Follow Us @soratemplates

04/04/2020

Resenha :: O Café da Praia


Olá, faroleiros, seguindo minhas leituras dos romances de hoje da Arqueiro, resolvi ler O Café da Praia e confesso ter começado a rir sozinha após perceber a coincidência dos dois livros lidos até o momento por mim desta série envolverem comida... Duas coisas que gosto muito, aliás, pão e café.

Confesso ter algumas dificuldades com leituras que envolvem o estilo chick-lit e por isso tenho lido apenas um livro de cada autora que está sendo lançado, mas tenho tido muita sorte nas leituras que fiz, principalmente porque vale destacar que o livro em si não é todo neste estilo literário, tem muito do romance e drama junto, na maioria das vezes apenas a personagem principal do livro é que chick-lit.


Evie é a personagem central desta história e também a narradora da mesma. Eu achei o início do livro um pouco devagar, porque demorei a sentir empatia com a personagem, sua narrativa declarando ser a ovelha negra da família não me convenceu muito não, eu a achei mesmo foi acomodada com suas escolhas e com falta de força para manter suas vontades e jogando para cima da família a desculpa de suas decisões.

Mas a partir do momento em que ela herdou o café na praia da Cornualha de sua querida tia Jo, ela começou a mudar, em minha opinião, para melhor e a história começou também a engatar e ganhar um ritmo bacana. Então se você se sentir como eu, não desista da leitura.

Ela resolve assumir o café contrariando a expectativa de todos de sua família, mas contando com o apoio de sua melhor amiga, personagem por sinal que gostei bastante, principalmente por ela dizer a Evie o que eu estava pensando à medida que lia a história... Oh, vontade que me dava de dar uns tapas na Evie por seus pensamentos! E aqui vem o meu principal problema com o chick-lit, passar raiva com as atitudes da mocinha.

Enquanto ouvia as histórias dos feitos do papai na jardinagem e as novidades sobre a última aventura do cachorro, minhas palavras a respeito do café ficavam voltando a minha mente. Eu havia percorrido um longo caminho num curto espaço de tempo, reconheci, com uma onda de prazer e orgulho. E o melhor de tudo era que, pela primeira vez na vida, tinha encontrado um trabalho e um estilo de vida pelos quais realmente me sentia apaixonada.

Este livro, assim como o da padaria e creio que também com os outros livros desta série de Romances de Hoje, mesmo sendo de autoras diferentes, trata-se sobre o crescimento e empoderamento da mulher. Mulheres que após os trinta precisam mudar e repensar suas vidas, que precisam lutar para serem felizes profissionalmente, consigo mesmas e, por último, em um relacionamento amoroso. Neste livro, por exemplo, o foco está todo centrado na Evie, tudo gira em torno dela.


Foi uma leitura surpreendente e emocionante. Chorei numa determinada parte no final do livro, pois já estava tão conectada com a personagem que me senti no lugar dela. Percebi como é importante cultivarmos boas coisas ao nosso redor, ter boas atitudes sem pensar em ganho pessoal, ter boas amizades, buscar viver bem com todos. O retorno de boas atitudes sempre vem quando precisamos e de formas surpreendentes. Creio estar me identificando um pouco com cada personagem destes romances por causa da idade e questão da tomada de decisões pessoais. Lições aprendidas.

Uma leitura que pode não ter começado muito animadora, porém terminou de forma maravilhosa. Nota 4/5. Vale destacar que a capa está um primor e a diagramação interna muito boa. Super recomendo este livro.

Boa leitura e até a próxima.

Carolina Finco


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

O Café da Praia
Uma receita para o desastre ou uma receita para o amor?
Romances de Hoje
Ano: 2019
Páginas: 336
Editora: Arqueiro
Sinopse:
Em uma praia paradisíaca, Evie Flynn tem a chance de começar do zero…

Evie sempre foi a ovelha negra da família: sonhadora e impulsiva, o oposto das irmãs mais velhas bem-sucedidas. Tentou fazer carreira como atriz, fotógrafa e cantora, mas nada deu muito certo. Às vezes, ao pular de um trabalho para outro, ela tem a sensação de que lhe falta um propósito.
Quando sua tia preferida morre em um acidente de carro, Evie recebe uma herança inesperada, um café na beira da praia na Cornualha. Empolgada com a oportunidade de mudar de vida, ela decide se mudar para lá, mas logo descobre que nem tudo são flores: os funcionários não são dos melhores e o local está caindo aos pedaços. Tudo bem diferente dos tempos em que passava as férias de verão com a tia. 
Apesar das dificuldades, pela primeira vez Evie está determinada a ter sucesso. Ao lutar pelo café, ela busca secretamente dar um novo rumo à sua vida e, assim, pode acabar conquistando bem mais do que esperava no trabalho...  e também no amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!