Follow Us @soratemplates

25/03/2020

Resenha :: Os Filhos de Egoz — O Portal de Oriun


Olá, venho falar com vocês sobre minha leitura desse livro de fantasia, que traz uma nova visão para o universo conhecido da mitologia, do autor Aldemir Alves, que já teve outros livros resenhados aqui no Clube (que você pode conferir, clicando aqui). Agora vamos à história.


Esse é o primeiro livro de uma trilogia, uma história medieval. Conhecer um pouco da mitologia grega e nórdica ajuda, mas não é um requisito necessário para ler essa história, porque o autor usa a base da história, mas cria algo novo, uma nova versão e visão para os acontecimentos que envolvem essa história fantástica.

Como este planeta requer que enfrentemos nossas responsabilidades e deveres, as suas lições são às vezes pouco confortáveis.

A história começa em um lugar não muito visitado nas histórias, o Alasca, onde vamos conhecer o casal Rafael e Gisele e seus filhos, Alexandre e Alex. Tudo parecia absolutamente normal até um visitante aparecer e mostrar que existe muita coisa escondida nessa aparente normalidade. Como mãe, Gisele é a mais resistente em aceitar o que é inevitável desde o dia em que recebeu os filhos em seus braços. Porém não se pode fugir do destino, nem mesmo indo viver no Alasca. E assim Joaquim, o misterioso, revela os segredos escondidos.


E após saberem que são filhos adotivos, os irmãos descobrem que esse seria o menor dos segredos que ainda seriam revelados. Acabam descobrindo que não pertencem a esse mundo, que são adotivos e que precisam voltar para o seu mundo de origem e salvar sua família. Assim, começa a jornada que os guiará a outro lugar, grandes e incríveis descobertas, desde sua real origem ao fato de terem poderes ainda desconhecidos e que serão úteis na luta contra o caos. 

— Não interessa o passado. Não interessa o que seu rei tenha feito, cada homem é responsável por sua história.

O tempo havia sido cumprido, após quinze anos de tormenta, a esperança ressurge junto aos filhos de Egoz. Mas, claro que, vivendo em completa ignorância quanto a suas identidades e origem, os irmãos têm um longo caminho a percorrer na busca por se capacitarem para aquilo ao qual estão destinados. Agora é o momento de conhecerem sua própria força, tanto física quanto interior, e também aprender a lidar com diferentes tipos de seres como anões, deuses e outros tantos mistérios em Egoz. Algumas perdas ocorrerão e serão difíceis de lidar, uma sensação que será compartilhada, tanto pelos personagens quanto por quem estiver lendo.


— Esqueci de contar: o mundo gira de forma diferente quando entramos e saímos de Oriun. Lá no planeta terra eu tenho setenta e quatro anos de idade, aqui tenho trinta e sete.

Por esse ser o primeiro livro, existem muitos acontecimentos que não posso revelar para não estragar sua leitura, como também devo alertar que termina de uma maneira que a necessidade de ler o próximo é imensa. Afinal, preciso de respostas e saber o que irá acontecer. Outra coisa muito legal é encontrar personagens mitológicos conhecidos e que foram tão citados nos últimos anos pelos filmes e histórias. Então, deixo o alerta que essa história foi publicada bem antes desse "boom" da Marvel.

Aventure-se por um dos portais e deixe-se levar para essa história de aventura, honra e mistérios e que devemos sempre lutar pelo que amamos e por aquilo que acreditamos.


Sobre o livro em si, preciso dizer que a encadernação é maravilhosa, a impressão e o papel são perfeitos e a diagramação ficou linda, sério, gente. O livro está todo com um acabamento perfeito e, mais uma vez, com ilustrações lindíssimas entre os capítulos, um glossário sobre a mitologia que envolve os planetas, sol e lua e um "bate-papo" com o autor, que acrescenta ainda mais o conhecimento sobre ele e suas obras.


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Os Filhos de Egoz — O Portal de Oriun
Os Filhos de Egoz #1
Ano: 2016
Páginas: 250
Editora: Selo Jovem
Sinopse:
O fim dos tempos é anunciado, o Ragnarök enfim teve início, o céu escurece e as estrelas sucumbem contra os planetas que são consumidos pela destruição. A fúria dos mares consome a vida na terra e os seres humanos são extintos. O Ragnarök destrói Alfheim que é engolida pelo Érebo, o equilíbrio entre os mundos é abalado. A árvore da vida, Yggdrasil, sucumbe em cinzas.
Mas outros deuses sobreviveram das ruínas da batalha, um novo sol ressurgiu no céu, e Zeus (o deus grego), o pai dos homens, trouxe vida a uma nova terra que se ergueu entre os mares. Arin e Cesar, os dois únicos humanos sobreviventes, que se esconderam sob as raízes de Yggdrasil, a árvore que sustentava os nove mundos, repovoarão o mundo. Agora livre de seus males, finalmente houve um tempo de harmonia entre deuses e homens.
A paz não duraria para sempre, pois se existe o bem também existe a possibilidade do ressurgimento do caos, o bem e o mal são forças fadadas a lutar pelo resto da existência divina. Um novo tirano se ergue entre as trevas, e com ele à sede pelo poder a qualquer preço. Alianças foram abaladas, vidas sacrificadas, batalhas travadas, a supremacia benéfica deixou de existir. A ganância de Zarc se alastrou infinitamente e até mesmo as crianças eram obrigadas a integrar os seus exércitos. A terceira parte de Oriun havia sido devastada completamente. Mas após quinze anos de tormenta, a esperança ressurge novamente – renasce junto aos filhos de Egoz.


Para comprar:

Livro Físico
E-book

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!