Mostrando postagens com marcador Conto. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Conto. Mostrar todas as postagens

24 julho, 2021

06 junho, 2021

Resenha :: A Vida pelos Olhos da Guarda Real (Antologia)

06 junho 0 Comentários



Olá, pessoa! Quando nós precisamos relaxar, nada melhor que uma leitura que deixe o coração quentinho e faça aquela companhia gostosa, não é? Foi pensando nisso que eu escolhi para ler essa antologia de contos que, em comum, tem os personagens que fazem parte da guarda real. Cada conto é de uma autora diferente, então dá para ler um conto, depois outro... aproveitando cada história com calma.

05 fevereiro, 2021

09 setembro, 2020

Resenha :: Mitologia Nórdica

09 setembro 16 Comentários

É uma história longa, e não é creditada a ninguém: há assassinato nela, e enganação, mentiras e tolice, sedução e perseguição. Escutem.

Tudo começou com uma vaca e um gigante.

Sempre fui apaixonado por mitologia em geral, quanto à mitologia nórdica, meu primeiro contato com ela foi com as HQs do Thor, que não tem a ver com o Thor original, na verdade toda a HQ do Thor não tem nada a ver com os mitos nórdicos, mas como diria Jack, O Estripador: "vamos por partes".

A Mitologia Nórdica é muito mais do que os quadrinhos mostravam.

No começo, ao norte a terra era gelo e ao sul, era fogo. Ao sul, vivia um gigante de fogo, esperando (vai ter que ler pra descobrir o que). Entre o norte e o sul, o gelo se derreteu, e de lá saiu uma pessoa de tamanho inimaginável, Ymir, o ancestral dos gigantes não era homem nem mulher, mas os dois ao mesmo tempo, do gelo também saiu uma vaca, que lambia os blocos de gelo para se nutrir, era de seu leite que Ymir se alimentava e crescia.

Com as lambidas da vaca no gelo, começou a surgir um homem, Buri, o ancestral dos deuses, que se casou com uma gigante e tiveram três filhos: Odin, Vili e Ve. Os irmãos apunhalaram Ymir e o sangue que rompeu de seu cadáver afogou quase todos os gigantes, com exceção de dois, Bergelmir e sua esposa.

Odin e seus irmãos moldaram a terra a partir da carne de Ymir, os mares são seu sangue e seu suor, o céu é seu crânio e as nuvens um dia foram o cérebro de Ymir.

Mas o mundo ainda não era habitado, então os irmãos encontraram dois troncos. O primeiro era o freixo o segundo era o olmo. Odin os segurou e os soprou vida, Vili deu-lhes vontade e Ve esculpiu os troncos. O homem era Ask, que significava freixo, e a mulher era Embla, ou olmo, os pais de toda a humanidade.

É interessante ver como diferentes culturas tentam explicar, eles viviam em um lugar onde era muito frio, então fazia sentido para eles a vida ter vindo do gelo.

Agora falando um pouco dos deuses, vou falar mais dos três principais: Odin, Thor e Loki.

Quando algo errado acontece, a primeira coisa que eu sempre penso é ‘É culpa de Loki.’ Economiza um bom tempo.

Odin tem muitos títulos, um deles é o "deus da forca", pois ele se enforcou durante nove dias nas raízes da yggdrasill em troca do conhecimento das runas, ele é mais poderoso e o mais velho dos deuses. Thor, o forjador de trovões, é de longe o mais forte dos deuses, o que compensa sua falta de inteligência. Loki, o meu deus favorito, porque os planos dele são bons, mas sempre dá alguma coisa errada e ele precisa resolver isso, ele é basicamente a causa e a solução ao mesmo tempo.

Para quem gosta de mitologia, misticismo ou só quem é curioso mesmo, esse livro vale muito a pena.

O sábio nada respondeu: é raro cometer erros quando se está calado.


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Mitologia Nórdica
Ano: 2017
Páginas: 288
Editora: Intrínseca
Sinopse:
Quem, além de Neil Gaiman, poderia se tornar cúmplice dos deuses e usar de sua habilidade com as palavras para recontar as histórias dos mitos nórdicos? Fãs e leitores sabem que a mitologia nórdica sempre teve grande influência na obra do autor. Depois de servirem de inspiração para clássicos como Deuses americanos e Sandman, Gaiman agora investiga o universo dos mitos nórdicos. Em Mitologia nórdica, ele vai até a fonte dos mitos para criar sua própria versão, com o inconfundível estilo sagaz e inteligente que permeia toda a sua obra.
Fascinado por essa mitologia desde a infância, o autor compôs uma coletânea de quinze contos que começa com a narração da origem do mundo e mostra a relação conturbada entre deuses, gigantes e anões, indo até o Ragnarök, o assustador cenário do apocalipse que vai levar ao fim no mundo. Às vezes intensos e sombrios, outras vezes divertidos e heroicos, os contos retratam tempos longínquos em que os feitos dos deuses eram contados ao redor da fogueira em noites frias e estreladas.
Mitologia nórdica é o livro perfeito para quem quer descobrir mais sobre a mitologia escandinava e também para aqueles que desejam desvelar novas facetas dessas histórias.

12 agosto, 2020

Resenha :: Momentos Inesquecíveis (Antologia)

12 agosto 0 Comentários

Olá, pessoa. Os contos são um ótimo caminho para conhecer uma autora ou autor novo, sem precisar ler um livro inteiro para isso, e nada melhor do que uma antologia para conhecer vários ao mesmo tempo.

Essa antologia tem os contos ligados ao fio condutor dos momentos inesquecíveis que podem acontecer a qualquer hora. E você pode nem saber que está passando por ele. Então, durante a leitura, vamos conhecer pessoas normais, como eu e você, que tiveram um momento inesquecível em sua vida. Cada conto começa naquele momento que será o marco de uma mudança total de vida, algumas vezes em um momento comum que não mostra a grandeza do que pode acontecer, em outras vezes já dá sinais que será inesquecível qualquer que seja o desfecho.


Tinta azul, milk-shake e Rose May
(Bianca Jung)

Acho que nenhum dos clichês literários é tão querido quanto amigos que se apaixonam. Acho que porque cada um possa, em algum momento da vida, ter ficado na “friendzone”. Mas eu simplesmente amei a narrativa de Charlie nesse conto, como ele via o que acontecia, como ele tentava desesperadamente fazer algo a respeito e como é assustador o risco de perder o que se tem.

Rose May era sua melhor amiga para a vida toda. E Charlie era somente… O Charly.

Porém a autora conduz o conto de uma forma tão gostosa quando milk-shake e faz quem lê se apaixonar por Charlie e Rose May.


I Love you
(Dane Diaz)

Uma professora que se envolve com um aluno, mesmo em uma turma de inglês, gera problemas éticos. Então lidar com os sentimentos e com o que houve entre ela e Flávio, por todos os motivos além desse, é ainda mais difícil. Quase doloroso demais para que ela conseguisse agir de uma maneira racional.

Confesso que não consegui me conectar com a personagem principal. Mesmo ela tendo motivos para as decisões que toma, para um conto foi difícil sentir a empatia, que seja, solidariedade necessária para não achar apenas um “mimimi” sem fim. Mas o conto tem seu valor e não posso dizer que é ruim, só que não funcionou tão bem para mim.

Por um segundo acho que vou chorar com a declaração, que vou amolecer e jogar tudo para o alto, emprego, pais, a Catarina resistente de sempre, mas eu não consigo.

Mas aviso que é impossível, como vai descobrir, resistir ao Flávio. Ele vai conquistando o que quer com tanta determinação, que suspirar uma ou duas vezes durante a leitura é mais que natural, é obrigatório.


Vai valer a pena?
(Daya Alves)

Você já teve um pedido atendido? Não aqueles feitos em lanchonetes ou lojas e sim o que vem do coração? Aquele que é capaz de restaurar o que machuca?

 Carol descobriu que saber pedir é importante, porque, ao ter seu pedido atendido, as surpresas são únicas.

Que o universo conspire a nosso favor. Que o seu sorriso seja o motivo do meu e, no final de tudo, sejamos apenas eu e você.

Eu gostei muito da temática leve e trabalhada de forma tão delicada. Sem grandes dramas, o amor surge em forma de momentos, novos olhares e entrega. Me surpreendeu essa forma que mostra que o que é verdadeiro pode acontecer de forma natural e gradual. Diferente dos grandes gestos de paixão, o que dura pode sim chegar suave e ser para sempre.


Meu querido Rock star
(Evy Maciel)

Ai minha nossa, eu tenho uma queda por rock star, e sim sou dessas que não reconhece um famoso até ter um milhão de fãs gritando. A escrita da Evy é tão envolvente que nunca ouvi o Luthor cantar e já estou caidinha... A Liana é tão fofa que só consigo sentir essa amizade por ela.

Era a saudade antecipada, uma despedida forçada, uma porção de palavras não ditas e um desejo insano de que pudéssemos ter mais tempo. Escrever um bom clichê é uma prova de talento enorme, e esse é meu primeiro contato com a autora e já quero ler outros livros dela. A forma como ela faz com que as coisas aconteçam na trama deixa tudo realmente crível. Porque, afinal de contas, a vida imita a arte e o conto de fadas se baseia em alguma história.

Assim, em um toque sutil e um olhar muito cúmplice, nos conectamos de uma maneira tão sublime, que para mim foi muito mais íntimo do que qualquer beijo ou carícia.

Toda adolescente se imaginou próxima de seu rock star favorito, e ver esse sonho nos livros é algo como viver o que não aconteceu, mas que encerra bem um sonho delicioso. Eu curti muito a construção dos personagens e também a história que acompanhou cada um. Todos procuramos nosso porto seguro. Onde seremos barco, mas também seremos âncora.


Destino
(Mariana Stano de Macedo)

O fim do ensino médio pode ser o início de várias primeiras vezes e também o primeiro momento que ser um adulto, ter carreira e decidir os primeiros passos da vida independente dos pais acontece. Mas antes de todas as responsabilidades, vem a formatura do ensino médio.

Assim Joana vai para um acampamento, em sua primeira viagem sem a supervisão dos pais, e espera aproveitar muito até a sua formatura. Claro que o primeiro beijo e talvez primeira paixão são expectativas levadas na mala. Contudo nada a prepararia para conhecer Leo.

Mas sabe, acredito em destino e se Leo for mesmo a pessoa destinada a viver sua vida comigo, o destino se encarregará de nos colocar no mesmo lugar novamente.

Eu curti muito a escrita da autora e a trama criada, gostei dos toques que mostram a contradição entre maturidade e inocência tão presentes nessa idade e nesses dias, e, claro, o primeiro beijo e como tudo pode ter um fim inesperado. A reviravolta me deixou surpresa e o fim foi ainda melhor do que eu poderia esperar.


Parte de mim
(Naylane Sartor)

Será que a vida pararia de nos surpreender? Em algum momento Annabeth sonhou que iniciar sua carreira resultaria no sonho realizado de ser uma atriz ganhadora do Oscar. Porém, nem em seus sonhos mais ousados, ela pensaria ser uma atriz estreante concorrendo a grande e sonhada estatueta.

E, assim como ela, vamos descobrindo que aquele prêmio seria apenas uma das surpresas que a vida lhe reservava naquela noite, e que aqueles olhos verdes inconfundíveis eram, sem dúvida, algo não esperado que trazia emoções demais em um momento tão especial e único.

Parecia que meu corpo correspondia ao seu olhar, a sua voz rouca, eu nem sequer o conhecia, mas minha alma correspondia com a dele. Não sabia o que pensar ou sentir, estava tão perdida em mim, nos meus pensamentos.

É interessante notar como a autora consegue deixar a narrativa mais emocionante com a mudança da ordem dos fatos, sem com isso deixar a linha dos acontecimentos confusa. Gostei muito da voz narrativa da personagem, mesmo sendo em primeira pessoa e a forma como o passado dos personagens ganhou destaque mesmo após o presente.


Um amor inesperado
(Sérgio Fragoso)

Um conto diferente pela narrativa masculina, na voz de Mateus, que nos conta sobre sua infância, suas perdas e o fato assustador de estar crescendo. Seus medos e inseguranças, que acompanham as mudanças do corpo, ficam marcadas em suas atitudes.

Assim conhecemos o rapaz tímido, que nunca se apaixonou até conhecer a nova garota da escola, mas suas inseguranças e baixa autoestima o impedem de dar o primeiro passo, até que o destino resolve dar uma força para aproximar o casal.

Não era um sonho, ele realmente estava na sala de aula sendo convidado para dançar pela garota mais linda do mundo.

Não tem como não voltar alguns anos na memória e se solidarizar com o Mateus e, ainda sim, ter vontade gritar: Toma uma atitude, Aline está ali!!! E assim vamos ficando na torcida para que Mateus tenha a chance de ser o príncipe e não ficar se sentindo um sapo.


Caminhos cruzados
(Vânia Lara)

De quantas mentiras é feito um coração partido? Quantas surpresas podem se juntar ao que sobrou do coração após ele ser destruído junto com os sonhos que antes eram tão reais? Enquanto tenta reconstruir sua vida, Mariana luta para que sua gravidez seja a mais tranquila possível, enquanto a dor pelo que ficou para trás ainda é tão viva em sua memória.

Tudo em nossa volta estava em silêncio, nem ao menos o vento se atrevia a quebra-lo. Como se a Terra houvesse parado em órbita para que os astros presenciassem e apreciassem aquele momento.

Claro que um coração partido pode se recuperar, mas vale a pena arriscar tê-lo quebrado mais uma vez? A volta de Ruan faz Mariana se perguntar todas essas questões e talvez o tempo para as respostas seja mais curto do que ela gostaria. 

Eu curti muito esse conto, mas confesso que ele acabou antes do que eu gostaria. Eu realmente queria um pouquinho mais dessa história.


Para finalizar, preciso dizer que eu realmente amei os contos amorzinhos, com gostinho de sessão da tarde, pipoca e guaraná. Afinal a torcida pelo final feliz é garantida! 

Sobre a edição: Li em e-book, já querendo o livro físico na minha estante.  Boa leitura e divirta-se!!


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Momentos Inesquecíveis
Antologia
Organizadora: Naylane Sartor
Ano: 2019
Páginas: 150
Sinopse:
…Se você soubesse? O que faria?… Um olhar, o primeiro encontro, beijo… Momentos inesquecíveis podem acontecer a qualquer hora. E você pode nem saber que está passando por ele. E se soubesse? Mudaria todo o cenário ou deixaria tudo exatamente igual? Aqui vamos conhecer pessoas normais, como eu e você, que tiveram um momento inesquecível em sua vida.


Para comprar:

 Livro Físico
 E-book


A paixão por livros as ligou, as tornou amigas e a partir dessa amizade desenvolveram uma parceria que se estendeu ao nível profissional. A Essência Literária veio através da ideia de fazer algo novo, em cima da observação das necessidades de cada autor nacional.



Conheça mais sobre a Editora Essência Literária
em seu site e redes sociais:
Site │ Instagram │ Facebook │ Twitter