Follow Us @soratemplates

02/11/2017

Resenha :: Ode de Sangue



Olá, vim escrever sobre Ode de sangue, até o momento livro único, faz com você não precise se preocupar com um livro anterior. Com o Halloween não tinha como fugir de um dos personagens mais marcantes da literatura e também das histórias de terror. Afinal falamos de um ser amaldiçoado preso entre o céu e o inferno em uma vida eterna enquanto morto.

A trama de Ode de Sangue trás algo um tanto quanto criativo para um tema já tão exaustivamente trabalhando na literatura. Primeiro vale ressaltar por ter como personagem central uma vampira, já antiga e que mesmo após vários séculos continua a busca pela salvação de sua alma e para isso vive em um monastério.

Porém todo caçador encontra em outro seu pior pesadelo, na balança de equilíbrio entre as forças entre o bem e o mal, mesmo uma terrível caçadora encontra seu dia de presa. E tal qual o condenado ante sua execução, ela faz um único pedido: o de poder contar sua história ao seu algoz Padre Cristiano. Nesse momento, eu tive a lembrança de uma frase, que diz:  "- os que são lembrados nunca deixam de existir". Talvez venha daí a necessidade de se escrever em diários, as autobiografias e até mesmo o contar a nossa história. Afinal nem só os vampiros prezam pela imortalidade, senão da matéria do nosso legado.

Narrado em primeira pessoa, Madalena fala um pouco de como era a Itália do séc. XVII, descreve suas dificuldades e suas paixões pela arte, leitura e música. Mesmo antiga, sua humanidade e amor pela raça humana apenas crescem, e é com esse pensamento que Madalena narra sua experiência enquanto mulher e religiosa. E nesse contexto é que realmente a história desse livro começa a ser contada.

Madalena - Nascida no século 17, na Itália um dos centros da cultura do mundo, na época e ainda hoje, filha caçula e entre os filhos a que mais fica fascinada pelas histórias e ensinamentos que sua mãe a transmitiu: a arte, leitura e música. E na busca por cada vez mais conhecimento ela conhece o homem que mudaria sua própria história.  Giovane - Um homem que trás vários mistérios na maneira de agir, com a pele muito pálida, cabelos loiros, lindos olhos, enfim um homem muito lindo.

"Ela é humana demais para uma vampira. Boa demais até mesmo para uma humana."

O encontro deles na biblioteca Angélica viria trazer a Madalena a fonte de tudo que ela sonhava em conhecer, enquanto arte, literatura e música, porém não lhe daria o amor que passou a acalentar por Giovane. Revoltada com essa rejeição ela decide ir para o lugar onde encontraria a paz que seu coração rejeitado ansiava e vai para o convento.

Nesse ponto da história voltamos ao ponto de partida entendendo e sofrendo com os fatos ocorridos dessa decisão de Madalena pela clausura e porque, apesar de tudo, continua ali anos a fio de sua imortalidade. Eu não posso entrar nos detalhes por motivo óbvios, mas posso garantir que possuem uma dose de drama e muitas reviravoltas até o encontro de Madalena e o Padre.

"Não há prazer em ser vampiro, somos amaldiçoados. Sem sol, sem prazer, dependendo dos humanos, o nosso único amor é o sangue. Viver da morte não é simples."

Durante a narrativa de Madalena, algumas observações do Padre nos lembram que o texto se trata de um diálogo. A narrativa toda é feita de uma forma leve e apaixonada pela personagem, que várias vezes se perde nos dias de suas lembranças. Gostei bastante das descrições da Itália da época apesar do cenário ser um tanto limitado. 

A linguagem do texto é para o leitor atual, condiz com uma vampira que fala no tempo em que vive, o hoje. Como se trata de um conto com 73 páginas não creio que uma escrita voltada para o tempo de nascimento dela faria nenhum sentido. Os diálogos são os que ela própria narra enquanto conta suas lembranças, então não cabe analisar de modo mais profundo. Sobre o final, posso adiantar que adorei o fechamento da história que a autora deu, tanto de fechamento quanto o modo que ela encontrou para fazer.

A capa está linda e mega condizente com a história (para mim conta muito isso), a revisão ficou ótima e se destaca positivamente por isso e a na diagramação e-book, posso dizer que não encontrei erros de diagramação como aquelas quebras de linhas e espaços que não deveriam existir. Enfim, nada que atrapalhe a leitura o que deixou a leitura do texto bem rápida. 

O livro é formato digital, pode ser adquirido no site da editora Essência Literária ou na Amazon.com.br lembrando que você pode ler gratuitamente pelo kindle unlimited.

Nota :: 

Informações Técnicas do livro

Ode de Sangue
Memórias Vampirescas
Ano: 2016
Páginas: 73
Sinopse (Skoob):
Com quase quatrocentos anos, a Vampira Madalena busca a salvação de sua alma vivendo e trabalhando dentro de um monastério católico. Diferente do que parecia natural, essa vampira está acostumada com a religião e seus símbolos. Foi apenas quando se depara com alguém de fé verdadeira que Madalena sente a maldição de sua raça arder sob a pele.
Colocada em uma situação de vida ou morte, ela apenas tem um pedido, que ela possa contar sua vida para alguém, para que sua existência como humana e seu despertar para o dom da noite não desapareça com sua morte. 
Narrado em primeira pessoa, Madalena fala um pouco de como era a Itália do séc. XVII, descreve suas dificuldades e suas paixões pela arte, leitura e música. Mesmo antiga, sua humanidade e amor pela raça humana apenas crescem, e é com esse pensamento que Madalena narra sua experiência enquanto mulher e religiosa.


Sobre a Autora
Nana Garces

Escritora, leitora, jogadora e resenhista. 


Florianopolitana, 31 anos, casada. Adora livros, filmes, séries e música. Escrever é um hobby que lhe ajuda a relaxar e concentrar as ideias que vivem surgindo. Nana Garces é seu pseudônimo, seu nome real é Mariana. Ela é jogadora assídua de RPG e os elementos e a mitologia ao entorno do jogo tem grande influência na sua escrita. Também conta com influências literárias como Anne Rice, Charlaine Harris dentre outros grandes nomes da literatura fantástica, Nana nos leva a viajar com sua escrita.

11 comentários:

  1. Olá. Eu admito que não sou muito fã de historias envolvendo vampiros. Mas o fato de conter um pouco de história me deixa babando com vontade de ler esse livro. Beijos.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  2. Adoro contos Elis, gostei da temática, curto muito essas histórias que se passam na europa onde tem essa tradição mistica dos seres sobrenaturais!
    Anotei a dica e espero ler em breve :D

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Bete,
    Se por um lado, adoro histórias com seres sobrenaturais, por outro, não sou muito fã de contos. Gostei da capa! Ela remete a algo sombrio e sedutor. Acabei de ler um livro de contos de terror que me deixou um pouco traumatizado... rsrs... por isso vou deixar a dica passar.
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  4. Olá! Achei a premissa realmente criativa, se distoa um pouco das mesmices que envolvem vampiros, e mesmo não sendo muito fã dessa temática, fiquei interessada. Minha visão sobre contos mudou drasticamente este ano, então vejo como mais um fator positivo. Parabéns pela resenha, está muito boa! Beijos
    https://abducaoliteraria.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bem? Nunca li nada de Vampiros, mais achei o conto bem original e sugestivo. Acho que por ser algo rapidinho e bem desenvolvido super leria e me arriscaria nesse novo universo.
    beeijos

    ResponderExcluir
  6. Oieee, gostei muito da temática desse livro, confesso que só tenho um livro sobre vampiros e ainda não li. Esse me deixou super curiosa pelo fato de ser diferente das mesmices que vemos sobre vampiros por aí, mas vou esperar sair o livro físico.
    Bjus , adorei os quotes e a resenha, parabéns e bom domingo.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem ?

    Tenho o livro e estou iniciando a leitura agora, mas pelo que vi não vou me decepcionar...o livro parece ser muito bom mesmo. Gostei bastante da resenha e de conhecer seu ponto de vista, assim já posso ter uma noção melhor do que vou encontrar.

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Adoro essa autora, nós recebemos esse livro em parceria também e além de simpática, ela é muito talentosa. Adoro histórias que envolvam vampiros, e acho essa capa muito linda <3 Adorei!

    Um beijo, Carol
    blogcomv.org

    ResponderExcluir
  9. Amo histórias de vampiros, é um dos seres sobrenaturais que mais gosto, então confesso que fiquei muito curiosa para ler essa história.
    Parabéns pela resenha, e a capa está realmente bela!

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bom? Eu adorei a premissa do livro, parece ser um livro muito bom. A sua resenha está muito bem escrita.

    Beijos
    Amor Literário

    ResponderExcluir
  11. Olá! Tudo bem?
    Ja li esse livro e amei a escrita da Nana! Ela arrasou em cada pedacinho da obra, recebi esse livro em parceria também! Uma história empolgante e cheia de mistério.
    Beijos <3

    Canção dos Livros.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!