Follow Us @soratemplates

24/02/2020

Resenha :: Estarei Aqui


Oi, leitor ou leitora do Clube! Hoje trago para vocês a resenha do primeiro livro da duologia da linda autora Daya Alves, a qual tive a alegria de conhecer na Bienal do RJ, no ano passado. Daí veio a vontade de conhecer os livros dela e já esperava que fossem assim como ela, uma linda história.


Por ser o primeiro livro, não precisei me preocupar e cai de cabeça na história de Paloma, uma moça que, apesar da idade, ainda era muito ingênua sobre o amor e já calejada pela vida com perdas. Afinal, ela já havia perdido a mãe para a doença e o pai para a dor e o segundo casamento. Com esse abandono emocional, ela viu no seu relacionamento com Cadu uma chance de construir a família que sempre sonhou fazer parte. E, enquanto ela não realizava seu sonho, ajudava outras mulheres a terem os seus dias perfeitos.

Gente, eu sei que vocês devem estar me achando uma covarde, mas era meu pobre coração machucado que estava em jogo e percebia que estava correndo o sério risco de perder mais essa.


Em uma narrativa em primeira pessoa, chegando a dialogar com o (a) leitor(a), e alguns capítulos narrados por Enrico, vamos conhecendo a história de Paloma e como, por obra do destino, acabou envolvida em uma confusão e descobriu algo que iria abalar seu relacionamento. E o que era uma enorme dor, acabou se mostrando um grande livramento. Afinal, ela havia esperado por quatorze anos para realizar o sonho de se casar com o homem que acreditava ser o amor de sua vida, para, no meio da dor e da traição, encontrar com o olhar de um médico socorrista do SAMU — moreno, latino, dono de olhos verdes e um sotaque que a deixava tonta —, que trouxe ao turbilhão de emoções ruins que estava sentindo, um sentimento diferente que não conseguia assimilar nesse momento.

— Senhorita, às vezes não reconhecemos quando a vida nos dá uma nova oportunidade para recomeçar; o motivo pelo qual você chora hoje pode ser sua salvação amanhã.

Com uma narrativa leve e todas as confusões que a mocinha se envolve por ser levemente desastrada e contar com dois pés esquerdos sem ser canhota, ela dá muito trabalho ao seu anjo da guarda e a um certo médico socorrista. Porque sim ela é dessas de acabar indo parar várias vezes no pronto atendimento. A história de perdão e recomeços vai acontecendo em meio a muitas gargalhadas e algumas lágrimas. Afinal, só precisamos de uma segunda chance quando não conseguimos acertar na primeira.

Vagarosa e suavemente ele beijou meus lábios, meu rosto, minhas pálpebras fechadas, meu pescoço e, quando percebeu que estava entregue, tomou minha boca em um beijo sedutor, aumentando o ritmo, tomando posse, me fazendo amolecer em seus braços e com o coração saltando dentro do peito.

Gostei da fluidez do texto que, nos momentos certos, ganhou a visão de Ricky para enriquecer a história com detalhes que a Paloma não teria como saber. Os amigos e parentes deixaram o texto rico e divertido. As noivas histéricas ou com sonhos mirabolantes foram dando a visão necessária a "Loma" que, muitas vezes, o mais importante não é a cerimônia e sim com quem se está prestando os votos nela. E gostei muito desse crescimento dela ao longo da trama, dela ter pessoas que a amavam e apoiariam incondicionalmente, mas que também estavam ali para dizer as verdades que ela precisava ouvir e não só as que ela gostaria. Assim como também estariam para dar um bom empurrão (mas com cuidado, porque se tratando dela quem sabe o que poderia acontecer) e para dar colo e carinho nos momentos de tristeza ou dificuldade.

— Bonito nome, Paloma! Então, se aceita o Conselho de um velho homem, as fases ruins são necessárias para darmos valor quando as boas acontecem! Aprender a valorizar as pequenas coisas boas da vida!

A questão das várias formas de perdão e de recomeço também foi muito bem tratada, deixando claro que toda história sempre tem dois lados, e é preciso uma dose de coragem e de coração aberto para ouvir o outro lado e, assim, conseguir tomar a melhor decisão sobre o que fazer ou não. E que, às vezes, apenas deixar os acontecimentos seguirem o caminho natural pode não ser o bastante para a felicidade. É preciso ir à luta de peito aberto e coração entregue, para conquistar o tão sonhando “felizes para sempre (ou até a próxima confusão)”.


A edição que li foi a física, com uma ótima encadernação e impressão. Papel amarelo confortável para leitura e uma linda diagramação. Gostei da revisão e não encontrei erros de ortografia ou digitação.


Nota ::  4,5


Informações Técnicas do livro

Estarei Aqui
Ano: 2016
Páginas: 251
Editora: The Books
Sinopse:
Seu maior sonho era casar.
Paloma esperou por quatorze anos para realizar seu sonho. Enquanto aguardava ansiosa que seu noivo marcasse a tão esperada data, satisfazia-se em trabalhar como wedding planner, assessorando muitas noivas histéricas. Até que um dia, por obra do destino, acaba envolvida em mais uma confusão e descobre algo que abalará seu relacionamento. Desiludida com o amor, blinda seu coração para não sofrer novamente, porém, mais uma vez, não consegue ficar longe de uma grande confusão e seu caminho cruza com o de um médico socorrista do SAMU, moreno, latino, dono de olhos verdes e um sotaque que a deixava tonta. Seria Rico capaz de abalar sua determinação?
Paloma, nossa protagonista, é uma moça dona de um coração gigante, fiel à família e aos amigos, trabalhadora, mas um tanto atrapalhada. Acredita até ter nascido com dois pés esquerdo.
Rico, um médico vindo da Venezuela, consegue por meio de seu fiel amigo, Sr. Ângelo, uma colocação no SAMU e com isso se torna eternamente grato àquele que o ajudou quando mais precisava.
Comédia romântica estilo chick-lit, com uma leitura leve, que faz com que seja difícil segurar o sorriso ao virar as páginas dessa história divertida.


Para comprar:

Livro Físico
E-book

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!