Follow Us @soratemplates

18/07/2019

Resenha :: O Falso Príncipe (Trilogia do Reino # 1)


O primeiro livro da Trilogia do Reino, O Falso Príncipe, foi uma leitura incrível. Faz um tempinho que eu não encontrava uma leitura do gênero que me empolgasse tanto; li alguns livros ótimos, mas não eram daqueles que você não larga até terminar de ler, e quando termina  se joga logo na continuação. Com certeza esse livro foi escrito para ser “devorado”.

Nunca tentara roubar carne antes, e já estava me arrependendo. Acontece que é muito difícil segurar um pedaço de carne crua e correr ao mesmo tempo. Mas escorregadio do que eu havia imaginado. Se o açougueiro não me alcançasse com a machadinha e literalmente extirpasse meus planos futuros, da próxima vez me lembraria de pedir que a embrulhasse antes de roubá-la.

Sage foi um personagem que me apeguei no terceiro parágrafo, da primeira página e do primeiro capitulo, rs. Vivendo como um ladrão nas ruas de Carthya e morando em um orfanato, ele foi comprado pelo nobre chamado Conner, junto com mais três órfãos, com aparências um pouco similares para competirem para se passar por um falso príncipe. Ele é um garoto que te ganha pelo senso de humor e inteligência e sem contar com sua língua afiada que sempre o mete em problemas.

— Ladrão e mentiroso, hein? Sabe lidar com uma espada?
— Claro, desde que o meu oponente não tenha uma.
Ele sorriu.
— Sabe plantar?
— Não — encarei a pergunta como um insulto.
— Caçar?
— Não.
— Sabe ler?
Encarei-o por entre a franja.
— O que está querendo de mim, Conner?
— Você deve me tratar por senhor.
— O que está querendo de mim, senhor mestre Conner?

Não vou negar que em alguns momentos, e até olhando a sinopse, esse livro pareça um pouco clichê do gênero, com o garoto órfão e tudo; eu não me importo tanto com isso, desde que não seja absurdamente óbvio, eu até gosto dessa construção, sendo uma boa história.

O que mais me agradou no livro foram as reviravoltas, ainda mais pelo sentimento que eu tinha com alguns personagens, em uma hora eu gostava e na outra eu os odiava, sem saber de que lado estavam, o que estavam tramando, como Sage, no decorrer do livro, tinha momentos que ficava difícil confiar em alguém mesmo, achei os outros personagens também muito bem construídos, mas claro que não tem como Sage não se destacar. 

E como o final desse livro foi muito bom, logo, logo, vocês ficarão sabendo mais sobre o segundo da trilogia. Leiam!!! Até mais.


Nota ::  


Informações Técnicas do livro

O Falso Príncipe
Trilogia do Reino #1
Ano: 2012
Páginas: 295
Editora: Verus
Sinopse:
Quando uma guerra civil está prestes a explodir num reino muito distante, um nobre chamado Conner tem uma ideia ousada para tentar unificá-lo: procurar por um garoto que se passe pelo filho desaparecido do rei para assumir o trono. Esta é a trama de O Falso Príncipe, primeiro volume da Trilogia do Reino.
Quatro órfãos são, então, forçados a competir pelo papel. Dentre eles, está o rebelde e esperto Sage. O menino sabe que os motivos do nobre Conner são questionáveis, mas sua vida está por um fio. Se ele não for o escolhido, será morto. Seus rivais têm suas próprias táticas na batalha e Sage sabe que não pode confiar em ninguém. 
Após se mudar do orfanato miserável em que vivia para o suntuoso palácio de Conner, os planos de seu novo mestre vão ficando cada vez mais evidentes até que finalmente a terrível verdade é revelada, mostrando-se muito mais perigosa do que o menino poderia supor.