Follow Us @soratemplates

08/02/2017

TAG :: Clube do Farol




Oiiiii serzinho lindo!  Em fevereiro do ano passado chegava ao mundo um clube de leitores que tenta nos iluminar sempre que pode. Que clube é esse? O nosso lindo blog Clube do Farol , obviamente. Nesse mês o Clube comemora o seu primeiro aninho de vida . E vamos ter alguns especiais para comemorar, um desses especiais é uma TAG que fizemos especialmente para essa data. Cada colunista vai responder, então fique de olho para ver as respostas de cada um. E sinta-se a vontade para responder essa TAG no seu blog ou em alguma rede social e marcar a gente, porque também queremos conhecer você. Enfim, vamos às minhas respostas .

 Encontrando o Farol - Um livro que te deixou em paz
Beleza Perdida – Amy Harmon


Pensei muito para escolher esse livro, não porque demorei para escolher o livro em si, mas porque tentava pensar em outro menos óbvio, já que esse é um dos meus livros favoritos da vida e tal, só que não consegui achar algum que pudesse ocupar o lugar dele, porque, bom, ele me ajuda a ter paz . É ele que eu tenho vontade de ler quando estou triste. É ele que eu quero reler quando não consigo ler nada. Ele me ajuda. Ele me inspira. Ele me ensina. Ele me faz chorar. Ele me faz rir. Ele me dá paz . 


 Luz do Farol - Um livro que mudou a sua vida
Passarinha – Kathryn Erskine

Esse livro me mostrou preconceitos que eu nem sabia que tinha. Ele é um livro que te faz repensar suas atitudes, que te faz repensar como trata as pessoas que, querendo ou não, são diferentes de você. Ele te faz querer entender o próximo, te faz querer ter empatia. Esse livro te fez querer dar valor para as coisas simples, te faz ver como a vida é especial .

P. S. Quero muito reler esse livro logo e quando o fizer vou tentar o resenhar, ênfase no tentar.


 Farol Perdido - Um livro que você não entendeu nada
Folhas de Relva – Walt Whitman

Li esse livro por causa das citações dele em Cidades de Papel (que muita gente acha ruim, mas que eu amo), e faz muito, muito, muito tempo. E, bom, eu gostei do livro, pelo menos do que entendi (não foi muito). O problema é que eu li meio que no escuro. Eu era bem mais nova, não lia tanto quanto leio agora e não entendia muitas figuras de linguagem (não que entenda muito agora) e o vocabulário e a escrita não ajudaram o meu cérebro de gelatina a entender muita coisa. Mas vou reler ele inteiro de novo, vai que dessa vez eu entenda tudo, né ?


 Farol Apagado - Um livro que você abandonou
O Mundo de Sofia – Jostein Gaarder

Nesse livro você pode percorrer a história da filosofia ao mesmo tempo que se tem um certo suspense mistério que os personagens têm que desvendar. Pelo menos é o que acho, porque, bom, eu o abandonei logo nos primeiros capítulos. Motivo? Era só eu começar a ler esse livro que eu caia no sono. Então como conseguiria chegar ao fim dele se não saia do começo? Talvez tente ler ele de novo no futuro, ou não .


 Farol Caído - Um livro que derrubou todas as suas expectativas
Sway – Kat Spears


Eu não esperava gostar desse livro. O peguei para ler com as expectativas super baixas. E essas expectativas negativas foram atropeladas, esmagadas, feitas em pó. Porque ele me conquistou de um jeito que eu não imaginava. Me surpreendeu .


 Farol Incendiado - Um livro que te fez sentir muita raiva (por ser bom ou ruim)
A Lista Negra – Jennifer Brown

Quando penso em livros que me deram raiva, esse é o primeiro que me vem a mente. Não, ele não é ruim, na verdade ele é maravilhoso, é um dos meus favoritos e tudo. Mas ele desperta em mim uma raiva tão grande do mundo, que quero chorar, que quero explodir tudo, que quero gritar, que quero bater a cabeça na parede... Não só a minha cabeça, mas a de outras pessoas também .

P. S. Tenho uma resenha quase pronta para esse livro, talvez a poste algum dia, mas saiba que parte dela foi movida a raiva e me controlei para não sair xingando até o vento.


 Farol Turístico - Um livro que se passa em algum lugar que você quer conhecer
Anna e o Beijo Francês (Anna, Lola e Isla #1) –  Stephanie Perkins

Obviamente, eu quero conhecer a França, principalmente, Paris . Pode parecer clichê, mas quem disse que eu ligo? Quero conhecer a Cidade Luz desde bem novinha. Quero me apaixonar em Paris como a Anna. Visitar o museu do Louvre, a Torre Eiffel, a Catedral de Notre-Dame, o Arco do Triunfo, a Basílica de Sacré-Cœur... Quero visitar tudo o que puder. Paris é histórica. Paris é romântica . Paris é um sonho .


 Farol Impostor - Um livro que você achou que era uma coisa, mas era outra
Tamanho 42 não é gorda (Mistérios de Heather Wells # 1) – Meg Cabot

Quando você olha para a capa desse livro e para o nome você acaba pensando que é um chick-lit com uma protagonista fazendo drama durante o livro inteiro sobre o seu peso e que busca o amor mesmo com as gordurinhas extras que tem, simplificando você acha que um livro meio besta e ponto. Maaaas, na verdade, é um chick-lit cheio de mistério e um certo suspense, com investigações de mortes estranhas e tudo. Aprendi a não julgar um livro pela capa e pelo nome .


 Luz que Te Guia - Um livro que te iniciou em um gênero literário novo
Melancia (As Irmãs Walsh #1) – Marian Keyes

Esse livro abriu as portas dos chick-lits para mim. Sério! Antes dele eu nem sabia que esse gênero existia e hoje é um dos gêneros que mais amo e que mais leio, tanto que algumas pessoas me chamavam de Senhorita Chick-lit (pessoas que amam pegar no pé da gente, sabe como é). Li esse livro faz uns cinco anos e antes dele perdi anos preciosos sem ler chick-lit nenhum. Vidinha triste que eu tinha .


 Luz no Meio da Tempestade - Um livro com uma cena ou um acontecimento que salva o restante do livro
A Herdeira (A Seleção #4) – Kiera Cass

Amo muito a trilogia principal de A Seleção, sério. Só que não posso dizer o mesmo dos outros dois livros dessa saga, porque eu queria muito bater na protagonista de A Herdeira, e antes dos últimos capítulos eu estava quase decidida a não ler a sequência (A Coroa), porque mais da Eadlyn seria difícil de aguentar. Mas a autora foi esperta, mexeu com meus sentimentos e não tive outra opção a não ser continuar e saber o que aconteceria e ficar esperando por mais no próximo livro (que eu li e me surpreendi por me irritar menos com a Eadlyn ).


 Falha no Farol - Um livro que todos amam menos você
As Vantagens de ser Invisível – Stephen Chbosky

A Milly vai querer me explodir agora, mas eu realmente não acho esse livro lá essas coisas. Na verdade, acredite ou não, prefiro o filme (amo a trilha sonora dele e tem o lindo do Logan Lerman ). Não consigo explicar o motivo de não o amar, já que de acordo com a Milly o problema sou eu e não o livro. Sinceramente, tem muitos livros melhores. Me julguem, me ameacem, mas é o que eu acho .


 Encontro no Farol - Um livro que tem os personagens mais shippaveis
Mar da Tranquilidade – Katja Millay

Esse livro é outro favorito da vida e os protagonistas Nastya Kashnikov (Flor do Dia) e Josh Bennett são dois dos personagens que eu mais amo em todo mundo. Diferente de muitos livros, nesse eu não gostei apenas do guri, mas da guria também, porque os dois são maravilhosos, e juntos são perfeitos . Mar da Tranquilidade é tão maravilhoso que tenho vontade de abraçar a autora e agradecer por ele existir, porque, na boa, é muito amor por um livro e pelos seus protagonistas .

P. S. Esse livro também tem uma resenha pela metade, algum posto ela (ou não).


 Clube do Farol - Um livro que você leu com amigos ou que foi uma indicação do blog (Clube do Farol)
Eu te darei o sol – Jandy Nelson


Eu queria ler esse livro e não queria, mas a Milly leu e o resenhou aqui no blog, e quando li a resenha me interessei e tudo. Na época eu não era resenhista aqui no Clube do Farol e nem nada, mas "conhecia" a Milly e depois da resenha ela insistiu, insistiu, insistiu, acabei lendo e, raiva à parte, eu o amo e o odeio, na verdade ele podia estar no “Farol Incendiado” também, só não está porque a raiva que ele me causou foi bem menos do que a raiva que senti lendo A Lista Negra. Eu Te Darei o Sol é um livro humano que mexe com a gente, tem personagens com inúmeros defeitos que queremos abraçar e bater, porque sim. Enfim... Obrigada, Milly! E obrigada, Clube do Farol! 

4 comentários:

  1. Muito legal!
    Pensando seriamente em responder...
    Partes da Literatura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Responda sim, Taínny! Vamos amar ver suas respostas!
      Bem-vinda ao Clube do Farol! :)

      Excluir
  2. O problema é você mesmo! As vantagens de ser invisível é perfeito! Leia de novo 😒😂😂😂

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho que é tão perfeito assim, rs. E, calma, eu já te disse que vou reler. :P

      Excluir

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!