Follow Us @soratemplates

13/05/2019

Especial :: Doramas Asiáticos


Olá, faroleiros, tudo bem com vocês?

Um onda asiática invadiu o mundo das séries: são os Doramas. Eles ficaram ainda  mais populares no Brasil com sua veiculação na Netflix. Mas o que é um Dorama? Muita gente se pergunta, até eu mesma já me perguntei, e as informações que surgiram foram bastante conflitantes. Para explicar melhor vou fazer uma pequena citação da internet que explana muito bem esse universo complexo, mas que quando você conhece se apaixona por ele:

Dorama basicamente é a definição generalizada do gênero novela oriental, seja ela J-Drama (Drama Japonês), K-Drama (Drama Koreano), C-Drama (Drama Chinês) e até mesmo os Live Action (Novelas baseadas muitas vezes em títulos de sucesso de mangá ou anime).

Dessa forma, vemos que existe uma variação muito grande de um país para o outro nos tipos de Dorama. Mas nada disso importa, o que sei é que quando você assiste a uma boa série do gênero se encanta com a qualidade, a sinopse e os personagens. 

Os Doramas são também uma ótima forma de conhecermos um pouco das culturas dos países asiáticos, os costumes de cada um (porque tem gente que acha que asiático é tudo um povo só), e as belezas desse lugar que fica do outro lado do mundo.

Também são uma ótima forma de entretenimento, já que muitas delas abordam o drama em sua estrutura principal, mas que também tem o humor, o romance e o suspense em sua essência. 

Deixarei para vocês aqui cinco indicações que eu já assisti e super recomendo:


 Itazura na Kiss - Love In Tokyo 

Sinopse:
A estudante Kotoko é apaixonada há dois anos por um colega da escola, Naoki. A história seria normal se não fosse o fato de que Naoki é o garoto mais inteligente da escola, estudando na sala dos melhores, a famosa Classe A, e ela, ao contrário, pertence à Classe F, que é formada pelos alunos menos inteligentes da escola. Um dia Kotoko decide confessar seus sentimentos através de uma carta, no entanto Naoki a recusa friamente. Kotoko decide então esquecê-lo, mas por um acaso do destino, a nova casa em que Kotoko e seu pai iriam morar desaba depois de um desastre. Por essa razão, os dois são convidados a morar na casa do amigo do seu pai, que coincidentemente é pai de Naoki Irie, o garoto que a rejeitou. Será que morando juntos, Kotoko será capaz de tocar o coração do perfeito Naoki?


Impressão:
A série é bem fofinha, com uma pegada leve e divertida. Gostei bastante de acompanhar. A única coisa que incomodou é que a protagonista é realmente retratada como uma garota desprovida de inteligência, e, por vezes, isso é evidenciado de forma negativa no desenrolar da trama. 


 Good Morning Call 

Sinopse:
Good Morning Call originalmente é um mangá shoujo, escrito por Yue Takasuka. Parte da história foi adaptada em OVA. A série também é uma adaptação do mangá.
Nao Yoshikawa consegue convencer seus pais para alugar um imóvel perto da sua escola e começar a viver por si mesma, pelo menos temporariamente. O que acontece é que Hisashi Uehara, um estudante da mesma escola, alugou o mesmo imóvel. Eles descobrem no dia da mudança e vão imediatamente falar com quem alugou o imóvel pra eles, só que o responsável havia sumido. Ou seja, eles foram enganados.
A nova responsável pelo imóvel sugere que eles possam morar juntos, para que o aluguel fique mais barato ou até que um encontre outro imóvel para morar. Depois de muita confusão, eles aceitam o desafio.


Impressão:
Esse foi o meu primeiro Dorama. A série é muito lindinha e eu me apaixonei de cara pela história do casal. O único ponto negativo é a forma machista do protagonista. Isso é muito presente, devido à cultura oriental e retratada muitas vezes na trama.


 Jardim de Meteoros (Meteor Garden) 

Sinopse:
Remake do drama taiwanês ''Meteor Garden''. Shan Cai é uma garota de 18 anos que vem de uma família pobre. Ela foi aceita na universidade mais prestigiosa do país onde ela conhece o F4, um grupo exclusivo que consiste dos garotos mais belos e ricos da universidade: Dao Ming Si, Hua Ze Lei, Xi Men e Mei Zuo. Ela imediatamente entra em atrito com seus colegas, especialmente Dao Ming Si que é um bully mimado e arrogante.
Eventualmente, os quatro garotos começam a reconhecer a personalidade inabalável de Shan Cai e ela também começa a ver o lado bom deles, abrindo caminho para amizade e romance.


Impressão:
Outra série que eu amei. Ela é um pouco mais extensa que as outras anteriores que citei. O problema é que ela é tão gostosa de acompanhar que ficamos presos à TV por horas. Não houve nada na série que eu possa citar e dizer que não gostei. Pela proposta de um dorama, ela realmente não deixa nada a desejar.


 Oh My Ghost 

Sinopse:
Na Bong-Sun ( Park Bo Young ) trabalha como assistente do chef. Por causa de sua personalidade tímida e baixa auto-estima, ela não tem nenhum amigo. Desde que ela era uma criança, ela tem sido capaz de ver fantasmas por causa de sua avó xamã. Um dia, ela é possuída pelo fantasma da sedutora Shin Soon-Ae.


Impressão:
Uma série diferente por envolver também um mistério na trama. Ela é divertida e emocionante. Os personagens são um chef, uma assistente apaixonada, porém extremamente tímida, e uma fantasma piradinha que insiste em perder sua virgindade a qualquer custo. No decorrer da história muitas lições de vida são aprendidas, além de ficarmos vidrados tentando descobrir o mistério que envolve a ser do outro mundo.


 Hello My Twenties 

Sinopse:
Hello, My Twenties (ou Age of Youth, como é o título no DramaFever), segue a história de cinco universitárias que moram juntas na casa Belle Epoche, uma residência para estudantes comandada por uma simpática senhora idosa.
Jin-Myung, Ye-Eun, Song, Yi-Na e Jun-jae são colegas de apartamento e não podiam ser mais diferentes umas das outras. Cada uma delas estuda um curso diferente e tem conflitos diferentes nas suas vidas.
Quando Song diz ver um fantasma preso dentro de um armário na sala do apartamento, cada uma parece carregar consigo o seu próprio fantasma.


Impressões:
Bem, a trama da história é envolta em conflitos pessoais. Então ao assistirmos temos que ter essa concepção em mente. Eu amei a exploração das situações cotidianas das cinco amigas para estruturação da série. Isso resultou em uma história forte, com uma carga dramática, mas que nos conquista desde os primeiros episódios.


Os Doramas conquistaram um público bastante fiel. Essa conquista abriu portas para que, cada dia, surjam novas séries nesse mesmo estilo. Deixo minha recomendação aqui das séries que assisti e sei que vão agradar a todos que, assim como eu, de vez em quando querem só relaxar e se divertirem com uma história leve, engraçada e romântica. 

Até a próxima pessoal!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!