resiste às sensuais carícias de Lyon. Ela se atreve a não se render ao seu amor... pois, se o fizer, também terá que abrir mão de seu precioso segredo... e de seu destino prometido!

11 janeiro, 2018

Resenha :: Amigas

11 janeiro 12 Comentários

Oi Faroleiros, não tinha lido nenhum romance lésbico até o momento. Estou mais acostumado a ler romances gays por me identificar com os personagens e suas experiências. A pedido da Bete, li Amigas, escrito pela paulistana Diana Rocco

Me surpreendi pela empatia que senti por Brigite, uma menina tímida durante a faculdade, que se revela, vinte e seis anos depois, que sempre foi apaixonada por uma de suas melhores amigas.

Eu me sentia trancada dentro de mim, não sei se dá pra entender.

Amanda estava indo de carona com Brigite para a chácara de Cibele em Ibiúna, onde resolveram se reencontrar após tanto tempo separadas. Durante a faculdade, Amanda, Brigite e Cibele eram inseparáveis, mas as escolhas da vida fizeram com que cada uma seguisse o seu caminho. Amanda e Cibele são casadas e Brigite é a única com uma carreira. A morena deixou a timidez para trás e hoje é uma mulher decidida e independente. Quando o carro enguiça durante uma tempestade, Brigite se revela lésbica e a amiga fica transtornada.

É estranho pensar que uma pessoa que você julgava sua amiga íntima, não é a pessoa que você julgava ser.

A autora consegue discutir sobre sexualidade e envelhecimento de forma muito bacana. Não tem como o leitor não refletir também, independente da orientação sexual, afinal a sexualidade não define quem somos. Somos apenas seres humanos em busca de felicidade.

Diana Rocco insere músicas durante toda a história. As letras se encaixam perfeitamente no que os personagens estão sentindo. Temos Elis ReginaSinéad O’ConnorAdriana Calcanhoto, entre outros. Apenas quando ela insere Only You, tema romântico do filme A Jovem Rainha Victoria, é que se excede um pouco. Em outro momento, entretanto, Amanda está refletindo como as músicas de sua juventude soam para os filhos como as músicas de seus pais soavam para ela.

A autora usa algumas artimanhas para manter o par romântico, juntos em alguns momentos decisivos. Apesar de ser um pouco clichê e forçado, isso não me incomodou. Fiquei focado nas reflexões que existem durante toda a narrativa e tornam Amigas, uma história que merece ser conhecida.

Beijos,
André

Que notícias me dão dos amigos?
Que notícia me dão de você?
Sei que nada será como está,
Amanhã ou depois de amanhã...



Nota :: 



Informações Técnicas do livro

Amigas
Diana Rocco
Ano: 2017
Páginas: 111
Capa: Fotografia e Arte - Fabi Mendonça
Editora: Kindle Direct Publishing
Sinopse (Skoob):
Aurora, Brigite e Cibele se reencontram após vinte e seis anos. A autora parte desse mote para nos trazer um enredo de reflexões sutis sobre a meia-idade, as transformações do corpo e do desejo. Ao longo da história muitos se identificarão com as situações vividas pelas personagens, e esta é uma das características de Diana Rocco: trazer o prosaico da vida para as histórias que escreve, e nos mostrar como o banal pode ser cheio de surpresas e profundas transformações.
Um amor maduro, um conto de fadas moderno.

[+18 anos] Contém descrições eróticas


_____Sobre a Autora_____


Ðiana Řocco nasceu em São Paulo em 1965, pouco após o golpe militar de 1964. Cresceu durante a ditadura e aprendeu que o silêncio e a prudência podem salvar vidas. 
Em seu processo de desenvolvimento identificou-se progressivamente como bissexual, lésbica, andrógina até compreender-se como uma pessoa sem gênero definido. Sua vivência despertou o interesse em estudos de gênero e sexualidade humana, campos nos quais possui formação sólida. É autora de contos que abordam o amor entre mulheres e a transgressão de gêneros.

16 dezembro, 2017

Resenha :: A Viagem

16 dezembro 3 Comentários

Olá faroleiros, hoje vim escrever sobre minha leitura do Conto A Viagem, da autora Diana Rocco. Não é necessário conhecer o mito Grego de Tirésias, para entender A Viagem, porém, torna a leitura ainda mais preciosa.  (caso não conheça tem um resumo ótimo no final do livro desse mito).
"O que questiono são os padrões. A vida é unissex. Não aceito as divisões."
A história é narrada em primeira pessoa por Alexis, que entra num trem pra fugir de seus agressores e acaba indo parar em um lugar fantástico onde pode descobrir quem  ela realmente é. 

O tema do conto é criativo e moderno, além de a Diana Rocco, encontrar um meio quase sólido de te fazer pensar enquanto lê, o conto realmente te deixa com aquela vontade de mais história, mais tempo para pensar a respeito, entender o universo para o qual a história te leva.
 "- Aqui é um lugar seguro - quebrou o silêncio Darlan. - Um lugar onde pessoas como você e eu podem viver em paz."
Não tem como não fazer perguntas sobre tudo e ainda encontrar mais perguntas a serem feitas. Somos instigados a pensar sobre a androgenia, sobre a personagem e também sobre nós mesmos. 
"Do outro lado do vidro um ser andrógino, de cabelos castanhos em corte militar, observava-a com ar de severidade. Tinha feições delicadas e, nesse momento, bastante assustadas. Os olhos eram estreitos e cansados. O nariz pequeno realçava bochechas rosadas. Sua boca era pequena e de lábios generosos. A leveza dos traços era quebrada por um queixo quadrado, largo."
Uma explicação básica sobre o termo Andrógino é: "-  uma qualificação dada ao indivíduo que possui aparência e comportamentos entre o masculino e o feminino, é um indivíduo que não se enquadra nem no papel de homem nem de mulher. Somente pela aparência é difícil determinar se a pessoa é do sexo masculino ou feminino, pois possuem traços marcantes dos dois gêneros."

Espero que durante a sua leitura dessa resenha, você já tenha percebido que o texto é intenso, mas escrito de uma maneira deliciosa e envolvente. A leitura é super instigante, porque mesmo que o leitor ache que o conteúdo do texto seja "errado", ainda sim irá pensar a respeito, tentar entender o outro lado da história. E nesse momento vai acabar por deixar suas "certezas" de lado, encontrar algumas perguntas que nunca se fez e durante a leitura de posse dessas perguntas começar a indagar as próprias respostas. 
E no final poderá ser como eu e ser surpreendido. Em meu caso meu primeiro pensamento dentre todos que poderiam ter sido, foi:
"Livros não mudam o mundo, quem muda o mundo são as pessoas. Os livros só mudam as pessoas. - Mario Quintana"
Perdoem-me se acabei sendo vago no texto, mas não quero estragar o prazer dessa fantasia inquietante e enriquecedora. Uma fantasia sobre corpos, desejos, gêneros e autoaceitação. O e-book está com uma foto de capa maravilhosa, o conteúdo extra extremamente bem feito e o convite da autora ao diálogo e a troca de pensamentos, uma tentação irresistível.
Venha viajar!

Nota: 

GOSTOU DA RESENHA? A autora fez uma promoção LINDA pra você faroleiro leitor/leitora do clube!! O download do ebook hoje está GRATUITO! Aproveite!

Ficha Técnica do Livro

A Viagem
Diana Rocco
Ano: 2017
Páginas: 33
Editora: Independente
Capa: Fotografia e Projeto Gráfico - Fabi Mendonça
Para comprar seu e-book de A viagem, clique aqui!

Sinopse (Skoob
Pensei o quanto desconfortável é ser trancado do lado de fora; e pensei o quanto é pior, talvez, ser trancado no lado de dentro. (Virginia Woolf)
Alexis quer apenas um drink e uma paquera, mas encontrará violência. Fugindo de seus agressores, embarca em uma viagem que mudará para sempre sua relação consigo mesma. Uma fantasia sobre corpos, desejos, gêneros e autoaceitação. Releitura livre do mito do Andrógino.

Sobre a Autora

Diana Rocco

Ðiana Řocco nasceu em São Paulo em 1965, pouco após o golpe militar de 1964. Cresceu durante a ditadura e aprendeu que o silêncio e a prudência podem salvar vidas. 

Em seu processo de desenvolvimento identificou-se progressivamente como bissexual, lésbica, andrógina até compreender-se como uma pessoa sem gênero definido. Sua vivência despertou o interesse em estudos de gênero e sexualidade humana, campos nos quais possui formação sólida. 
É autora de contos que abordam o amor entre mulheres e a transgressão de gêneros. Seus textos poéticos, de fácil leitura, flertam com o Realismo Mágico introduzindo o leitor em viagens por universos simbólicos, cativantes e emotivos.

_____
Fonte de pesquisa : www.significados.com.br

20 setembro, 2016

Resenha :: Theodora e Outras Mulheres

20 setembro 0 Comentários

“Eu sou a divisa. O Portal do Destino. Sou Aquela a quem ninguém chega impunemente.” – Theodora e Outras Mulheres

Olá gente, estou eu de volta aqui depois de taaaantos tempo, não é mesmo? Minha  última resenha foi sobre Garoto encontra garoto, do David Levithan (aproveita e dá uma conferida ;) )
Hoje, este cansado ser que vos escreve, vem apresentar uma indicação de leitura que provavelmente vai tirar muita gente da zona de conforto: O e-book Theodora e Outras Mulheres, escrita por Dianna Rocco.
Recebi esse livro para resenha há alguns meses atrás e confesso que demorei muito para soltar a resenha. Parte desta demora se deu por questões acadêmicas: estudante de direito que estuda 7 matérias e faz 5 cases e 2 artigos científicos por semestre; É trabalho que não acaba mais! Whatever, bitch. 
Vamos deixar de enrolação e passar para o que interessa: O e-book <3
Theodora e Outras Mulheres é uma coletânea de contos lésbicos – sim, é um livro com temática LGBT . Mas, se você está pensando em contos que só abordam sexo, sexo, sexo, sugiro que leia este e-book e repense seus conceitos. Os contos contam com uma linguagem quase poética, porém de fácil leitura. É claro, alguns contos descrevem cenas de sexo, mas reduzi-los a apenas isso seria uma injustiça.  Os contos abordam vários temas como, por exemplo, machismo, homofobia, prostituição infantil, violência familiar e também superação, amor e, claro, paixão. A fantasia não ficou de fora e também deu um oi num dos contos (Nossa Senhora dos Mares: Uma mulher que se apaixona por uma sereia). Meus contos preferidos foram Theodora (o primeiro conto. Maravilhoso: duas meninas descobrindo o amor e a luta contra o preconceito familiar. O final é lindo) e Mulher que Ara Pedras (um conto lindo sobre força e superação). A mulher do tempo é outro conto que merece destaque.
Pesquisando mais sobre Theodora e outras mulheres, encontrei, neste blog, um dos contos escrito pela autora que também faz parte do e-book: Carmem. Vale a pena ler e conferir o estilo de escrita da Diana, que eu particularmente gostei muito.
No total, Theodora e outras mulheres possui 8 contos.
Enfim, indico a leitura de Theodora e outras mulheres para quem quer sair da zona de conforto, para quem quer conhecer esse gênero literário, pra quem já conhece e pra quem quiser curar uma ressaca literária. <3
Vou deixar aqui em baixo os links com os canais de comunicação da autora;


Ficha Técnica do Livro


Formato: eBook Kindle
Tamanho do arquivo: 3426 KB
Número de páginas: 80 páginas
Vendido por: Amazon Servicos de Varejo do Brasil Ltda
Idioma: Português

Sinopse (Amazon)
Emoção, fantasia e erotismo em oito histórias lésbicas diferentes de tudo o que você já leu. A linguagem poética traça um painel emotivo de um universo onde o real e o fantástico se misturam o tempo todo.
Em TheoDora, conto que dá título ao volume, um mesmo nome une duas meninas de personalidades opostas. Na realidade árida em que vivem somente o amor pode oferecer alívio e esperança. Já Carmem é uma outra história! A questão aqui é saber do que depende a felicidade: de oportunidade ou de coragem? Em Nossa Senhora dos Mares uma jovem turista foge dos problemas de seu passado recente e envolve-se com o mistério e o inexplicável. A Mulher do Tempo nos mostra o encontro de uma jovem estudante e uma enigmática mulher capaz de realizar pequenos milagres.
O tema central de Existências também é um encontro. Mas este é tão peculiar que só pode acontecer através do espelho. Serpente é, mais do que uma história, a reflexão de quem perdeu seu grande amor. Já em A Mulher Que Ara Pedras um drama familiar se desenrola quando o filho mais velho retorna à casa paterna. Orlando ao Contrário é uma licença poética com o livro de Virginia Woolf, uma oportunidade para refletir questões como liberação feminina, machismo e identidade de gênero. 


Saiba mais sobre a Autora:
Diana Rocco

Facebook:Diana Rocco

Presente!!!
Que tal um gostinho, pra você que ainda está em dúvida?Leia Conto Carmem, da Diana Rocco!

Abraços e Sashay Way (Alyssa Edwards Best Queen)

07 fevereiro, 2017

Resenha :: Clarice - Luz e Sombras

07 fevereiro 0 Comentários



Terminei de ler, pensando em reler. Farei isso antes de clicar na tecla laranja, escrita em branco "publicar".  Acredito plenamente na dança da vida e arte que brincam de imitação, num ciclo indefinido, de quem imitou quem, ou ainda quem é original e quem é a cópia.

Achei a escrita desse conto narrado em primeira pessoa, densa, gostosa e cativante. Doce e poética, como um tablete de chocolate num dia quente, que teima em derreter e parece ficar ainda melhor assim, nas pontas dos dedos. Uma leitura fácil, que te deixa entre o real e o abstrato. As nuances do texto te deixam com aquele clima meio irreal de um fim de tarde e cair da noite, cheio de possibilidades. 
"Em cada exigência apresentávamos nosso egoísmo. Na busca do mais intenso prazer alheio, nosso altruísmo."
As nuances e contrates deixam a expectativa do que vai acontecer, e te faz sofrer um pouco com as mudanças. Clarisse, brinca com isso de certeza e incertezas. Achei que o texto estava num flerte comigo, risos. Eu amei, ler sobre os caprichos do amor e do tempo, dos contratempos. Dessa maneira estranha que o amor tem de nos encontrar quando não o estamos procurando, como se o coração fosse um capricho. De dar e tomar. De tirar do nosso alcance, como quem diz, eu posso.
"Saí com vontade de ficar, enrolando-me nas pernas, tropeçando nas palavras que foram um despedida quando queriam ser apenas um até logo."
E de permitir o reencontro, com o mesmo desdém de capricho. Agora que te mostrei o quanto custa ter e perder, vai se saber dar o devido valor.
"Mas olhei pra trás. Para as ultimas mesas no salão. Para o lugar onde o Sol tomava seu café da manhã"
Em todo o texto, eu soube que eram duas mulheres, mas de alguma maneira não ficou claro pra mim, porque poderiam ser de várias formas, qualquer combinação de casal, de parceiros, de amigos, de pessoas. Eram duas. Que quando o olhares se cruzavam todo o universo deixava de existe, para serem apenas aquele encontro de olhar, de alma.

Ah, e o sexo? Maravilhoso. No conto, também. Como assim?? Vou usar as palavras da autora
"Sexo é brincadeira dos adultos" divirta-se com esse conto, e apaixone-se também pela Clarisse em sua vida, se você der sorte, vai se apaixonar pela mesmíssima Clarisse a cada manhã, quando abrir os olhos.

Seja feliz!
Resenha, de Gabriel
Responsável pela Revisão dos textos no Clube do Farol. Que se aventura a falar do lê.
Que ama viver, porque cada dia é um presente e cada livro uma vida inteira.

Informações Técnicas do ebook

Clarice Luz e Sombras
Ðiana Rocco
Ano: 2016
Páginas: 24
Idioma: português
ISBN: B01LXN2HMW
Editora: Amazon



Nota: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️💙

Sinopse
Um conto de amor e mistério. A presença tímida e nublada da nova estagiária altera a rotina de uma executiva. Mas afinal, o que nos faz amar uma pessoa? A luz que ela emana? Ou as sombras em que se afunda?

Saiba mais sobre a Autora:
Diana Rocco

Facebook:Diana Rocco

Presente!!!
Que tal um gostinho, pra você que ainda está em dúvida?Leia Conto Carmem, da Diana Rocco!
 

13 julho, 2017

Especial :: Empoderamento na literatura.

13 julho 0 Comentários

A Milly aqui do clube, trouxe uma matéria “Cinco (das muitas!) autoras que comprovam a força da literatura independente” da Revista Elle eletrônica (Clique para ver a matéria) e eu me inspirei pra falar das autoras  independentes ou de selos novos no mercado.

Mesmo em pleno século XXI todas as mulheres sabem que ainda existe muita coisa que precisa ser feita, conquistada e batalhada nos dias de hoje. E isso também vale para o meio editorial de livros e outros impressos, é uma constante luta por espaço, reconhecimento e oportunidade. Tendo isso em mente, resolvi homenagear as autoras parceiras aqui do clube, com uma breve biografia e bibliografia, como um modo de dizer, obrigado!! 

Cris Eliot
Autora pela Selo Jovem do livro: Lua de Sangue

“Lua de Sangue” é o primeiro romance de Cris Eliot ou, se preferir, Cristina Rodrigues Eliot. A autora nasceu nos Estados Unidos, mas seus pais eram brasileiros. Aprendeu desde cedo o português e se apaixonou por literatura lusa. Decidiu escrever seu livro graças à influência de sua irmã e escolheu lançar primeiro no Brasil por ser a terra “onde seu coração está” como costuma dizer. Vive atualmente com seu marido no Texas e seus dois filhos gêmeos. 

Saiba mais sobre a Autora: no site www.criseliot.com
Adquira esse e outros títulos da Editora Selo Jovem em: selojovem.com.br
Presente da Autora, uma homenagem aos fans da Saga Crepúsculo, com um conto a pedido da Editora Selo Jovem! Clique aqui para baixar e ler, gratuitamente!

Diana Rocco
Autora independente na Amazon de:
Theodora & Outras Mulheres, Clarisse Luz e Sombra

Ðiana Řocco é paulista, nascida em 1965, pouco após o golpe militar. Cresceu durante a ditadura e aprendeu que o silêncio e a prudência podem salvar vidas. Em seu processo de desenvolvimento identificou-se progressivamente como bissexual, lésbica, andrógina até compreender-se como uma pessoa sem gênero definido. Sua vivência despertou o interesse em estudos de gênero e sexualidade humana, campos nos quais possui formação sólida. É autora de contos que abordam o amor entre mulheres e a transgressão de gêneros.
Seus textos poéticos, de fácil leitura, flertam com o Realismo Mágico introduzindo o leitor em viagens por universos simbólicos, cativantes e emotivos. Iniciou sua carreira publicando em blogs pessoais além de sites como ABCLes e Lettera. Atualmente mantém o blog Bosque de Diana e é autora exclusiva http://www.lesword.com. É viciada em chocolate, gosta de bala de anis e não se importa em ser tratada no feminino ou no masculino.

Sua primeira coletânea de contos, TheoDora e Outras Mulheres, reúne textos escritos entre 2014 e 2015. Clique aqui para adquirir! 
O segundo livro, Clarice Luz e Sombras, é um conto de amor e mistério tendo o inesperado, a poesia e o fantástico como ingredientes principais. Link para aquisição! 
Confira as resenhas de: TheoDora e Outras Mulheres e de Clarice Luz e Sombras..
Saiba mais sobre a Autora e suas obras no site oficial e Fanpage dos Livros.

K. S.Broetto
Autora independente de: Fassade

Para Karol, o mais importante não é falar sobre si, mas deixar sua obra falar por ela mesma. Uma das grandes inspirações para Fassade foi o RPG (Role-Playing Game), uma vez que os personagens principais desta história nasceram em uma aventura de Castelo Falkenstein (lançado no Brasil em 1998 pela Devir Livraria), ambientada em uma Era Vitoriana vaporpunk. Mas, a maior inspiração para Fassade nasceu no álbum, de mesmo título, da banda alemã Lacrimosa. Suas músicas deram o tom necessário para a criação de cada novo capítulo.

Você pode adquirir o ebook no site da Amazon BR.
E o exemplar físico na Loja Virtual no site da autora
Confira a resenha da obra!
Presente! conheça mais sobre Fassade e seu universo lendo o primeiro capítulo no Issuu.

Mima Pumpkin
Autora independente no Wattpad de:
Sons de Ferrugem & Ecos de Borboleta

Nascida Noemi Bragança Nicoletti, ganhou na infância o apelido de Mima, anos depois viria a ser acrescido de Pumpkin, devido a brincadeira dela virar abobora após a meia-noite. Mima Pumpkin virou um nickname, que passou a ser uma identidade também no mundo real. Hoje casada, mora na Alemanha com a família.
Desde criança sempre foi apaixonada por boas histórias, seja no formato escrito, em filme ou contada oralmente. Não demorou muito para que começasse a escrever histórias para entreter as pessoas ao meu redor e, principalmente, ela mesma.

Alem de SF&EB a Mima ainda publicou um livro chamado de Por trás da cortina de vidro de Poemas e reflexões sobre aquilo que vai além do que podemos tocar. Que pode ser adquirido na Amazon, basta clicar aqui!
Saiba mais sobre a Autora:  no site www.mimapumpkin.com
Fanpage e Site do Livro mimapumpkin.com/sdfeedb
Clique para Ler online no Wattpad Sons de Ferrugem e outros contos gratuitamente.

Sofia Silva
Autora independente na Amazon de:
Sorrisos Quebrados

Sofia Silva é uma autora portuguesa, licenciada em Ensino Básico, que vive na mais bela cidade em Portugal: O Porto.
Apaixonada por literatura, com tendência para romances dramáticos de final feliz. Decidiu escrever sobre quem é diferente, nascendo assim os Quebrados. Sorrisos Quebrados é um romance colorido entre duas pessoas Quebradas por relacionamentos passados. Uma história de superação dos próprios medos e promessas.

Saiba mais sobre a Autora:  Na fanapge do facebook
Clique para adquirir Sorrisos Quebrados na Amazon 
Novidade!! Em breve na Amazon "Fica Comigo" - Família King