Follow Us @soratemplates

30/09/2018

Especial :: Setembro Amarelo | Indicações


Hoje, dia 30, último dia do mês de Setembro, mês em que um assunto importante é lembrado, mês que teve, como nos anos anteriores, a campanha #SetembroAmarelo para tentar mostrar e conscientizar a todos sobre a importância de falar sobre suicídio, depressão e outros transtornos mentais, porque, diferente do que muito gente pensa, ignorar esse assunto não vai fazer ele sumir ou se resolver sozinho. Mas devemos lembrar que esse tema é de extrema importância em todos os meses, e não apenas em Setembro, por causa da campanha.

Para você ter noção, de acordo com a OMS - Organização Mundial da Saúde, 800 mil pessoas cometem suicídio todos os anos. Um suicídio é cometido no mundo a cada 40 segundos (fonte). Segundos! Não estamos falando de dias, nem horas, mas segundos! Vai dizer que é frescura agora?

Aqui no Brasil uma pessoa tira a própria vida a cada 45 minutos (é só o primeiro tempo de uma partida de futebol que tanto amam no nosso país). Segundo dados do Centro de Valorização da Vida (CVV), são 32 vidas perdidas por dia (fonte). E grande parte dessas vidas perdidas poderia ter sido salva se tivessem recebido a ajuda necessária e não tratadas como “vidas de pessoas que queriam chamar a atenção”.

Depressão, transtorno bipolar e outros distúrbios mentais precisam tanto de tratamento quanto doenças físicas, pois a nossa saúde mental é tão importante quanto a saúde física. Mas ela sempre é deixada de lado. E quando a pessoa procura ajuda com um psicólogo ou psiquiatra, normalmente aparece alguém dizendo que é dinheiro e tempo jogados fora, que é drama, que falar não resolve nada... Aparece alguém que fica zoando a pessoa que procura ajuda dizendo que ela é louca, de mente fraca... Mas quer saber? Louco é quem acha que isso é “frescura” e motivo para “brincadeira”.

Enfim, em homenagem ao mês da Prevenção ao Suicídio, que termina hoje, estou aqui para indicar alguns livros que falam de suicídio, depressão ou algum outro distúrbio mental relacionado.

 Como Se Apaixonar – Cecelia Ahern 

Resumidamente resumindo, esse livro é um romance com um pouco de drama que traz a história de Christine, que impede um homem depressivo, Adam, de se matar se jogando de uma ponte e tenta o ajudar a recuperar a vontade de viver depois disso. Eu amooooo esse livro, ele trata do tema de um jeito bem leve, sem tirar sua a importância, claro. Se quiser saber mais sobre ele, confira a resenha! 

 Por Lugares Incríveis – Jennifer Niven 

Bom, quem me conhece sabe que amo muito esse livro e que acho que todos deveriam amar também. Nele os dois protagonistas se conhecem no alto da torre da escola em que estudam com ambos pensando em pular, mas um ajuda o outro e por causa de um trabalho de geografia eles visitam vários lugares do seu estado. Lugares Incríveis. Esse resumo não parece tão atrativo, mas sério, o livro é incrível . Você pode conferir a resenha dele, se quiser, clicando aqui.

 Perdão, Leonard Peacock Matthew Quick 

Nesse livro, o protagonista Leonard acorda no dia de seu aniversário de dezoito aos decidido a se matar e a matar o seu ex-melhor amigo, que faz dele alvo de bullying. Mas antes disso ele se encontra com quatro pessoas importantes em sua vida para dar um presente a cada uma (quando na verdade, ele é que deveria ganhar algum, por causa do aniversário dele). Aos poucos vamos conhecendo mais o Leonard e posso dizer que ele é um personagem incrível. Esse livro tem citações maravilhosas. Saiba mais sobre ele, lendo a resenha aqui.

 A Playlist de Hayden – Michelle Falkoff 

Nesse livro o personagem Sam encontra o melhor amigo, Hayden, morto (por suicídio) e com a ajuda de uma playlist deixada pelo seu amigo ele tenta entender o que levou Hayden a cometer algo tão definitivo e o que aconteceu na noite que isso ocorreu, enquanto tenta lidar com a culpa que acha que tem na morte do amigo. Esse livro é muito bom, sério, leia. A maioria das músicas da playlist criada pelo Hayden também são muito boas, sério, amo quase todas (mas algumas deixam a gente um pouco para baixo ). Não deixe de conferir a resenha, clicando aqui.

 Os 13 Porquês – Jay Asher 

Se você não viu, ouviu ou leu nada sobre esse livro ou sobre a série que se originou dele, não sei em que mundo você vive . Nesse livro, a Hannah Baker gravou os 13 motivos que a levaram a cometer suicídio em várias fitas cassetes, e 13 pessoas recebem essas fitas, porque elas têm algo a ver com a decisão definitiva da Hannah. Uma das pessoas que recebe as fitas é Clay Jensen e ele precisa ouvir todas as fitas para saber o motivo de ele ser uma das razões da Hannah. Confira a resenha aqui.

 Uma História Meio que Engraçada – Ned Vizzini 

Faz muitooooo tempo que li esse livro, mas pelo que lembro nele o protagonista, Graig Gilner, estuda igual um condenado para entrar em uma escola que pode garantir o seu sucesso no futuro e depois que consegue ele se sente muito pressionado com tantas tarefas estudantis, acaba tendo depressão, e até comer para ele se torna uma coisa complicada. Ele pensa em se matar, mas resolve pedir ajuda e se interna em uma clínica psiquiátrica onde conhece pessoas que o ajudam a descobrir outras realidades. O autor retrata a clínica psiquiátrica de uma maneira incrível. E quebra clichês de um jeito tão real. Sério, leia esse livro .

 As Vantagens de Ser Invisível – Stephen Chbosky 

Livro que deu origem ao filme com o Percy, a Hermione e o Flash ... Esse livro é escrito por meio de cartas que o protagonista Charlie escreve sobre a sua vida, o seu passado, presente e futuro. Cartas sobre um garoto que vive a margem, mas que tem vontade de se sentir “infinito”. Não amo esse livro, mas ele tem uma história muito boa e citações incríveis. Confira a resenha do livro e do filme aqui!

Meu Coração e Outros Buracos Negros – Jasmine Warga

Nesse livro, a protagonista Aysel, que enfrenta problemas com a família e na escola, decide que quer acabar com a própria vida, mas não quer fazer isso sozinha, então ela entra em um site, onde suicidas em potencial marcam de se encontrarem para cometerem suicídio juntos, e assim conhece Roman. Mas aos poucos a Aysel percebe que talvez a morte não seja a sua única opção, que talvez ainda exista alegria na vida e ela precisa ajudar o Roman a enxergar isso também. Amo esse livro, devia ter resenhado, talvez ainda faça isso, mas enquanto não faço, leia! 

 Garota Interrompida – Susanna Kaysen 

Livro que deu origem ao filme de mesmo nome. Dizem que o filme é melhor, mas não vi para comparar . O livro é meio confuso e é a autobiografia, meio que um diário na verdade, escrito pela autora sobre suas experiências em um hospital psiquiátrico. Ao ler esse livro é quase como se sentir na cabeça da autora, ficamos perto do que se passa na mente dela. É confuso, mas é uma leitura válida.

 A Playlist da Minha Vida – Leila Sales 

Nesse livro a protagonista Elise Dembowski, sempre foi meio excluída, até tentou se vestir e agir como os seus colegas, mas nem isso ajudou, então ela decide acabar com tudo isso de maneira definitiva, mas sem sucesso, o que é bom, pois ela se arrepende. Depois disso os pais começam a prestar mais atenção nela e a Elise também acaba encontrando uma balada noturna onde pode ser ela mesma, logo ela se torna DJ e passa a lidar com algo que ama, música . Mas logo Elise tem que lidar com o confronto entre a sua vida noturna e a realidade que a oprime.

Então é isso. As indicações de hoje ficam por aqui . Mas antes de me despedir vou deixar um conselho de amiga: Leia quantos livros sobre o assunto puder, sempre é melhor conhecer, aprender mais e ajudar, do que sair criticando e julgando como uma pessoa ignorante que acha que todos temos que ser iguais.

E você que, às vezes, se sente para baixo, como se o mundo não precisasse de você, que se sente julgado por ser diferente, que se sente triste por algum motivo que consiga ou não explicar, procure ajuda. Eu sei que é difícil, muitas vezes, parece impossível, mas colocar a sua dor e suas incertezas para fora ajuda, sério, eu fiz terapia e ajudou tanto. Falar me fez começar a olhar para o meu próprio eu, a querer me encontrar, a querer me fazer feliz, e não só os outros. Porque antes de amar os outros, você tem que aprender a se amar também. Então, procure ajuda. Valorize a vida. Valorize a sua vida. Aprenda a se amar e a fazer você mesmo feliz. Sei que vai aparecer alguém para julgar, mas quem é importante é você. Você é incrível, e se precisar de terapia para enxergar isso, tudo bem, você não é uma pessoa louca por causa disso. Você é amado. Você é necessário. Você é importante. Você é incrível, qualquer um pode ver isso. Você é extraordinário do jeitinho que é .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!