Mostrando postagens com marcador Julia Quinn. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Julia Quinn. Mostrar todas as postagens

27 dezembro, 2020

Série :: Bridgerton

27 dezembro 0 Comentários

Olá, faroleiros. Vamos falar da série da Netflix mais esperada para este final de ano por muitas leitoras ávidas e apaixonadas e que finalmente teve sua estreia no dia de Natal... Bridgerton é uma série televisiva feita baseada em uma série de livros escritos pela autora americana Julia Quinn

Mas a palavra chave aqui é “baseada”, a primeira coisa que falo para vocês que querem assistir a série e se divertirem com a mesma é: esqueçam os livros, esqueçam o que vocês leram para não fazer nenhuma comparação. Como a própria Julia falou, os livros são livros, a série nunca será os livros, mas é maravilhosa.

25 maio, 2019

Resenha :: Um Marido de Faz de Conta (Os Rokesbys #2)

25 maio 0 Comentários

Então pessoal, vamos falar sobre o segundo livro da série Os Rokesbys da JQUm Marido de Faz de Conta nos traz a história do Edward, o irmão que está a serviço da Inglaterra como capitão do exército na guerra com o Novo Mundo, a América. Eu gostei muito do primeiro livro (resenha aqui), achei um romance bem fofo utilizando o ditado que os opostos se atraem. Mas depois de ler alguns comentários positivos e negativos sobre este segundo livro, como ocorreu com o primeiro, confesso que fui lê-lo sem expectativa para não estragar a história. Mas o fato é que cada um tem um gosto e o que eu posso vir a gostar em um romance, não venha a ser motivo para que você goste também.


Cecilia Harcourt é uma jovem que não é da nobreza, mas possui um irmão que tem como melhor amigo o Edward e através das cartas trocadas com seu irmão os dois passaram a se conhecer e se tornaram amigos, trocando entre si alguns bilhetes. Ela é uma jovem que vive cuidando do seu pai doente e, após a morte do mesmo, recebe uma carta dizendo que seu irmão estava desaparecido. Como não teria direito de ficar na casa onde mora caso o seu irmão morresse e com medo do assédio do primo, toma uma decisão movida pelo desespero. Viaja para as colônias em busca do irmão.

Edward se lembrou de uma conversa com Thomas enquanto o amigo entalhava um pedaço de madeira distraidamente. Era dado a aforismos, e um de seus preferidos era: Mude o que pode ser mudado e aceite o que não pode.

Edward acorda desorientado e sem lembrar de nada, porém se depara com a irmã de Thomas cuidando dele e todos a tratando como sua esposa, como ele não poderia se lembrar de que casou e quando ele a conheceu? Porém mesmo que não se lembre, ela é irmã de seu melhor amigo e seu interesse por ela sempre foi grande. Faria de tudo para ajudá-la a encontrar seu irmão e cuidaria dela. Porém as coisas nunca são fáceis, né?!


A história gira basicamente em torno dos dois e é até bem fofa, porém não gostei da história criada para os personagens secundários, a dúvida que a autora deixa no desfecho da história do Thomas, irmão da Cecilia, eu achei desnecessária.

Não foi uma das histórias que mais gostei da Julia, mas a leria de novo, pois tem muitas coisas que curti no enredo, tipo os trechos das cartas que foram trocadas no início de cada capítulo e a Cecília e o Edward para mim formam um lindo casal, o que mais que compensa na história no meu ponto de vista. Para falar a verdade eu gostei muito mais deste livro do que Um Perfeito Cavalheiro. E não me crucifiquem, mas eu prefiro muito mais o Edward ao Benedict.

Parece que ela vai ter que continuar sendo paciente, pensou ele, com amargura. Suas pernas estavam moles como geleia. Mal conseguia andar. O mero fato de ficar de pé já era difícil para diabo, e quanto à consumação do casamento, a tornar a união inteiramente legal... Isso teria que espera. O que, sem dúvida, era uma lástima.

Eu indico a leitura, sem muita expectativa de uma história espetacular, mas um romance muito bom para se ler, pois a escrita da Julia é uma leitura muito agradável. O capricho da Arqueiro com os romances de épocas é excelente. Dou nota 4/5 para este livro e recomento.

Boa leitura.


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Um Marido de Faz de Conta
Os Rokesbys #2
Ano: 2019
Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Sinopse:
“Enquanto você dormia…”
Depois de perder o pai e ficar sabendo que o irmão Thomas foi ferido durante uma batalha nas colônias, Cecilia Harcourt tem duas opções igualmente terríveis: se mudar para a casa de uma tia solteira ou se casar com um primo vigarista. Então ela cruza o Atlântico, determinada a cuidar de seu irmão pelo tempo que for necessário. Só que, após uma semana sem conseguir localizá-lo, ela acaba encontrando seu melhor amigo, o lindo oficial Edward Rokesby. Ele está inconsciente, precisando desesperadamente de cuidados, e Cecilia promete salvar a vida desse soldado, mesmo que para permanecer ao lado dele precise contar uma pequena mentira...
“Eu disse a todos que era sua esposa”
Quando Edward recobra a consciência, não entende nada. A pancada na cabeça o fez esquecer tudo que aconteceu nos últimos três meses, mas ele certamente se lembraria de ter se casado. Apesar de saber que Cecilia Harcourt é irmã de Thomas, eles nunca foram apresentados. Mas, já que todo mundo a trata como esposa dele, deve ser verdade.
“Quem dera fosse verdade…”
Cecilia coloca o próprio futuro em risco ao se entregar completamente ao homem que ama. Mas quando a verdade vem à tona, Edward talvez também tenha algumas surpresas para a nova Sra. Rokesby.

11 maio, 2019

Resenha :: Uma Dama Fora dos Padrões (Os Rokesbys #1)

11 maio 0 Comentários

Olá, faroleiros. Não é novidade que a Julia Quinn também é uma diva nos romances de época e que todos nós somos apaixonados por suas histórias e eu estou amando poder ter os livros com estas capas lindas que a Arqueiro está lançando, pois como já falei em outra resenha aqui no blog, já tinha lido vários livros da Julia antes mesmo de serem publicados no Brasil. E esta resenha é sobre um lançamento de 2018 da ArqueiroUma Dama Fora dos Padrões. Sua leitura teve para mim um gostinho muito especial, pois ganhei o livro de presente de aniversário de uma amiga maravilhosa.


O livro começa nos dando 10 motivos para lê-lo, motivos muitos bons, mas o primeiro e talvez o mais especial, é que a Julia Quinn trouxe de volta a família mais amada dos romances de época: Os Bridgertons. Mas são os antepassados desta família maravilhosa. Vamos descobrir como surgiram alguns costumes e porque eles são tão especiais.

A casa da família Bridgerton está a 5km mais ou menos de distância da casa da família Rokesbys e a amizade entre eles se solidificou com o nascimento de Sybilla Bridgerton, que desde o berço teve uma ligação tão especial com Mary Rokesbys que as duas pareciam irmãs gêmeas, separar as duas era praticamente impossível e Sybilla cresceu então junto aos três filhos mais novos dos Rokesbys, ficando de fora George que era o primogênito, além de ser mais velho.

Sybilla Bridgerton, mais conhecida Billie, é uma garota inteligente, mas extremamente impetuosa, cresceu como se fosse um menino e acabou se tornando o braço direito do pai na administração da terra deles, até porque o irmão e herdeiro só nasceu quando ela já tinha oito anos. Poderíamos pensar que com a idade ela criaria bom senso ao tomar suas decisões, mas certos hábitos são difíceis de mudar. É por causa disto que ela está presa em cima de um telhado, com o pé machucado esperando alguém aparecer para socorrê-la.

O cavalheiro parou por um instante ao ouvir o barulho e olhou para cima. E mesmo que ainda estivesse longe demais para que a visão perfeita de Billie pudesse identificar seu rosto, ela já sabia. Não. Não. Não. Qualquer um menos ele. Mas é claro que era ele. Porque quem mais passaria por ali no pior momento dela, no mais estranho e embaraçoso, na única maldita hora em que ela precisava ser resgatada?

George Rokesbys, lorde Kennard, sendo o herdeiro do título de Conde do pai, foi criado um pouco separado de seus irmãos, não podendo desfrutar da mesma liberdade e depois de velho continuava sem poder fazer muitas coisas que seus irmãos mais novos podiam. Ao se deparar com a Billie presa em cima de um telhado, por mais que ele deseja-se que ela ficasse lá para aprender a pensar melhor antes de agir, mas, ele não faria isso.

Billie riu. E George... ficou sem ar. Porque já ouvira Billie rir antes. Milhares de vezes. Mas daquela vez era diferente. Soava exatamente igual, mas, quando a risada descontraída chegou aos seus ouvidos... Foi o som mais lindo que ele já tinha ouvido. E, provavelmente, o mais assustador. Porque ele tinha a sensação de que sabia o que significava. E, se havia uma pessoa no mundo por quem não se apaixonaria, essa pessoa era Billie Bridgerton.

Os dois nunca tinham se gostado. Ele a considera uma irresponsável que recebe a adulação de todos e por isso sempre escapa de ser repreendida quando suas atitudes causavam alguma tragédia. E ela o vê como um almofadinha pomposo e retrogrado, típico herdeiro de um condado, falta-lhe todo o charme da família. Porém, para sorte de Billie, ele era um cavalheiro que nunca a deixaria em apuros. Os dois só não contavam como este momento iria mudar tanto os sentimentos de um pelo outro.


Uma história maravilhosa, com todos os ingredientes que gostamos num romance de época, e a Julia nos faz ficar na expectativa até o final do livro. Gostei muito, pois ele me emocionou em vários momentos e me fez rir em muitos outros, por isso dou nota 5/5 e confesso estar ansiosa pelos próximos livros.

Boa leitura.

Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Uma Dama Fora dos Padrões
Os Rokesbys #1
Ano: 2018
Páginas: 272
Editora: Arqueiro
Sinopse:
Às vezes você encontra o amor nos lugares mais inesperados...
Esta não é uma dessas vezes.
Todos esperam que Billie Bridgerton se case com um dos irmãos Rokesbys. As duas famílias são vizinhas há séculos e, quando criança, a levada Billie adorava brincar com Edward e Andrew. Qualquer um deles seria um marido perfeito... algum dia.
Às vezes você se apaixona exatamente pela pessoa que acha que deveria...
Ou não.
Há apenas um irmão Rokesby que Billie simplesmente não suporta: George. Ele até pode ser o mais velho e herdeiro do condado, mas é arrogante e irritante. Billie tem certeza de que ele também não gosta nem um pouco dela, o que é perfeitamente conveniente.
Mas às vezes o destino tem um senso de humor perverso...
Porque quando Billie e George são obrigados a ficar juntos num lugar inusitado, um novo tipo de faísca começa a surgir. E no momento em que esses adversários da vida inteira finalmente se beijam, descobrem que a pessoa que detestam talvez seja a mesma sem a qual não conseguem viver.