Follow Us @soratemplates

27/10/2018

Resenha :: Ao Pôr do Sol


Olá faroleiros, hoje vou postar aqui uma resenha especial. Eu possuo um blog de romances chamado Pretenses, é praticamente um blog fã da autora Nora Roberts, porém, como eu amo romances no geral e existe tantas autoras maravilhosas deste gênero, há resenhas de outras autoras também, mas focado em romances internacionais. Sendo assim, os outros livros que amo ler e faço resenha, posto aqui no Clube para compartilhar com vocês. E fazer parte deste clube é uma alegria enorme e uma honra.

Então, reposto esta resenha aqui em uma homenagem minha ao Pretenses, blog meu e da minha irmã, @efinco, que completou, agora em outubro, 2 anos de existência e te convido a fazer uma visitinha ao Pretenses e conhecer um pouco mais dele e da diva Nora. Se você já o conhece e nos curte, agradeço por seu carinho conosco lá também.

O que falar de uma história tão fantástica, sem dar spoiler é o meu desafio nesta resenha. Por isso vou abordar um pouco mais do enredo em torno da sinopse e falar as minhas impressões sobre este livro, que, assim como os últimos lançamentos da Bertrand, veio cheio de suspense, drama e mistério na medida certa para deixar nosso coração apertado de expectativa. Ao Pôr do Sol é simplesmente maravilhoso!!!

Abordando uma família rancheira tradicional de Montana, essa história retrata situações familiares vividas através de quatro gerações e as consequências que todos tiveram que conviver com as decisões individuais ou em conjunto que foram tomadas, tanto para o bem, como para o mal. Podemos ver vários pontos típicos e tradicionais na escrita da Nora e assim, ao mesmo tempo em que temos uma sensação de familiaridade, nos deparamos com algo totalmente novo.

O livro segue o padrão que a Nora tem nos volumes únicos de ser dividido em partes que nos norteia para onde a trama da história está seguindo. Este livro tem quatro partes, sendo que nas duas primeiras temos uma intercalação nos capítulos entre o passado e os dias atuais, até a união dos fatos na terceira parte.

A Nora como sempre nos traz uma história com mulheres fortes e o enredo gira basicamente em torno da Alice Bodine, a filha que fugiu de casa no passado e que ninguém descobriu que rumo tomou, e Bodine Longbow, gerente do Resort da família e a única filha da irmã mais velha de Alice, Maureen, que também teve mais dois filhos, Chase que toma conta do rancho com o pai e Rory que trabalha com Bodine cuidando do marketing do Resort. Completando a trama temos a bisavó e avó de Bodine, Frany e CoraJéssica que é a gerente de eventos que veio do norte e Callen, o melhor amigo de Chase, que após muitos anos longe, voltou para o lar e aceitou o trabalho no rancho para treinar e cuidar dos cavalos.

Os sentimentos e enredo da trama do livro focam nos relacionamentos de uma forma geral, familiar, romântico, de amizade, de trabalho, de comunidade. Mostra como o respeito e amor entre familiares, amigos, colegas de trabalho são fundamentais para vivermos bem entre e como o perdão pode tornar muito mais fácil suportar e ultrapassar as dificuldades em qualquer situação. O amor é a chave em qualquer momento de felicidade. A história também nos traz como uma pessoa com a mente perturbada, em busca de ter algo neste sentido, pode cometer atos terríveis, sem ter consciência do quão errado é.

A trama que já começa bem forte, volta a mexer com a união da família quando um crime brutal acontece atingindo a eles como empresa e como parte da comunidade local. Eles sabem que precisam se unir para que nada mais os atinja, para continuarem a seguir em frente como sempre fizeram, porém ações tomadas pelo ciúme e a inveja trazem consequências graves e vai afetá-los diretamente.

Mas o romance não pode faltar né?! E o livro nos traz vários momentos fofos, engraçados e picantes, vividos pelos personagens principais. Traz aquele fato básico de que a amizade de infância pode ser um grande amor na vida adulta e que os opostos se atraem bem como os iguais. Ou seja, o livro tem tudo o que é necessário para a trama ser fantástica e ser impossível de largar antes de chegar ao final.

Pôr do Sol murmurou Alice. Seu nome é Pôr do Sol. Gosto de assistir ao sol se pondo. O céu fica bonito. Como mágica. Gosto de cavalos.

Quero confessar que sou muito ansiosa neste tipo de trama, e por mais certeza que tinha do final espetacular que a Nora faria, acabei por pedir a minha mãe uns spoilers, mas não necessariamente o final do livro, foi brutal a realidade da maldade que uma mente psicótica pode cometer, retratada nesta trama, e precisei de uma válvula de escape, ou seja, saber alguns fatos antes de lê-los.

Um livro nota máxima, 5 estrelas sem dúvida, com total recomendação para leitura e, como diz a minha mãe, 460 páginas foram poucas para uma história tão espetacular.

Boa leitura,

Carol Finco


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Ao Pôr do Sol
Ano: 2018
Páginas: 462
Editora: Bertrand Brasil
Sinopse:
O mais novo livro da grande dama do romance e do suspense 

O rancho Bodine é um negócio familiar, um lugar sossegado que acolhe turistas em busca de longas cavalgadas sob o ar fresco de Montana e casais que desejam celebrar seu casamento a céu aberto. Com pouco mais de trinta mil acres, ele é o lar de quatro gerações — e, nos bastidores, Bodine Longbow gerencia tudo com garra e paixão, contando com a ajuda da família, da equipe e de um novo funcionário, Callen Skinner.
Porém, o retorno de sua tia, há muito desaparecida — e a ameaça que segue em seu encalço — testarão os laços que prendem Bodine àquele lugar e àquelas pessoas, atirando-a num território sombrio que ela jamais poderia imaginar. 


 Não deixe de visitar o Blog Pretenses

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!