Follow Us @soratemplates

18/03/2019

Resenha :: Como Se Apaixonar

março 18, 2019 0 Comentarios

Para adquirir o seu: Clique aqui! 



Quando se lê apenas o nome desse livro, você pode se perguntar: “Será que é um livro de autoajuda ensinando como se apaixonar por algum doido (ou doida) por aí? Parecido com aqueles de como conquistar um cara em três dias?” Bem, como você deve notar pela sinopse (no final do post), não é. (Breve pausa para agradecimento à Cecelia Ahern por isso.  “Obrigada Cecelia!!!”  Pronto, agradecemos). E antes que alguém pergunte, sim, eu amo esse livro. Na verdade 80% de mim o ama, e os outros 20% tem uma bela paixão platônica por ele.


A vida é uma série de momentos e momentos sempre mudam, assim como pensamentos, negativos ou positivos.

Bom, voltando a história, nada como salvar um estranho de se matar para ter coragem de se comprometer com o desafio quase impossível de fazê-lo amar a vida de novo em duas semanas, né? Hum , talvez tenha, nunca impedi um estranho de se matar para saber como é. Mas a Christine sabe! Já que ela impediu o Adam de pular da ponte e tudo. “Ponte? O cara ia pular de uma ponte?” Sim, ele ia, mas a Chris chegou antes de o mundo perder mais um cara lindo.

Enfim, o cara da ponte (também conhecido como o cara lindo, ou, simplesmente, Adam) nem é o primeiro suicida que ela encontra (Azar? Coincidência?). Antes de conseguir impedir que o Adam pule rumo à morte (ou à água mesmo), ela tenta impedir que um outro suicídio aconteça, mas infelizmente não se pode controlar as ações alheias e Simon (o primeiro suicida) atira na própria cabeça. E isso desperta em Christine a vontade de salvar a própria vida, então ela decide largar o marido para buscar uma vida mais feliz. “Ela larga o marido por que viu alguém atirar em si mesmo? Sério isso?” Em parte sim, mas essa “experiência” meio que abre os olhos dela. Como a própria Cecelia escreveu, às vezes, quando você presencia algo muito real, fica com vontade de se afastar de tudo o que é falso e parar de fingir, fica com vontade de querer ser verdadeiro e honesto com você mesmo... Então a Christine possivelmente pensa: “Por que continuar casada com alguém que não amo, sendo infeliz e fazendo o outro infeliz também? Com alguém que eu nem deveria ter me casado para começo de conversa?”

Infelizmente, as consequências dessa decisão não são nada fáceis já que todos acham que é apenas por causa do trauma e não por seu casamento ser infeliz; e o vingativo (frio, maldoso e amargo) do ex-marido, Barry, resolve tirar tudo que ela tem e infernizar a vida da pobre mulher, quando ela fez quase um favor para ele.

Era quase como se a minha infelicidade não fosse o suficiente. Se ele não me traiu, não me bateu e não foi cruel comigo, ninguém parecia conseguir entender que eu não amá-lo e estar infeliz eram motivos suficientes.

Mas esses problemas não a impediram de certa noite, passeando por uma ponte, encontrar (e salvar) Adam que estava determinado a pular rumo ao desconhecido. Mas como nada na vida é fácil (tirando fazer miojo), o cara da ponte apenas concorda em prolongar sua vida até o dia de seu aniversário e nesse prazo ele permite que Christine tente ajudá-lo a voltar a amar a vida e a resolver os problemas que tem (como se ela já não tivesse os próprios), e se não conseguir, o desejo de morrer dele vai vencer (“uma solução permanente para um problema temporário”).


É um momento, isso é tudo. E momentos passam. Se você aguentar, esse momento vai passar e você não vai querer acabar com a sua vida. (...) Pode parecer que não há opções, mas há... Você pode superar isso. (...) O que quer que esteja acontecendo, você consegue superar.

Quantas pessoas você conhece que colocariam os próprios problemas em segundo plano para tentar salvar a vida de alguém desconhecido até então? Se não conhece, leia esse livro e conheça a Super-Christine, solucionadora de problemas e salvadora de suicidas por acaso (ou talvez nem tão por acaso assim). Para a senhorita conserta-tudo se algo não pode ser consertado pode ser mudado, melhorado, e para isso ela se inspira, e muito, em livros de autoajuda.

E com base nesses livros ela tenta ajudar Adam, que é um dos suicidas mais apaixonantes que eu já tive o prazer de conhecer por meio de um livro. Ele sabe ser gentil e educado, engraçado, romântico... Ah! Romântico!  (Suspiros para esse ser apaixonante!). Adam faça um chocolate para mim também! Em formato de livro! Porque não estou ganhando nem a embalagem de um bombom!


Com cenas que variam da comédia ao drama, em Como se apaixonar conhecemos melhor Christine e Adam (como alguns personagens secundários) que nos mostram que é preciso estar ao lado das pessoas dando apoio sim, mas as deixando viver a própria vida e tomar as próprias decisões; e que nos dão verdadeiras lições de vida, envolvendo depressão, suicídio, superação, generosidade, família, amizade, amor e, principalmente, sobre a arte que é viver e ser apaixonado pela própria vida.

Onde estaríamos sem amanhãs? O que teríamos em vez disso seriam hoje. E, se esse fosse o caso, com você, eu esperaria que hoje fosse o dia mais longo. Eu encheria o hoje de você, fazendo tudo o que sempre amei. Eu riria, falaria, ouviria e aprenderia, eu amaria, amaria, amaria. Faria todos os dias serem hoje e passaria todos com você, e nunca me preocuparia com o amanhã, quando não estaria com você. E, quando aquele temido amanhã chegar para nós, por favor, saiba que eu não quis deixá-lo, ou ser deixada para trás, que cada momento que passei com você foram os melhores momentos da minha vida.


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Como Se Apaixonar
Ano: 2015
Páginas: 352
Editora: Novo Conceito
Sinopse:
“Momentos são preciosos; às vezes eles se demoram e, em outras ocasiões, são passageiros, mas, ainda assim, muito pode ser feito durante eles; você pode mudar de ideia, pode salvar uma vida e pode até se apaixonar.”
Depois de não conseguir evitar que um homem acabasse com a própria vida, Christine passa a refletir sobre o quanto é importante ser feliz. Por isso, ela desiste de seu casamento sem amor e aplica as técnicas aprendidas em livros de autoajuda para viver melhor.
Adam não está em um momento muito bom, e a única saída que ele encontra para a solução de seus problemas é acabar com sua vida. Mas, para a sorte de Adam, Christine aparece para transformar sua existência, ou pelo menos tentar ajudá-lo.
Ela tem duas semanas para fazer com que Adam reveja seus conceitos de felicidade. Será que ele vai voltar a se apaixonar pela própria vida?


O Grupo Editorial Novo Conceito oferece sempre os best-sellers mais aguardados e comentados do meio literário. Em anos de sucesso editorial, foram vários os autores e títulos reconhecidos na principais listas do PublishNews e Veja. O selo Novo Conceito foi desenvolvido para reunir essas grandes publicações, além das novidades e lançamentos internacionais que ainda virão.

16/03/2019

Resenha :: No Limiar da Aurora

março 16, 2019 0 Comentarios

*Este texto foi escrito como prefácio do livro.


No Limiar da Autora tem vários personagens principais, em um momento é o leitor e algumas vezes são as próprias emoções, as narrativas dos sentimentos, enfim... O abstrato das sensações. Que ao serem lidas deixam de ser de quem escreveu e passam a ser meus enquanto leitora.

“aos loucos apaixonados e solitários
aos bêbados e suas canções ainda não entoadas e violões desafinados
entusiastas e amantes desatinados da vida e dos desamores diários”
(Trecho de Ex aspectu nascitur amo)


Cada poesia deve ser lida como uma história única integrante de um todo, porque nesse volume vemos com muita clareza a evolução da escrita da autora e também um amadurecimento da poesia em si, em conjunto com o todo que compõe a obra. A verdade da escrita em cada linha faz o mergulho no universo particular da autora, composto algumas vezes de mitologia e cultura de outros países e povos, uma experiência que emociona e faz o leitor crescer enquanto pessoa com novos conhecimentos.

“afundo meus pés na areia e vejo pássaros ao meu lado
na rocha entre o limo caçando passos a salvo
perco-me em um horizonte de ausências de definições”
(Trecho de Onde meus versos se encontram) 


Os temas das poesias vão do corpo à alma, entre o concreto e abstrato como ema uma dança de sentimentos e emoções que dão vida a poesia, deixando o leitor vivenciando cada poema de forma única e intensa, um verdadeiro banquete aos sentidos que começam com o tato da obra, a visão da leitura, a “audição” do texto lido em silêncio e paladar e olfato, que remetem a lembranças de cheiros e gostos de momentos vividos rememorados pelo texto.

A poesia é uma arte que faz com que cada pessoa que leia tenha uma experiência única e muito particular, porém é também surpreendente porque cada releitura será também única porque, apesar das palavras não mudarem, as mudanças vividas e sentidas pelo leitor trarão novas interpretações, novos olhares, novos cheiros e gostos, e até mesmo uma mudança sutil na voz que conta a história.


Portanto, seja essa sua primeira leitura ou uma releitura de No Limiar da Aurora, te convido a virar essa página e começar uma visita a um mundo totalmente novo para quem lê.

“já que de fato se leu cada verso até aqui
uma parte de mim, já vive por ai
dentro de ti”
(Trecho de Que este não seja meu último poema)


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

No Limiar da Aurora
Ano: 2019
Páginas: 160
Editora: Spirito Sancto
Sinopse:
No Limiar da Aurora é a segunda viagem pela literatura da Autora Ida Borchardt. Uma obra que realiza uma jornada através de mitos, reflexões e sensações transcritos em poemas femininos e feministas. Entre as referências a mitologia e a histórias de amor, a escritora vai criando uma trama que culmina nesse encontro com seu universo particular como mulher, poetisa e amante das artes.

Assim como seu primeiro livro, a publicação de No limiar da Aurora foi contemplada pelo edital da Lei de Incentivo à Cultura João Bananeira no ano de 2018 e seu lançamento oficial ocorrerá em abril de 2019.


_____Sobre a Autora_____

Idayana Borchardt



Idayana Borchardt costuma se definir usando três palavras: aquariana, musicista e escritora. A jovem capixaba, nascida em 1990, escreve poesias e contos desde os 16 anos, mas só recentemente começou a divulgar seus textos.
Graduada em Pedagogia e aluna da Licenciatura em Música pela Universidade Federal do Espirito Santo, iniciou suas publicações no meio literário em 2014, quando publicou o poema “Insurgente” na antologia poética “Concurso Nacional de Novos Poetas – Poesia Livre”, pela editora Vivara. No ano seguinte, em 2015, participou das antologias “Além das Cruzadas” e “Outrora”, ambas publicadas pela editora Andross, com os contos “Do Despertar ao Desespero” e “Ambuletis”, respectivamente. 
Em 2016, com a narrativa “Sing for me”, fez parte da coletânea de contos “Pensamentos Eletrônicos”, pela editora Darda. Seu mais recente trabalho foi o poema “Aos pés do Moxuara”, selecionado no 4º concurso Semente Literária – João Bananeira 2016, e publicado em livro de mesmo nome.
Em março de 2017 a autora lançou seu primeiro livro, intitulado "O Som das estrelas caídas", no gênero poesia.

14/03/2019

Resenha :: Feeling — Uma História de Amor e Sangue

março 14, 2019 0 Comentarios

Oi, Faroleiros, fiquei com vontade de ler Feeling: Uma História de Amor e Sangue após ver um post dele no Facebook. Eu adoro um romance sobrenatural e não consegui resistir ao romance de um guerreiro criado pelos deuses do Olimpo com uma humana.

D’ynamos é um primordial, o primeiro de sua raça. Ele foi criado a partir do poder de Zeus para ser um presente para a humanidade: um protetor em caso de guerras. Zeus o presenteou com a força. Atena com inteligência e sabedoria. Ares deu-lhe o desejo pelas batalhas. Apolo soprou-lhe a força do sol e Afrodite lhe aflorou as paixões.


Hera para se vingar de Zeus, seu marido infiel, incutiu sem ninguém saber o ciúme, possessividade, raiva, desprezo e ódio no coração de D’ynamos. Com o tempo, o ódio começou a crescer no peito do guerreiro e ele parou de se importar com os humanos. Zeus castigou sua criação fazendo com que todos os deuses trocassem suas dádivas por maldições, mas Afrodite o via como um verdadeiro filho e lhe deu uma chance de reaver tudo de volta.

Encontre sua outra metade, ela será o alicerce de sua existência, o amor de seu coração imortal, a cura para sua ira. Encontre-a guerreiro dourado, busque-a através dos tempos e, assim, tome de volta tudo aquilo que lhe foi roubado.

Condenado a ficar na Terra por séculos, jurou destruir a humanidade para se vingar de Zeus. Costumava matar e depois tomar o sangue de suas vítimas. Talvez a lenda dos vampiros tenha começado por causa do primordial. Durante esse tempo todo, ele procurou por sua outra metade, mas nem imaginava que sua destinada viria da raça que ele mais odiava. 

Anne é órfã e sempre batalhou para vencer na vida. Ela é uma pessoa forte que estudou para agradar apenas a si mesma. Está terminando o mestrado em história e sua tese é sobre Mitologia Grega. 

Fiquei surpreso positivamente com a violência que a autora Widjane Albuquerque imprime à história. Me lembrou um pouco a série Irmandade da Adaga Negra, da autora americana J.R. Ward. Anne, inclusive, tem um crush literário por Rhange, o vampiro guerreiro de Amante Eterno. Pena que a autora pessoense (nasceu em João Pessoa Paraíba) suaviza muito a carga de violência nos momentos românticos, fazendo com que a história perca um pouco de ritmo.


O e-book foi lançado pela Editora 3 Dea e está disponível para o Kindle Unlimited. Pena que consegui identificar vários erros bobos de digitação, que seriam facilmente corrigidos com uma leitura simples. Gostei bastante da capa, ela é chamativa e misteriosa. 

Apesar desses probleminhas, eu curti bastante o universo criado pela autora. Feeling é o primeiro livro da trilogia Predadores da Noite. A autora conseguiu expandir bastante o seu universo fantástico no final de Feeling e deixa um gancho interessante para o segundo livro. Wanting: Uma História de Amor e Guerra é o e-book mais vendido na categoria Fantasia Romance da Amazon. Em breve volto para falar sobre ele. 

Com amor, André


Nota :: 



Informações Técnicas do livro

     
Feeling: Uma História de Amor e Sangue
Ano: 2019
Páginas: 274
Editora: 3DEA
Sinopse:
D’ynamos de Olímpia, esse é o nome que lhe foi dado. Uma força sobrenatural que habita na Terra há milhares de anos. Sedento por vingança e sangue, ele tornou a destruição da humanidade, o seu objetivo de vida... ou eternidade. Dom Olimpiakus, como é conhecido, de tempos em tempos surgia com guerras e tragédias, manipulando os crédulos com sua beleza irresistível e predatória.
Anne Richards jamais sonhou que seu antigo namorado iria preparar-lhe uma armadilha mortal. Capturada, ela sabe que não tem chance de fugir. Porém, algo inesperado se revelou diante de si, e seus anseios, talvez, pudessem ser realizados... caso ela sobrevivesse.
Quando os séculos de uma existência solitária e fria pesaram sobre as costas de Dom Olimpiakus, o impensável aconteceu. A mulher destinada a ser sua, era da raça que ele mais odiava. Essa é a história de um homem frio e implacável cujo único anseio é receber de volta tudo aquilo que lhe foi roubado. E de uma mulher marcada pela eternidade.

12/03/2019

Resenha :: O Encantador de Corvos (Ferinos #1)

março 12, 2019 0 Comentarios

Depois de um tempo sumida por conta de uma ressaca literária terrível (vocês sabem como é), hoje vim apresentar a vocês o primeiro livro da série "Ferinos", que conta a história de Caw, um menino que foi criado por Corvos desde os 5 anos de idade. Ele é o último da linhagem dos encantadores de corvos e tem o poder de conversar, comandar esses animais.

Vive sozinho escondido em um ninho no alto de uma árvore no parque da cidade, até uma fuga em uma prisão na cidade, em que ele acaba sendo obrigado a se revelar para os humanos, principalmente Lydia, a filha do diretor do presídio. E assim começa a descobrir que os últimos acontecimentos tem mais a ver com o passado dele do que pode imaginar.

Muitas linhagens de Ferinos foram… extirpadas. Depois disso, os sobreviventes aprenderam a manter os poderem em segredo. O dom se transformou em maldição.

Pronto, esse é o resumo da história. Mas vamos à minha opinião porque até agora está algo bem Sessão da Tarde "e a turminha do barulho vivendo altas aventuras com corvos". O que sinceramente, apesar de ser uma história bem interessante, leve e com bom enredo, eu achei que tem um pouco de exatamente isso. Eu gostei do livro, ainda mais por fazer um certo tempo que não conseguia me prender em uma leitura, é um universo interessante que tenho curiosidade de ver como ele irá se desenvolver nos próximos livros.

Mas... sempre o "mas", acredito que faltou um pouco de aprofundamento, o que dá para relevar certas coisas por ser um livro infanto-juvenil e o personagem principal ser uma criança de 13 anos. Eu não saberia dizer exatamente o que deveria ter, mas foi uma leitura que deixou aquela sensação que faltou uma coisinha para passar de "boa" para "ótima", e isso me incomodou profundamente por ser justamente um universo interessante.

Bom, eu fiquei sabendo que era uma série só depois do término da leitura, então as coisas que achei que estão faltando ainda poderão ser mais desenvolvidas nos outros livros (algo para que torço), principalmente na questão dos personagens secundários como Migalha e os outros Ferinos.

Eu recomendo a leitura principalmente para quem está iniciando nesse gênero literário; para quem já lê bastante literatura fantástica juvenil como eu, talvez sinta que faltou um "Q" na história.

Enfim, espero ter a oportunidade de ler a continuação em breve, e que esses corvos tenham levado essa "ressaca literária" para longe de mim.

Abandonado pelos pais. Criados por corvos. Caçado pela escuridão.


Nota ::  3,5 

Informações Técnicas do livro

O Encantador de Corvos
Ferinos #1
Ano: 2017
Páginas: 256
Editora: Galera Record
Sinopse:
Abandonado pelos pais. Criado por corvos. Caçado pela escuridão

Caw, abandonado pelos pais quando tinha apenas 5 anos, sobrevive sozinho numa cidade governada pelo crime. Mas ele não está desamparado: é o último representante da linhagem dos ferinos de corvos e tem o poder de comandar e conversar com as soturnas aves. Caw vive escondido em um ninho, no alto de uma árvore, no parque da cidade de Blackstone, até que uma fuga na prisão local o força a se revelar aos humanos... E à Lydia, a filha do diretor do presídio. Juntos descobrem que os fugitivos também são ferinos que planejam trazer seu temido líder, o Mestre da Seda, de volta da Terra dos Mortos. Para impedi-los, Caw e Lydia precisam encontrar os ferinos que se escondem pela cidade e convencê-los a mais uma vez lutar pelas forças do bem.

10/03/2019

Literatura Infantil :: Perdidos na Floresta

março 10, 2019 0 Comentarios

Hoje é dia de dicas para ler com seus filhos e para seus filhos, já alfabetizados, lerem para você . Trago Perdidos na Floresta, história que veio no kit Letrinha.


 Sobre a leitura: Esse é um livro que aborda temas importantes de uma forma simples, didática e muito carinhosa. Com lições valiosas para pais e filhos. Quando a vida entre os pais não vai bem, o engano é achar que as crianças, por menores que sejam, não percebam que algo não vai bem. Assim, como uma tentativa de tudo começar a melhorar, o Pai propõe a família que façam uma viagem juntos, a um hotel-fazenda na cidade de Pedra Azul, Domingos Martins/ES.

O clima dentro do carro não é o dos melhores, porque reflete a situação da família, porém à medida que "a cidade grande" fica para trás, a viagem traz para dentro do carro curiosidades e imagens que abrem as portas para o diálogo. Mas nem tudo é perfeito nessa viagem, não é mesmo? Afinal o carro acaba de dar problemas e o pai propõe que terminem o percurso a pé, por uma trilha pela floresta que serviria de atalho para o destino. E assim tudo começa, porque além de terem de continuar o trajeto andando, ainda precisavam lidar com o perigo de uma onça amedrontando as pessoas daquela região.

Com uma visão muito bonita e acertada sobre família, convivência e laços familiares o livro mostra que para ser feliz em família é realmente preciso muito pouco, que as situações que ocorrem a nossa volta podem facilitar a conversa de vários temas importantes entre pais e filhos e que o amor e o respeito pela natureza a nossa volta é uma prova de inteligência e compreensão, que o mundo em que vivemos é nossa casa, tanto quanto daqueles outros seres que o habitam.


 Sobre a edição: Tamanho excelente para leitura tanto infantil quanto adulto, arte gráfica totalmente condizente com a história, letra do texto agradável, tamanho perfeito e confortável e ilustrações lindíssimas.

 Sobre o Clube de Leituras, “Letrinha”: Aproveito para dizer que MEGA recomendo o kit, quando chega é uma curiosidade só para saber o que vem dentro do pacotinho lindo e lúdico. Para quem acompanha o mundo infantil sabe que "brinquedos surpresas" são um sucesso e MEGA CARO, que tal um pacotinho surpresa para gostar de ler?? Faça sua experiência com o Letrinha, vai ser uma primeira vez de várias outras.


Informações Técnicas do livro

Perdidos na Floresta
Neusa Jordem Possatti (autora)
Richelmy Lorencini (ilustrações)
Ano: 2019
Páginas: 28
Editora: Vila Editora
Sinopse:
O livro nos convida a passear em Pedra Azul, Domingos Martins/ES. Tudo parecia perfeito e a diversão garantida. Não fosse por um problema no carro e a proposta do pai para seguirem adiante por uma trilha, bem no meio de uma floresta. É quando tudo começa...
A autora Neusa Jordem propõe que o leitor siga junto por esta trilha, floresta adentro, e viva as aventuras que estão muito além da história criada. Livro, que recebeu Menção Honrosa do prêmio Adolfo Aizen, concedida pela UBE - União Brasileira de Escritores. Categoria Juvenil - 2001.


 _____Sobre a Autora_____

Neusa Jordem


Professora e escritora de livros de  de literatura infantil, infanto-juvenil, contos, poemas, crônicas e romances. Graduada em Letras pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Alegre. Pós-graduada pela Faculdade Saberes em Linguagens: Língua e Literatura. Membro da Academia Feminina Espírito– Santense de Letras – Patrona Marzia Figueira, ocupante da cadeira nº 36, membro correspondente da Academia Cachoeirense de Letras.