Follow Us @soratemplates

05/01/2019

Resenha :: International Guy — Paris, Nova York e Copenhague


Oi faroleiros!! Que tal falar sobre o último lançamento da autora internacional, queridinha já em nosso país, que possui duas séries de histórias contemporâneas completas já publicadas pela Verus Editora e iniciou agora a publicação da terceira... ela que fez a felicidade dos fãs que puderam comparecer no lançamento de seu livro aqui no país e pegar aquele autografo maravilhoso...?! Para quem pensou na Audrey Carlan, acertou em cheio. Vou deixar aqui meu registro sobre o que achei do primeiro livro da série International Guy — Paris, Nova York e Copenhague.

Começo confessando que este é o primeiro livro da autora que me despertou interesse pela leitura, sou apaixonada por romance, mas tenho alguns gostos definidos neste estilo e séries são sempre um caso à parte. Acredito estar mal acostumada com o gênero romance de época onde os livros na série, tem começo, meio e fim com o casal principal definido e terminando tudo certo no final para eles. Mas aí, o que me despertou então a vontade de ler esta série? Primeiro, confesso, que foi o fato de serem três personagens principais masculinos e segundo os livros serem na visão deles; outro ponto importante foi que ao contrário da Garota do Calendário, onde teve um livro para cada mês, aqui foi reunido três das histórias em um só.

Os filósofos dizem que todo mundo na terra tem um dom, algo único de cada um. O meu dom: eu entendo as mulheres. Parker Ellis é o meu nome, e eu sou um sortudo filho da puta. (...) Dizem que é preciso uma aldeia para criar um filho. Bem, para a International Guy, são necessários eu e mais dois: Borgart “Bo” Montgomery e Royce Sterling.

Três amigos da faculdade se juntaram para abrir um negócio unindo suas habilidades. A International Guy é uma empresa de consultoria que atende mulheres, por um preço justo, para resolver quaisquer que sejam seus problemas. Parker tem o apelido de Mago dos Sonhos, Borgart é o Mago do Amor e Royce é o Mago do Dinheiro. Da mesma maneira em que eles trabalham atendendo as clientes, eles cuidam da empresa. Cada um com sua função, porém sempre se juntam para tomar as decisões em conjunto. O serviço em Paris será o primeiro de maior porte deles e é o que irá abrir as portas para vários outros contratos bem rentáveis.

Sophie é a cliente perfeita: dinheiro para torrar, uma beleza real escondida debaixo de roupas sem graça e um negócio de grande sucesso. Ela só precisa de nossa ajuda para chegar lá – digo, estendendo o punho para o centro da mesa. – O que vocês dizem? Vamos dominar Paris?

Não vou me deter muito falando das histórias porque são bem curtas e já deu para vocês pegarem o sentido da trama. Nossos personagens são caras lindos, que trabalham sério, mas nada impede de paquerar a cliente, e se ela der mole... brincar sem compromisso e contando que não prejudique os negócios não tem problemas. Mas uma coisa é bem certa entre eles, se um fica interessado em uma garota, os outros dois não disputam, a amizade em primeiro lugar.


Outro ponto chave neste primeiro livro é que o personagem central e quem faz a narrativa é o Parker, o que não sei se será assim nos próximos, confesso que gosto quando cada personagem tem sua vez na história. Mas o fato dele ser o destaque, não significa que os outros dois não tem importância, pelo contrário, mesmo quando um deles não está participando do serviço ativamente, a autora não o deixa abandonado na história.

A narrativa é super fluida e muito gostosa de se ler, um enredo bem divertido, é também uma leitura, como minhas amigas dizem, de muita qualidade... rsrsrsrsrs. As histórias são curtas e você as lê bem rápido. Amei a personagem que a autora acrescentou a história, a nova assistente deles na empresa. Uma personagem que neste primeiro livro te deixa com a maior curiosidade para ter uma parte que fale só dela. Gostei de todos os personagens no geral, para mim a autora criou um enredo muito bacana.

O único ponto triste para mim e que pode não ser para muitos, é que não temos definido a vida amorosa do Parker, o que me deixou na expectativa do próximo, mas também com medo de que a autora só conclua este ponto no último livro, sendo que estamos com mais três personagens maravilhosos a serem trabalhados nas próximas histórias. Por isso, apesar de ter amado muito o livro, ele só receberá nota 4/5, preciso saber o final do personagem antes de dar ou não nota máxima para a história.


Para quem não sofre de ansiedade ao ler séries sem ter todos os livros, pode e deve ler esta história, você irá se divertir bastante. Mas se não deseja ficar como eu, desesperada pela continuação, então aguarde os próximos lançamentos, para nossa alegria o segundo livro já foi lançado. 

Carolina Finco

Nota :: 


Informações Técnicas do livro

International Guy: Paris, Nova York, Copenhague
International Guy #1
Ano: 2018
Páginas: 376
Editora: Verus Editora
Sinopse:
Mesma autora da série A Garota do Calendário, que vendeu mais de 670 mil exemplares no Brasil.
International Guy é a agência de Parker Ellis, um dos maiores especialistas do mundo em vida e amor, que tem como missão ajudar as mulheres em questões tão diversas quanto se sentir sexy e poderosas, aprender a administrar um império empresarial ou conquistar o homem dos seus sonhos. Parker e seus dois sócios atendem mulheres ricas do mundo todo, como atrizes de Hollywood, membros da realeza e CEOs de multinacionais bilionárias. E, às vezes, eles não podem evitar que as coisas esquentem e vão parar na cama de suas clientes. Literalmente.
Parker adora sua vida de playboy e não está procurando compromisso. Afinal, há um mundo inteiro à sua frente: os negócios o levam de Paris a Milão, de Berlim ao Rio de Janeiro. Mas, conforme ele pula de cidade em cidade — e de cama em cama —, é possível que acabe encontrando mais que sexo ao longo do caminho...
Neste primeiro volume, a International Guy vai a Paris para ajudar uma jovem herdeira a assumir o controle da própria vida. A próxima parada é Nova York, onde a atriz mais badalada do momento precisa reencontrar a paixão pela profissão. A viagem termina em Copenhague, com uma princesa que está jogando sujo para escapar do destino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!