Follow Us @soratemplates

03/09/2020

Resenha :: O Refúgio do Marquês


Olá, faroleiros, eu me apaixonei por esta autora nacional em 2017, quando depois de conhecê-la a achei super simpática e divertida, mas meu amor cresceu ao ler os seus livros, tanto que fiz questão de adquirir todos. O Refúgio do Marquês é um romance maravilhoso que precisa ser lido por toda leitora fã de romance de época, é uma história diferente do que estamos acostumadas e muito bem ambientada, respeitando todos os padrões da época.


Henrik Preston, o marquês de Bridington, é um homem casado que se isolou em sua casa de campo após a sua esposa ficar acamada com a perda de seu filho. Isso já tem cinco anos e ela nunca se recuperou. Ele passou a viver em função das suas propriedades e sua única preocupação é sua filha Lydia. Para os padrões da época ele se tornou um “selvagem” e sua casa, devido ao abandono, se tornou um lugar “assombrado”, ou talvez ele considere “amaldiçoado”. Ele só não contava com a interferência da sua mãe, que finalmente perdeu a paciência com toda esta situação e deseja o melhor para ele e a neta.

Vou lhe dizer algo que eu, particularmente, acho que homens usam como desculpa para esconder seu egoísmo e incapacidade de dar o que suas parceiras precisam. Mas a verdade é que, além do meu traquejo social, perdi outras habilidades ou ao menos esqueci. E essa foi uma delas. Eu não fui capaz de deixa-la notar, mas gosto muito de você, Caroline. Sou mais culpado do que aparento e não apenas por meus erros passados. O que eu descobri que sinto por você pode ser condenável, mas é tão precioso para mim que eu prefiro continuar sentindo.


Caroline Mooren, a Baronesa viúva de Clarington, se viu sem rumo após sua feliz viuvez, como não teve filhos em seu pouco tempo de casamento, precisa deixar a casa onde morava com seu marido para o herdeiro do baronato. Precisando seguir em frente, ela enviou uma carta para a lady Hilde Preston, prima de segundo grau de pai, pedindo apoio. Só não contava com a proposta que receberia seis meses depois.

Lady Hilde é uma personagem secundária nesta história fantástica, ela resolve contratar Caroline, em nome do filho, para ir para casa do Henrik como visita, afinal é uma prima distante, mas para trabalhar como uma governanta do lugar, com a obrigação de “ressuscitar” não apenas a casa ao seu antigo esplendor, bem como consertar o próprio marquês de seu comportamento atual, para poder conseguir uma nova esposa.


Temos então uma história com personagens fortes, decididos, cheios de tiragens cômicas e sarcásticas, que tornam os diálogos maravilhosos. Um enredo diferente que nos leva sempre ao próximo capítulo para podermos descobrir como irá terminar essa história. É impossível não odiar a esposa do marquês, bem como não se apaixonar por ele e Caroline, assim como também por sua mãe e o mordomo e a nova governanta da casa. Isso sem falar da Lydia, que é uma criança verdadeiramente especial.


A Lucy foi fantástica escrevendo esta história com personagens marcantes e especiais, com um enredo fluido, sem correr com os fatos e respeitando o tempo que a época exigia para determinados assuntos ocorrerem e serem aceitos pela sociedade sem gerar escândalos. Uma história que te envolve do início ao fim e que está impressa em uma edição linda e com uma excelente diagramação publicada pela Editora Charme. Minha nota é 5/5.

Boa leitura,

Carolina Finco


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

O Refúgio do Marquês
Os Preston #1
Ano: 2015
Páginas: 312
Editora: Charme
Sinopse:
"Agora você é meu refúgio e, com certeza, o mais belo".
Henrik e Caroline não poderiam ser mais diferentes.
Ele, o Marquês de Bridington, é um homem selvagem e inapropriado, que vive há anos no campo, fugindo dos fantasmas do seu passado obscuro e repleto de segredos.
Ela, Caroline Mooren, a Baronesa de Clarington, é uma jovem destemida, com um passado doloroso, que recebe a missão de reformar a mansão e talvez o marquês, ao menos é o que a marquesa viúva espera.
Ele é um caso perdido. Ela é uma mulher com um futuro incerto. Mas juntos, eles se completam e acendem a chama da paixão, que ambos acreditavam estar completamente extinguida, trazendo à tona segredos e temores que ambos escondem.
Se reerguer sob o peso do passado será uma batalha que ultrapassará os limites do refúgio que o marquês pensa ter construído, mas será que o amor é capaz de ultrapassar tantas barreiras e vencer, ou eles perderão tudo outra vez?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!