Mostrando postagens com marcador Editora Novo Conceito. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Editora Novo Conceito. Mostrar todas as postagens

22 janeiro, 2020

Resenha :: A Lista

22 janeiro 0 Comentários

Simplesmente um dos livros mais tocantes que já li, não poderia ter iniciado o ano com uma leitura melhor!  

O livro nos traz a história da jornalista Kitty Logan, que por conta de um enorme erro em uma reportagem, está sofrendo um processo e recebendo retaliação da sociedade. Foi afastada de seu emprego na TV e quase está sendo afastada também da revista Etcetera, se não fosse pelo apoio da dona da revista, Constance.


Constance é a mentora de Kitty, e ao longo dos anos construíram uma amizade linda, mas infelizmente Constance está com câncer e seu diagnóstico não é nada bom. Em uma das visitas de Kitty à amiga no hospital, a jornalista pergunta qual a matéria que Constance não escreveu, mas queria ter feito, e ela lhe fala de uma lista que está guardada em sua casa, de uma matéria que queria muito escrever.

Constance falece antes de contar a Kitty sobre o que era aquela lista, que continha 100 nomes, e agora, sem a ajuda da mentora e amiga, ela tem duas semanas para descobrir o significado dessa lista e escrever a reportagem que sua amiga idealizava, que constará na edição em memória dela. Com todos contra ela, Kitty corre contra o tempo para desvendar o segredo da lista e, ao mesmo tempo, voltar a dar um rumo a sua vida.

Kitty procurava por mentes incomuns, adorava ouvir tanto a menos interessantes quanto as mais fantásticas. Não acreditava que tudo que precisávamos enxergar fosse visível aos olhos, e sentia um desejo iminente de descobrir o que havia por detrás das camadas de cada pessoa. Era esse fascínio e, de fato, o amor pelas pessoas que ela trazia para as matérias da Etc etera, mas talvez não tivesse transferido muito bem esse amor em suas matérias para o Thirty Minutes. (p. 113)

Terminei esse livro há pouco tempo e ele mexeu com as minhas estruturas. Cecelia não nos traz apenas uma história aqui, mas várias, e isso é o que tem de mais valor.

Kitty é uma personagem incrível, apesar dos seus defeitos, e está realmente arrependida do mal que causou. Infelizmente muitos se viraram contra a ela, e aquela que mais a apoiava acabara de falecer.

Sua vida de agora em diante é viver em função da lista deixada por Constance, com 100 nomes que não fazem sentido algum e que não parecem ter nenhum significado, ao mesmo tempo em que tenta sobreviver a toda retaliação que está sofrendo.

Mas o que mais me tocou foi a personalidade da Constance e a mensagem que ela nos deixa. Mesmo a personagem tendo falecido logo no início do livro, sua presença e ensinamento está por toda a história, e quando chegamos ao final e vemos o desfecho da lista, vemos o quão brilhante essa mulher era.


O livro fala muito do valor da vida e do valor que cada um de nós tem. A nossa história é extremamente importante, mesmo que não achemos isso. A autora conseguiu captar de forma singela o valor da vida e da simplicidade, nos fazendo refletir sobre o que fazemos e o quanto isso interfere em nosso meio.

É uma leitura maravilhosa e super recomendada. Você vai adentrar na vida de cada personagem e perceber quão especial é, e isso vai mudar a sua vida, como aconteceu com a Kitty.


Espero que tenham a oportunidade de se apaixonar pela história, e que ela consiga tocar cada um de vocês.


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

A Lista
Todo mundo tem uma história...
Ano: 2015
Páginas: 384
Editora: Novo Conceito
Sinopse:
Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.
Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.
Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.


O Grupo Editorial Novo Conceito oferece sempre os best-sellers mais aguardados e comentados do meio literário. Em anos de sucesso editorial, foram vários os autores e títulos reconhecidos na principais listas do PublishNews e Veja. O selo Novo Conceito foi desenvolvido para reunir essas grandes publicações, além das novidades e lançamentos internacionais que ainda virão.

04 janeiro, 2020

Resenha :: O Farol e a Tempestade

04 janeiro 0 Comentários

O livro começa te levando para um farol, numa ilha habitada apenas por Sam Jones e seu gato, em meio a uma tempestade e a um enorme sentimento de desesperança e dor que permeia o coração do Sam. Logo depois você é levado para um avião de pequeno porte, onde o piloto tenta sair do meio da tempestade, porém a mesma é muito forte e o avião cai.

Anne Sutherland é uma famosa fotógrafa de Nova York e é a única sobrevivente deste acidente aéreo, graças a Sam que enfrenta a tempestade e resgata-a. A partir deste momento, a história dos dois nunca mais será a mesma, pois, como o autor disse, eles precisarão decidir o que fazer com a segunda chance que estão recebendo.


Após Sam resgatar a Anne, ele vê este fato como uma resposta de Deus a seu questionamento: será a sua segunda chance? Tudo indica que sim, depois de tanta dor. O problema é que ele descobre quem é a mulher resgatada através do celular dela e fica se perguntando se isto é obra do destino, pois, para complicar mais as coisas, a Anne teve perda da memória devido a pancada na cabeça, porém, mesmo tendo que recuperar sua memória aos poucos, ela percebe que recebeu uma segunda chance e sente uma paz em seu coração como há muito tempo ela não sentia.

Para dar o tom da história, os dois ficam isolados na ilha, pois o único meio de comunicação que o Sam tem com o mundo fora da ilha é um rádio transmissor, que sofre um curto circuito durante a tempestade. Os dois então dão início a um descobrimento da vida de um do outro e o amor brota no coração dos dois como um renovo. Mas será que haverá futuro?? Afinal, a Anne precisa retornar para Nova York e eles têm muitas barreiras emocionais a superar.

— Veja como o farol emite luz para o oceano — e aponta para a torre de pedra, que ganha maior luminosidade em seus fachos de luz com o advir da noite. — Serei sempre o seu farol, mesmo nas noites mais serenas ou nos dias mais tempestivos.


Tudo o que Sam deseja é viver o presente que está sendo tão maravilhoso, como ele nunca poderia esperar, já a Anne quer ir além, mas não sabe como, afinal ela não se lembra de seu passado e isso dá toda uma incerteza para o seu futuro.

Amei o ambiente que o autor escolheu como base do enredo da história, também a forma como ele já deu início ao livro, com aquela dose certa de drama e suspense que te prende na narrativa e faz com que você não queira largar o livro e te deixa torcendo pelos personagens. Também gostei muito do desenrolar da história. Há muitas emoções ainda por vir, que te deixarão com aquele desespero maravilhoso de querer chegar logo ao final. Tudo sem exageros, mas com muitas ligações, que te deixam com aquela sensação de “UAU, meu coração não vai aguentar”.

— Se o mundo lhe der trevas, seja farol — discursa Sam.


Tenho certeza que o autor teve um enorme desafio para escrever este livro e por isso ele ficou tão especial, afinal, para algo que você faça realmente valer a pena, é necessário esforço e que seja feito com o coração. Eu amei esta história, pela excelente forma em que ela foi narrada e também pela maneira que a dor e o amor foram trabalhados na vida dos personagens. Preciso dizer, o final foi maravilhoso, o autor conseguiu suprir as minhas expectativas adquiridas no início da leitura. 

Dou nota 5/5 com prazer. É mais um autor nacional que eu indico e me sinto feliz por conhecê-lo, também sinto um orgulho enorme por saber que minha querida irmã @efinco foi beta do autor.

#EUQUEROSERFAROL

Boa leitura
Carol Finco


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

O Farol e a Tempestade
E se a vida lhe desse uma segunda chance?
Ano: 2019
Páginas: 304
Editora: Novo Conceito
Sinopse:
Samuel Jones é um autor best-seller que vive recluso em uma remota ilha do Atlântico Norte desde que perdeu a família em um acidente de carro. A partir desse terrível advento, viver passou a ser um martírio, um sacrifício diário. O exílio de Sam, entretanto, ganhará um viés ainda mais dramático quando uma bola de fogo riscar os céus diante de seus olhos no meio de uma tempestade.
Em uma obra do acaso, a fotógrafa nova-iorquina Anne Crawford sobrevive ao desastre aéreo e é salva justamente pelo escritor, quebrando a partir daí a solidão da Ilha Farethon e de seu farol secular. Duas almas marcadas por tragédias. Dois corações despedaçados pela vida. Para Sam e Anne há muito mais em jogo do que fé e paixão, perdão e esperanças. Marcados pela ausência de um passado e a impossibilidade de um futuro, resta-lhes viver o presente em sua mais profunda intensidade. “O Farol e a Tempestade” é mais do que uma improvável história de amor. O romance dramático mostra o quanto somos minúsculos diante as forças do universo e de como a vida é uma surpreendente montanha-russa que nos leva do inferno ao céu em um ato único. O que você faria se a vida lhe desse uma segunda chance?

Para comprar:


O Grupo Editorial Novo Conceito oferece sempre os best-sellers mais aguardados e comentados do meio literário. Em anos de sucesso editorial, foram vários os autores e títulos reconhecidos na principais listas do PublishNews e Veja. O selo Novo Conceito foi desenvolvido para reunir essas grandes publicações, além das novidades e lançamentos internacionais que ainda virão.


 _____Sobre o Autor_____

Romulo Felippe



Romulo Felippe começou a lapidar os primeiros textos  crônicas e versos  aos 9 anos. Aos 12 anos já publicava os seus escritos em jornais locais, iniciando sua paixão pelo jornalismo impresso. Lá se vão três décadas de dedicação às redações, com coberturas realizadas em mais de 20 países e passagens por diversos veículos de comunicação. Além de O Farol e a tempestade, é autor de Monge Guerreiro, também publicado na Europa, e Reino dos morcegos. Romulo mora na ilha de Vitória com a mulher, a empresária Svetlana Bertollo Felippe, é pai de Felippe, Giuseppe e Gianluca, e agraciado com os enteados Ana Paula e Henrique. É colecionador de espadas medievais (e miniaturas de faróis marítimos...), amante da prática de stand up paddle e um apaixonado por livros impressos.

28 dezembro, 2019

Resenha :: Uma Proposta Irrecusável

28 dezembro 0 Comentários

Quando comprei o livro Ame o que é seu, o livreto do primeiro capítulo deste livro estava dentro e eu boba li. E me apaixonei pela história logo de cara, e não resisti, comprei o livro, li e não me arrependi...

Lola com 17 e Dougie com 18 anos viviam o romance perfeito, completamente apaixonados. Lola uma garota alegre, simples e humilde. E Dougie um rapaz de família rica e está prestes a entrar na faculdade, e eles tinham planos de sempre viajarem para se encontrar ou até mesmo ela iria morar com ele. Eles têm certeza de que estão destinados a ficar juntos para sempre. Mas Adele, sua sogra, não está nada satisfeita com este relacionamento e faz a Lola a dita cuja proposta de 10 mil libras para que se afaste de seu filho (com a condição de que ela nunca conte a Dougie sobre esta proposta), e é claro que Lola recusa sem pensar duas vezes no assunto, saindo da residência indignada e disposta a contar tudo ao namorado. Mas quando chega em casa seu mundo vem ao chão e tudo em sua vida está prestes a mudar.

O seu padrasto, que a criou desde bebê com todo amor e carinho, está com uma grande dívida de jogo,15 mil libras, que terá que pagar no dia seguinte, ou ele morrerá.

Mesmo vendo que a única saída seria aceitar a proposta ela ainda se recusa a faze-lo, mas sua amiga a aconselha a aceitar, pois Dougie é jovem e pode se apaixonar por outra na faculdade e ela vai ficar sem o dinheiro e sem ele. E pensando por este lado, mesmo sofrendo muito, ela aceita o dinheiro e ainda faz uma barganha para aumentar o valor. 

Doug? Uhh, a simples menção do nome era suficiente para o coração de Lola disparar. Será que Gabe e Sally a achariam muito superficial se ela rapidamente lavasse o cabelo e desse um jeito no rosto antes que ele aparecesse?

Ela ajuda o padrasto e sem coragem para se despedir ela vai embora da cidade e, 3 anos depois, seu padrasto mudou de vida, abriu uma empresa que deu muito certo e ficou bem de vida. Ele lhe devolve o dinheiro com juros e correção e lhe dá um apartamento, mas ela ainda não está pronta para voltar. 10 anos depois de sua partida ela está de volta e desta vez para ficar. Arruma um emprego em uma livraria onde logo vira a gerente.  Ela está na festa de despedida de seu melhor amigo, Gabe, quando resolve ir embora , logo depois, escuta gritos de socorro vindo de um beco, e ela corre para ver, uma senhora está sendo assaltada e jogada no chão, e ela corre para ajudar, mas o ladrão a acerta na cabeça a as duas são hospitalizadas. 

Philip (marido da senhora) fica muito agradecido pela sua ajuda e lhe convida, dias depois, para um jantar em sua casa assim sua esposa poderá agradecer pessoalmente a sua salvadora. E para a surpresa de Lola a senhora que ela salvou foi Adele, a mãe de Dougie. E adivinhem quem mais está presente no jantar? Sim, Doug.

— Você ainda dorme nu? — Pronto, ela dissera. Doug balançou a cabeça:
 — Você não desiste, não é? — Oh, bem. Ela encolheu os ombros:
— Eu gosto de saber dessas coisas.
— Mesmo que "essas coisas" não sejam da sua conta?

Lola é a personagem mais cara-de-pau de todos os tempos. Ela não só tem esperança, mas a certeza de que ela irá reconquistar Dougie, o problema é que isso não está nos planos dele. Que depois de descobrir sobre o dinheiro que ela recebeu para deixa-lo, fica com um ódio mortal por ela. Mas Lola não liga, ela é super persistente e corre atrás dele o tempo todo infernizando a vida do coitado. Mas ela também não está disposta a contar a ninguém o verdadeiro motivo dela ter ido embora, pois prometeu ao seu falecido padrasto, que não contaria este segredo a ninguém, nem para sua mãe, nem mesmo para reconquistar seu grande amor. 

Por um milésimo de segundo seus olhos se fixaram um no outro e foi como se dez anos nunca tivessem passado. Doug parecia o mesmo, porém um pouco mais alto, mais largo, melhor. Ele sempre tivera aquele jeito, aquela capacidade de hipnotizar as mulheres, e aqui estava ele, produzindo a mesma sensação, hipnotizando Lola por completo.

Adorei, o livro é muito divertido, dei muitas gargalhadas enquanto lia, Lola apesar de completamente maluca é uma mulher de fibra que sabe o que quer e que luta pelo seu objetivo. 

E o mais legal é que o livro não foca só em Lola e Dougie, tem outros personagens maravilhosos, como o fofo do Gabe (o melhor amigo de Lola), a desorganizada Sally (irmã de Dougie, além de amiga e vizinha de porta de Lola), até mesmo o pai (biológico) de Lola é um personagem de peso e muito cativante. E é claro a mãe de Lola que também é uma figura...


Nota ::  4,5


Informações Técnicas do livro

Uma Proposta Irrecusável
O que uma garota tem a ver com...
Ano: 2011
Páginas: 408
Editora: Novo Conceito
Sinopse:
Lola não tem intenção nenhuma de aceitar a proposta de romper com seu namorado Dougie, pela quantia de £ 10,000, oferecida pela mãe dele. Então, ela descobre um segredo que a faz pensar outra vez. Dougie provavelmente teria terminado com ela, a longo prazo, e dessa forma ela pode ajudar uma das pessoas que ela mais ama no mundo. 
Dez anos mais tarde, porém, quando Lola encontra Dougie de novo, seus sentimentos por ele são tão fortes como nunca. Mas ela partiu o coração de Dougie – e ele está prestes a descobrir que ela foi paga para fazê-lo. Bem, Lola é muito atraente e muito persuasiva. Será que ela irá conseguir reconquistá-lo desta vez ...


O Grupo Editorial Novo Conceito oferece sempre os best-sellers mais aguardados e comentados do meio literário. Em anos de sucesso editorial, foram vários os autores e títulos reconhecidos na principais listas do PublishNews e Veja. O selo Novo Conceito foi desenvolvido para reunir essas grandes publicações, além das novidades e lançamentos internacionais que ainda virão.

09 dezembro, 2019

Resenha :: A Menina da Neve

09 dezembro 1 Comentários

Sua cabeça estava cheia de bobagens, uma professora alertou seu pai. Você a deixa ler livros demais.

Antes de tudo preciso dizer que decidi ler esse livro pela capa que é linda (fui superficial, me julgue! 👅), e não sei se me arrependo disso ou não, porque meus sentimentos por esse livro estão indefinidos. Não sei se o considero bom ou ruim, se o amo ou gosto pouco dele. Talvez eu consiga decidir a minha opinião em uma futura releitura. Mas, por enquanto, ele é o que é e pronto, acabou. 

Por que essas histórias infantis têm sempre de ser tão assustadoras, eu não entendo. Acho que, se um dia eu a contar para meus netos, vou mudar o fim e fazer com que todos vivam felizes para sempre. Podemos fazer isso, não, Mabel? Inventar nossos finais e optar pela felicidade em vez da dor?

O livro é baseado em um conto de fadas russo, onde um casal sem filhos faz um boneco de neve, uma menininha de neve na verdade, e ela ganha vida. Esse conto possui várias versões, mas esse livro não é apenas mais uma delas; a autora se inspirou no conto, porém escreveu um livro meio singular e único, que tem um ritmo meio lento, sem momentos eletrizantes e nem nada; sendo mais focado nos sentimentos, por vezes até melancólicos, que o fazem ter um certo drama, mas não do tipo que nos faz gastar várias caixinhas de lenços (pelo menos eu não gastei nenhuma 😂😂).

A história é narrada em terceira pessoa e se passa na década de 1920, no Alasca. Uma época e um lugar sem fogão a gás, sem energia elétrica, sem água encanada, sem aquecedor elétrico e, o que é mais surpreendente, sem micro-ondas 😱. Chocante, né? 

Podemos escolher nossos destinos, a alegria em vez da dor? Ou o mundo cruel só dá e tira, dá e tira, enquanto vagamos pela natureza inóspita?

Uma coisa que eu tenho certeza que gostei (sem indecisão em relação a isso) foi como a autora mostrou o modo de vida no Alasca naquela época, com personagens imperfeitos e simples, mas que não são irreais, tirando uma exceção ou outra, é claro. Mostrou como aquelas pessoas tinham que cultivar, plantar, colher, criar e caçar para sobreviver, não tinham espaço para frescuras; como que por muitas vezes se sacrificavam para suportarem mais um inverno.

E falando em inverno, que bela descrição dele! A descrição do ambiente é apaixonante, desde as cabanas simples, dos campos para plantio, das árvores, florestas, bosques... até cada floquinho de neve. É como se o Alasca fosse um personagem vivo e a neve tivesse personalidade própria, meio louco eu sei, mas foi o que eu senti. Sério, sou do tipo de pessoa que passa frio quando a temperatura está por volta dos 20°C, e eu quis estar no Alasca ao lado dos personagens para poder sentir o vento frio no meu rosto e ver tudo, cada detalhezinho, com meus próprios olhos que os seres de debaixo da terra hão de comer.

Na minha idade, vejo que a vida geralmente é mais incrível e terrível do que as histórias nas quais acreditávamos na infância e que talvez não haja nada de mau em encontrar um pouco de mágica entre as árvores.

Os personagens desse livro são um caso a parte. Em A Menina da Neve temos: Jack e Mabel, que são um casal sofrido, dignos de compaixão, que acabam se afastando por causa dos problemas; a menina de neve, Faina, que traz um certo mistério ao livro; os “vizinhos” George e Esther (que é um belo exemplo de mulher que não se deixa abater), com seus três filhos, com atenção especial para o mais novo deles, o Garret, que evolui muito durante a narrativa e meio que me conquistou 💙.

Não era necessário entender os milagres para acreditar neles (...). Para acreditar talvez você tenha de parar de procurar explicações e segurar a coisinha em sua mão o máximo possível antes que ela escorresse feito água entre seus dedos.

Jack e Mabel se mantêm afastados, com ele trabalhando sozinho nos campos de plantio, sofrendo para garantir o seu sustento e o de sua esposa, e ela passando seus dias sozinha na cabana, pensando até em se matar.

Até que um dia, eles fazem uma menininha de neve detalhando rosto, cabelo... e com luvas e cachecol vermelhos. E na manhã seguinte percebem que a menininha sumiu e avistam uma garotinha que se parece muito com a menininha de neve que esculpiram, com cabelos loiros, pele muito branca, boca vermelha, olhos azuis e usando as luvas e o cachecol vermelhos; que parece ter uma ligação com a neve e com uma certa raposa vermelha, com quem caça lado a lado.

Será que essa garotinha é a menininha de neve que esculpiram e ganhou vida? Ou será apenas coincidência? Será que ela é apenas uma garotinha perdida? Ou é a filha que o casal tanto desejou? Será que uma menininha feita de neve pode magicamente criar vida? Ou será que existe outra explicação? Será essa menina da neve apenas sonho e fantasia? Ou ela é real? Leia esse livro e tente descobrir! 👋😚

Nunca sabemos o que vai acontecer, não é mesmo? A vida sempre nos joga para um lado e para o outro. É uma aventura não saber onde você acabará e como pagará sua passagem. É tudo um mistério e, se dissermos o contrário, estamos mentindo para nós mesmos.


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

A Menina da Neve
Ela é a resposta das suas orações ou um pequeno e mágico sonho?
Ano: 2015
Páginas: 352
Editora: Novo Conceito
Sinopse:
Alasca, 1920: Um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando um do outro cada vez mais ele, no duro trabalho da fazenda, ela, se perdendo na solidão e no desespero. Em um dos raros momentos juntos durante a primeira nevasca da temporada, eles fazem uma criança de neve. Na manhã seguinte, ela simplesmente desaparece.
Jack e Mabel avistam uma menina loira correndo por entre as árvores, mas a criança não é comum. Ela caça com uma raposa-vermelha ao lado e, de alguma forma, consegue sobreviver sozinha no rigoroso inverno do Alasca.
Enquanto o casal se esforça para entendê-la uma criança que poderia ter saído das páginas de um conto de fadas , eles começam a amá-la como se ela fosse filha deles. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam ser, e o que aprendem sobre essa misteriosa menina vai transformar a vida de todos eles.


O Grupo Editorial Novo Conceito oferece sempre os best-sellers mais aguardados e comentados do meio literário. Em anos de sucesso editorial, foram vários os autores e títulos reconhecidos na principais listas do PublishNews e Veja. O selo Novo Conceito foi desenvolvido para reunir essas grandes publicações, além das novidades e lançamentos internacionais que ainda virão.

25 novembro, 2019

Resenha :: Um Gato de Rua Chamado Bob

25 novembro 0 Comentários

Peguei esse livro porque queria algo leve, tinha me prometido ler antes do filme e sinceramente, enfim, li o livro em 3 horas. Vamos ao livro? Foi escrito em primeira pessoa. James Bowen conta a história de sua vida a partir do momento que ele encontra Bob. 

Antes de tudo, quero dizer que James foi super feliz em sua maneira de contar a história de sua vida com o Bob. Quando ele encontrou Bob, ambos estavam em um mau momento. Eu particularmente penso que o gato o encontrou, mas enfim. A questão é que ele (James) podia ter escrito sobre sua heroica luta contra as drogas e toda sua triste situação. Não, ele não fez isso, o que foi maravilhoso.

Todo mundo precisa de um tempo, todo mundo merece uma segunda chance. Bob e eu agarramos a nossa...

Você passa a leitura com o ponto de vista de quem viveu nas ruas, seja por uma fuga ou outro motivo. Seja humano ou animal. Contudo ele se apega sobre a luta por sobreviver, mas de maneira digna, bem. De se fazer pequenas grandes escolhas, como por exemplo: “Então adotar ou não aquele gato?”. Sobre o amor incondicional que alguém é capaz de sentir. De dar e receber. O amor é o único sentimento que quanto mais se dá, mais se recebe. Porque o simples fato de dar amor já enche ao doador de amor. E que, infelizmente, o egoísmo torna tudo ainda mais difícil.

A história da amizade entre um homem e seu gato.

O processo de recuperação da saúde de Bob se alia ao de processo de recuperação de James. E a decisão de seguirem juntos, faz pensar quem estava cuidando de quem. A narrativa dos piores momentos vividos nas ruas em busca do sustento de James e Bob são narradas de forma emocionante, mas não emocional. E isso deixa o texto emocionante, e te leva a simplesmente caminhar ao lado de ambos revivendo aqueles momentos.

Ver-me com meu gato suavizou-me aos olhos das pessoas. Ele me humanizou. Especialmente depois de eu ter sido tão desumanizado. De certa forma, ele estava devolvendo minha identidade. Eu tinha sido uma não pessoa; e estava me tornando uma pessoa novamente.

Diversas vezes me peguei extremamente feliz por saber que aquele texto é verdade. Que ambos, James e Bob, são reais, são amigos e continuam ambos ajudando um ao outro. Quero muito ver Bob no cinema por ele estar no papel dele mesmo. Ora essas, ele é um astro!!! Gostaria que as pessoas se mostrassem tão receptivas com James assim como são com Bob. É meio o que acontece quando se tem um bebê, sabe? As pessoas simplesmente se esquecem da mãe... Mas tudo bem, você também só pensa no bebê, enfim... Leia!! Qualquer que seja o momento de sua vida. Esse livro se encaixa em todos esses momentos!! Como foi bom ter escolhido esse livro no dia de hoje.

Boa Leitura.


Nota ::  


Informações Técnicas do livro

Um Gato de Rua Chamado Bob
A história da amizade entre um homem e seu gato
Gato Bob # 1
Páginas: 208
Editora: Novo Conceito
Sinopse:
Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a TwinPeaks).
Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.
Um Gato de Rua Chamado Bob é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.


O Grupo Editorial Novo Conceito oferece sempre os best-sellers mais aguardados e comentados do meio literário. Em anos de sucesso editorial, foram vários os autores e títulos reconhecidos na principais listas do PublishNews e Veja. O selo Novo Conceito foi desenvolvido para reunir essas grandes publicações, além das novidades e lançamentos internacionais que ainda virão.