Follow Us @soratemplates

18/02/2020

Resenha :: Os Sete


Olá!! O livro que venho comentar hoje é o primeiro livro de uma sequência. Essa história acontece em uma pequena cidade fictícia do litoral gaúcho, chamada Amarração, passando por Porto Alegre e Osasco — São Paulo. Também é o primeiro livro publicado do autor André Vianco.

Eu quis falar desse livro com você por ser um livro de fantasia sobre Vampiros que se passa no Brasil. É uma ideia criativa de algo já bem conhecido no meio. Outro ponto que merece destaque é que sim os vampiros são do velho mundo, mas, diferente da maioria, esses vem de Portugal. A trama é bem amarrada, porém há inconsistências, talvez por ser o trabalho de estreia do autor. Para mim algumas coisas poderiam ter sido resolvidas de um modo diferente. Mas isso é algo de cada leitor, talvez você leia e discorde de mim.


Em uma narrativa em terceira pessoa, vemos a história começar na cidade de Amarração, onde em uma caravela portuguesa, naufragada com mais de 500 anos, é descoberta dentro dela uma estranha caixa de prata lacrada, que esconde um segredo. Apesar do aviso grafado, com a recomendação de não abri-la, a equipe de mergulhadores, que a descobriu, decide seguir em frente e encontra sete cadáveres. Esses corpos misteriosos e cadavéricos são levados para estudos e tudo parece estar sob controle, até o despertar do primeiro deles.

Parecia tranquilo, calmo, não um morto-vivo recém-despertado. Seu rosto era sulcado, provendo-o de uma estampa lúgubre e fria. Os olhos moviam-se com calma, sobrenaturais, como se fossem capazes de falar em vez da boca. E eles diziam: estou vivo.

Como os vampiros são portugueses, fica fácil entender as falas em português mesmo de Portugal. Os diálogos entre eles são ótimos, mas entre os "humanos", às vezes, fica meio artificial, como de figurantes que ganharam falas de última hora. E assim, os personagens vampiros são muito mais interessantes e até carismáticos que os humanos. Cada um com sua característica bem diferenciada deixando claro qual o seu "poder" ou maior força.

A narrativa é bem cinematográfica, em algumas cenas funciona de forma primorosa, em outras torna tudo meio caricato, acabando por ficar cansativa e até chata mesmo. Algumas viradas de olho ocorreram durante a leitura, rs. Porém, com o despertar de 6 vampiros e a "ida" da história para Porto Alegre, além do estranhamento dos antes adormecidos agora de frente com as modernidades, a narrativa ganha um salto de qualidade e também pitadas de humor.

Todos sabiam que aquela não era uma criatura natural. Fora todo o episodio de ter-se regenerado completamente, um homem normal já estaria totalmente congelado dentro do laboratório. Ele, entretanto, caminhava tranquilo, como se tivesse em seu hábitat.

Aqui também vemos algumas "novidades" acrescentadas à mitologia vampírica, que pode desagradar alguns, agradar a outros, mas que foi fundamental, ao meu modo de ver, para dar ação e aumentar alguns mistérios durante a trama. A personagem Eliana consegue ser o pior clichê estereotipado em histórias terror/fantasia. A mocinha desastrada, lerda e burra que precisa do mocinho para salva-la e resgata-la de tudo, porque sempre vai de encontro ao problema ao invés de fugir dele, quando um simples ficar no carro resolveria o problema.

Preciso esclarecer que apesar disso gostei bastante da história. O suficiente para eu ler as sequências: Sétimo, O Turno da Noite - Os filhos de Sétimo, Revelações e O Livro de Jó. Como não penso em resenhar esses, devo avisar que gostaria muito de ter parado em Sétimo. Mas fazer o que? (Risos). Caso se anime a ler, não deixe de compartilhar comigo o que achou da história.

Nobres homens de bem, jamais ouseis profanar este túmulo maldito. Aqui estão sepultados demônios viciados no mal e aqui devem permanecer eternamente. Que o Santo Deus e o Santo Papa vos protejam.


A minha edição é a da editora Novo Século (já ganhou reimpressões por outras editoras), que me foi cedida em parceria com a Livraria e Sebo Pacobello. A edição é brochura, com ótima encadernação e impressão, o papel é folha amarela, com boa diagramação e revisão. Sem erros de ortografia e digitação.

Boa leitura!

Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Os Sete
Tem gente que não acredita em vampiros...
Os Sete #1
Ano: 2000
Páginas: 384
Editora: Novo Século
Sinopse:
Uma caravela portuguesa de cinco séculos é resgatada de um naufrágio no litoral brasileiro. Dentro dela, uma misteriosa caixa de prata esconde um segredo; sete cadáveres aprisionados, acusados de bruxaria. Apesar das advertências grafadas no objeto de prata, a equipe do departamento de história da Universidade Soares de Porto alegre decide violar a caixa para estudar os corpos. Afinal, que perigo poderiam oferecer aqueles sete cadáveres? Nenhum. Mas depois que o primeiro deles acorda...


Para comprar:


Conheça mais sobre a Livraria e Sebo Pacobello
em seu site e redes sociais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!