Follow Us @soratemplates

21/09/2018

Resenha :: Não Pare!


Não Pare! conta a história de Nina Scott, uma garota que não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas verticais exigia respostas.


E nesse momento você também, afinal por que a mãe mantém a filha tão absurdamente no escuro a respeito de tudo? Tudo mesmo! Para mim, os problemas de Nina são causados pela falta de explicação da única pessoa em sua vida, afinal ela não sabe sobre seu próprio pai, as mudanças de cidade têm uma explicação muito rasa para continuarem fazendo sentido após tantas mudanças e, em especial, por que ela tem as pupilas dos olhos assim que a fazem ter que esconder isso de todos?! Ahh sim, e por que ela é dona de um azar sem fim?!

E, para sua péssima sorte, as respostas já estavam a caminho, e nossa Nina vai descobrir que existem respostas que é melhor não saber. Quando sua mãe, Stela, decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los em seguida, viver um grande amor, amadurecer, criar raízes... enfim, curtir a juventude. Mas o “normal” está muito longe da vida de Nina!

Pisquei e tudo ficou embaçado. Pisquei de novo e eu não estava nem lá. O que acabara de acontecer comigo tinha sido um truque de ilusão? Verdadeiro ou falso?

Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe paranoica... O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? É chegada a hora da verdade, e assim que a verdade chega imprime ao livro um ritmo cada vez mais intenso e delicioso para leitura. Outro fator muito legal nessa leitura é que o certo e o errado estão separados por uma linha muito fina, e nem sempre o que parecer é de fato ou real, pode ser apenas o prenúncio de coisas muito maiores.

O que já estava bom pode ficar ainda melhor, com a dúvida de quem shippar (torcer por um casal) nessa história, afinal de contas, bem diferente do que os filmes de terror nos contaram, a morte pode ser sim tentadora, sarcástica e muito, muito interessante. Afinal como não se perder naquele azul infinito?

Não era para eu sentir nada. Queima tudo. Só quando estou perto de você é que sinto essa febre abaixar, essa dor acalmar .Como se você fosse a minha cura, o meu remédio.

Outra coisa maravilhosa é descobrir que a história traz um universo totalmente novo que dá total credibilidade à história, pois foge do nosso dia-a-dia e nos mantém nele, deixando sempre aquela sensação de que talvez, apenas talvez, tudo faz um sentido tão absurdo que chega a parecer real. Não tem como não terminar esse livro sem já começar o próximo ao final. Não Pare! Não pare de ler e divirta-se com Jonh, ops, Richard, ops Nina... rs.

Há pouco mais de um mês, eu nunca havia pensado em como morreria. Paradoxalmente, a morte surgiu em meu caminho e, junto com todos os horrores, ela me trouxe felicidade, vida. A vida que eu jamais imaginaria ter. Muito além das minhas expectativas. Infelizmente, com uma mão ela me acariciava e com a outra, me ceifava.



O livro físico é um show à parte, com a marca da editora Valentina em cada detalhe, porque sim, meus caros leitores, cada detalhe é absurdamente pensando para fascinar e encantar quem vai ler: com uma fonte e diagramação perfeita, pequenos detalhes que encantam a leitura e deixam com os olhos brilhando e o coração feliz de quem já leu. Afinal são vários detalhes que ganham um novo olhar ao final do livro e isso desde lombada à capa. Para quem é fã do e-book a edição está perfeita, e acho que ainda está no Unlimited, então se você tem o serviço não perca tempo e vai já conferir essa história!!!


Nota :: 



Informações Técnicas do livro

Não Pare!
Para se sentir vivo, você entregaria sua vida nas mãos da morte?
Trilogia Não Pare! #1
Ano: 2015
Páginas: 280
Editora: Valentina
Sinopse:
Nina Scott não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas verticais exigia respostas.
E, para sua péssima sorte, elas já estavam a caminho! 
Quando Stela decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los em seguida, viver um grande amor, amadurecer, criar raízes... Enfim, curtir a juventude.
Mas o “normal” está muito longe da vida de Nina!
Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe paranoica, Nina começa a desconfiar da própria sanidade mental, de tudo e de todos. O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? O que ela teria a ver com os bizarros e sobrenaturais acontecimentos? Estariam eles interligados?
Seria a Morte sua companheira para toda a vida?
É chegada a hora da verdade.

Para a Editora Valentina, leitura é, acima de tudo, entretenimento.
Olho vivo e faro fino.
Esse é, na verdade, o lema de todo grande editor. E a pinscher dessa editora encarna esse lema como ninguém.


 _____Sobre a Autora_____

FML Pepper



Workaholic assumida, FML Pepper viu o mundo virar de cabeça para baixo quando descobriu que estava grávida, mas que seria uma gravidez de risco e que teria que ficar de repouso durante os nove meses. Após um mês deitada – e a um passo da depressão – , seu marido a presenteou com um romance infantojuvenil. A partir daquele dia, devorou quantidades absurdas de todo tipo de ficção para jovens e, para nunca mais se afastar dos personagens fantásticos que amava ou surgiam em sua mente, decidiu escrever. Costuma dizer que, ao fim da gestação, deu à luz dois filhos: um lindo menininho e a paixão pela literatura jovem. Ainda se beliscando para acreditar que se transformou em best-seller da Amazon da noite para o dia e regada a muito café e rock’n’roll, divide seu tempo entre o consultório e a carreira literária, junto ao melhor marido das galáxias, seu pequeno príncipe, suas duas chihuahuas lindinhas e orelhudas, e seus personagens fantásticos e emocionantes. E sonha, feliz da vida, em levar sua trilogia fantástica para o mundo todo.

5 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Elisabete, ficou ótima!
    Um abraço bem apertado <3

    ResponderExcluir
  2. Ah gente me dá um aperto no coração só de ler a normalidade está longe dessa menina... já to sofrendo hahahaha
    Eu tenho esse livro no kindle e ainda não pude ler, mas vejo que vou gostar e me divertir bastante sim!!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Opa, vou conferir no UnlimkUnl, apesar que, com essa duagramação linda, eu quero esse livro na estante.
    Como disseram no filme Matriz: "A ignorância é uma benção". Acho tá protagonista desse livro também vyco cordas...rsrs
    Bjs!
    gatitaecia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oii Elisabete.
    Eu li esse livro muito tempo atrás e diferente de você acabei não gostando dele. Para mim a autora faz um looping eterno no casal: ela se apaixona, ela descobre uma suposta traição, eles brigam e ele corre para mostrar que ela estava errada.
    Eu não pretendo ler os próximos, mas espero que você goste da trilogia.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  5. Oi, Elisabete!
    Eu tenho muita curiosidade em conhecer essa autora. Já ouvi coisas boas e outras nem tanto sobre ela, mas todas são bem intrigantes, assim como a sua resenha. Eu fiquei curiosa e ao mesmo tempo aflita com essa premissa, querendo saber o porquê dessas mudanças que a mãe de Nina a obrigava fazer. Por outro lado, aprecio muito histórias sinceras, onde os pais são transparentes com os filhos - ainda mais pela garota já ter 16 anos. Mesmo assim, essa é uma história que me atrai pelos inúmeros mistérios que ela aparenta ter. Gostei muito da resenha, espero conseguir ler esse livro um dia. Beijos!

    http://abducaoliteraria.com.br

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!