Follow Us @soratemplates

19/07/2018

Resenha :: Sorrisos Quebrados


A primeira vez que li essa história, foi em e-book na Amazon

O amor foi tão grande que continuei acompanhado a Sofia e, claro, fiz muita campanha para essa história vir para minhas mãos na forma de um livro físico. E o sonho se realizou ainda mais maior e mais bonito do que eu tinha sonhado. A Editora Valentina abraçou Sorrisos Quebrados e nos presentou com uma edição linda, perfeita e que eu amo ter na minha estante. Agora vou contar para vocês sobre minha releitura dessa história!

Eu acredito que sou um quadro abandonado por alguém que nunca desejou ser pintor. Alguém me pegou quando era uma tela branca e em vez de me pintar com a suavidade dos pincéis, me rasgou com o lado pontiagudo.

Paola, uma mulher em recuperação. Ela está em recuperação de um ataque violento que a deixou com profundas e irreparáveis marcas e cicatrizes emocionais e físicas. Deixando sua dor e a violência sofrida visível em praça pública. Permitindo a quem a olha espreitar uma dor que não pertence ao observador, somente a quem a sente.

E apesar de tudo isso, ainda não era o pior. Toda cicatriz é apenas um eco fraco do que está por dentro dela onde nenhum olho pode ver, mas também Paola se mostra uma lutadora, guerreira e determinada a continuar viva, mesmo que nem ela mesma acredite em si e no quanto é corajosa, apenas por continuar.

Quando ela tem a chance de reencontrar o amor, ela se entrega ao sentimento que tira da tela as cores e descolore o mundo que havia sido destruído. Afinal o amor mostra ao André que a beleza está no olhar e que as marcas físicas da Paola são a prova que ela sobreviveu para continuar. Paola se destaca por ter conseguido reencontrar sentido na vida e novos sonhos.

Eu não me apaixonei pela sua força, encantei com a sua beleza, atraí pelas suas curvas. Não. Essas eu também amo. Mas eu amei-a pelo seu sorriso fraco, Desproporcionado, Quebrado. Ele é meu favorito e o mais lindo de todos.

André, um homem de proporções físicas generosas. Alto, musculoso, atraente. E, no entanto, a maior característica dele é ser um pai extremamente devoto de um pequeno raio de Sol. Apagado por nuvens escuras de dor e sofrimento. Ao contrário de Paola, André e sua filha trazem marcas onde aos olhos alheios e mesmo aos mais atenciosos e generosos, a dor é difícil de ver e entender, porque as feridas cicatrizadas ou não, ainda sagram, mas as que ficam longe dos olhos são as mais difíceis de serem vistas e entendidas.

Com a Paola, o André consegue perceber que as cicatrizes emocionais podem ser ainda mais profundas e horrendas que as físicas e que podem nos impedir, além de viver, de encontrar a verdadeira felicidade na vida. E assim, ambos vão reaprender a viver, a lutar pela felicidade simples de estar vivo e, claro, ver o raio de "Sol" encher a vida de ambos de luz e calor.

Quando tiver a oportunidade leia essa história, e veja que mesmo a dor da violência não consegue vencer a força do que é verdadeiro.

Eu amei a história porque mostra que é difícil, mas possível, juntar as partes quebradas de um todo e voltar a ser um inteiro. E que as cicatrizes, visíveis ou não, servem para lembrar que você sobreviveu, aprendeu a ser mais forte e pode continuar. Que é possível enxergar através das mentiras que outras pessoas contam sobre você. E aceitar que existem pessoas que amam tanto a si mesmas que as torna impossível de ter amor para dar.


Nota ::  

Informações Técnicas do livro

Sorrisos Quebrados
É na escuridão que brilha o amor verdadeiro
Série Quebrados #1
Ano: 2017
Páginas: 232
Editora: Valentina
Sinopse (Skoob):
Sorrisos Quebrados gira em torno de três personagens: a jovem Paola, a pequena Sol e seu pai, André. Os três são vítimas de violências distintas, que deixaram marcas profundas em cada um. Trata-se de uma história de superação de dores, magia, estrelas e de como importantes laços humanos podem se formar a partir da autoaceitação, da arte e da tolerância no cotidiano.

Para a Editora Valentina, leitura é, acima de tudo, entretenimento.
Olho vivo e faro fino.
Esse é, na verdade, o lema de todo grande editor. E a pinscher dessa editora encarna esse lema como ninguém.
 _____Sobre a Autora_____

Sofia Silva


Sofia Silva nasceu em Vila Nova de Gaia, Portugal. É licenciada em Ensino Básico (1º Ciclo) pela Universidade de Aveiro.
Amante da literatura, em especial da poesia e, nela, de Pablo Neruda. Sempre gostou dos sentimentos contidos nas palavras e do poder que exercem sobre os leitores. Ávida devoradora de romances, com predileção pelos dramáticos de final feliz, desde jovem participa ativamente do meio literário.
Em dezembro de 2014, iniciou-se na ficção através da plataforma online Wattpad com a Série Quebrados, cujo foco são histórias sobre violência doméstica, deficiência física e abuso sexual.
Com mais de 1 milhão de leituras e o apoio fervoroso das leitoras brasileiras, publicou, dois anos depois, o seu primeiro livro na Amazon, Sorrisos Quebrados, atingindo o top 10 de vendas em ebook no Brasil.
Para o futuro, deseja continuar a dar voz aos problemas da sociedade através de personagens que ultrapassam inúmeros obstáculos e merecem ser felizes.

Um comentário:

  1. Oi Bete,
    Estive pertinho da Sofia na Bienal, mas já tinha comprado bastante e estava me segurando nas compras. Também não sabia se ia gostar dessa história por causa do drama ser mais pesado. Acho que não foi uma decisão muito acertada... rsrs.
    Mais um livro para a minha listinha de livros desejados.
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!