Follow Us @soratemplates

31/05/2018

Resenha :: O Príncipe dos Canalhas


Queridos faroleiros, resolvi voltar no tempo para indicar (se você ainda não leu!) um livro que li em setembro de 2016 e me fez mudar de opinião sobre os Romances de Época.

Nunca fui muito fã do gênero. Eles seguem uma cartilha, onde o tabu e a honra são sempre um problema. Certo, todos os gêneros tem suas cartilhas, mas a cartilha dos Romances de Época me incomodam. Normalmente a mocinha é ingênua e recatada e se apaixona por alguém que a família aristocrática dela não aprova.

Uma amiga me emprestou O Príncipe dos Canalhas e, para minha surpresa, o romance escrito por Loretta Chase se tornou um dos meus livros favoritos.

Quando escrevi a Tag Literária - O Farol em fevereiro de 2017, a convite da Bete, escolhi O Príncipe dos Canalhas como o livro que tem os personagens mais shippaveis.

Paris, 1828.

Sebastian Ballister é o grande e perigoso Marquês de Dain, conhecido como Lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Adora sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense.

Quando nasceu, foi rejeitado pelo próprio pai devido a sua aparência física desagradável. Tinha grandes olhos e cabelos negros, braços e pernas desproporcionais e um nariz grosseiro e exagerado. Um verdadeiro monstrinho. Quando sua mãe fugiu com outro homem, seu pai se afastou ainda mais e o mandou para o internato Elton, onde foi constantemente humilhado pelos colegas. Também não fazia muito sucesso com as mulheres na época.

Jéssica Trent chega à Paris para ajudar seu irmão, Bartie. Ele idolatra Sebastian e procura seguir o mesmo estilo de vida dele. Só que Bartie não é como o Marquês de Dain. Já perdeu muito dinheiro em apostas, jogatina e mulheres, deixando sua irmã e avó preocupadas. Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e tabus impostos pela sociedade (ponto para Loretta Chase).

Quando Sebastian e Jéssica se encontram, conseguimos sentir as faíscas entre eles saltar das páginas do livro, afinal, são duas pessoas de personalidade forte e acostumadas a conseguir tudo o que desejam. Cada um quer subjugar o outro e provar que seus ideais estão corretos.

O que ninguém poderia imaginar é que esse jogo de gato e rato seria capaz de despertar sentimentos que foram há muito tempo bem enterrados pelo Marquês de Dain. Tampouco que a inteligência e a virilidade do Lorde Belzebu pudessem desviar Jessica de seu objetivo.

Agora, os dois passaram a ser o alvos das fofocas de toda a sociedade parisiense e os jogadores apostam se Sebastian e Jessica estão realmente apaixonados ou se tudo não passa de uma jogada de mestre desses dois estrategistas.

Não tem como não se apaixonar por esses dois personagens e torcer para que ambos consigam vencer os obstáculos para ficarem juntos. Pode ser visto como uma releitura de A Bela e a Fera, como diversos outros romances são, mas a excelente escrita de Loretta Chase deixa tudo com um ar de novidade e frescor.

Eu só não teria contado a história do passado de Sebastian durante o prólogo. Acho que se soubéssemos sobre o seu passado só mais pra frente, iriamos ficar com raiva do Lorde Belzebu só para depois entendermos o porquê de suas atitudes. Seria uma bela de uma reviravolta.

O Príncipe dos Canalhas venceu o Prêmio RITA de Melhor Romance Histórico em 1996. O Prêmio RITA é o maior prêmio de destaque em romances de ficção e reconhece a excelência em romances publicados e novelas.

Uma curiosidade é que O Príncipe dos Canalhas (Lord of Scoundrels) foi o primeiro livro da série Scoundrels lançado no Brasil, mas, na realidade, ele é o terceiro livro da série no exterior. Isso não altera em nada o prazer em ler a série, porque cada livro conta uma história independente. Pena que a Editora Arqueiro só lançou o terceiro e o quarto (O Último dos Canalhas) livros da série.

O livro é narrado na terceira pessoa e tem suas pitadas de erotismo. Acabei esquecendo que a história se passava em Paris de 1828, afinal seria difícil encontrar uma mulher como Jessica nessa época. É uma história atemporal, cheia de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos.



Nota ::  



Informações Técnicas do livro

O Príncipe dos Canalhas
Canalhas #1
Ano: 2015
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Sinopse (Skoob):
Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...
Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu. 
Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.
Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.

Comprar na Amazon



_____Sobre a Autora_____
       

Loretta Chase nasceu em 1949 numa família albanesa. Assim que aprendeu a escrever passou a pôr no papel as histórias que inventava. Formou-se em inglês pela Clark University, onde trabalhou meio período como professora, ao mesmo tempo em que escrevia roteiros (será que poderemos esperar por adaptações de seus livros para o cinema no futuro?). Um dos produtores com quem trabalhava a inspirou a publicar suas histórias e acabaram se casando. Chase publica suas histórias desde 1987.

7 comentários:

  1. Este livro é maravilhoso!!! Linda resenha...

    ResponderExcluir
  2. Que resenha maravilhosa, eu preciso urgentemente ler esse livro, eu adoro romances de época,
    esse já está na minha lista há um tempão.
    Na maioria desses romances de época sempre encontramos intrigas, equívocos e armadilhas né, acho que são típicos desse gênero mesmo. Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  3. Nossa adorei!, Ja li resenhas desse livro, mas nunca comentaram sobre a referencia de a bela e a fera e nem me lembro desse detalhe do lord ser fisicamente defeituoso... acho realmente que deixaram a desejar focando em outros detalhes rsrs
    Tb não sabia que os dois volumes da arqueiro não eram a série completa! olha só!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Oiie. Eu meio que tinha passado despercebida com esse lado A Bela e a Fera mas na verdade é bem isso mesmo.
    Li esse livro ano passado e amei. Concordo com você. É uma obra diferente do que estamos acostumados ao gênero.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem ?

    Menina ouvi falar horrores desse livro, todos que leem gostam da leitura e a autora pelo que pude conhecer escreve muito bem. A sinopse é instigante assim como a proposta, eu gosto muito do gênero, acho esses romances de época bastante encantadores. Perceber que ele tem um lado referencia meio a Bela e a Fera me atrai já que amo o clássico.

    ResponderExcluir
  6. André meu lindo, amigo querido!! Que resenha linda pra essa história perfeita!! Amo essa dupla e claro o Lord B. Cada resenha sua é uma alegria e quando você gosta do mesmo livro que eu ainda mais!! Beijos Elisabete

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?!
    Nossa, eu não tinha vontade de ler esse livro até agora hahaha. Com esse título, confesso que julguei e não me senti muito atraída, mas agora estou com muita vontade, sua resenha me deixou com expectativa renovada para esse livro.

    Beijos

    Blog Conta-se um Livro

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!