Follow Us @soratemplates

04/09/2020

Resenha :: Refém dos seus Encantos (Irmãos Borella #3)


Olá, pessoa!! Chegamos ao terceiro livro dessa série que me conquistou desde o início. Primeiro em Doce Paixão, depois com Laços & Abraços e agora o personagem que menos falou nos livros anteriores, mostra que era porque tinha muito a dizer. E já adianto que valeu muito ouvir as palavras de Elano e que não é preciso ler os livros anteriores antes desse. Cada história é independente. Mas contém leves spoilers das anteriores.

Porém, a história começa 10 anos antes, explicando o que não ficamos sabendo nos livros anteriores. O primeiro amor por uma menina tímida, que é a primeira a narrar os acontecimentos daquela época. E, com a vez de Elano narrar a história, ficamos sabendo que por trás da imagem de garoto popular e galanteador, se encontrava um jovem poeta, que escondia das pessoas sua paixão pelas palavras. Mas nem sua decisão de seguir os passos do irmão mais velho, o deixou imune a doçuras e dores de ter e perder o primeiro amor.

A minha, a dela, as nossas metades. Que estão destinadas a se perderem e nos encontrar.

Afinal, assim como Elano, ficamos sem entender o que houve, porque ela partiu e ele ficou para trás com muitas perguntas sem respostas e um vazio que, por mais que tentasse, não conseguia preencher. E seguiu à risca o lema de que senão é a mulher certa, divirta-se com as erradas. Até que chega o momento em que ambos precisam acertar as contas com o passado e lidar com a família que já era grande e agora está ainda maior. Não quero falar muito, mas Anna é o coração dessa história de tantas formas, que só lendo para entender.

E desse momento em diante, a Danda transforma o que seria um delicioso clichê em uma história simplesmente incrível e que merece ser lida, relida e elogiada. Porque, para mim, fazer beleza de tragédia é até fácil, mas emocionar destilando amor e aceitação é talento puro e destilado. Porque temos dois personagens maduros, honestos um para com o outro, mesmo quando é difícil de lidar, fazia muito tempo que eu não tinha lido algo que me faz tão bem. Os diálogos são muito fieis aos personagens e com o linguajar perfeito para a história e que sem o atropelo dos Borellas entre o italiano e o português não seria a mesma coisa.

Pois a vida me trouxe o meu amor maior. Aquele que não sabia da existência, mas que hoje a ausência partiria de forma irreversível meu coração.

Outra delícia nessas histórias é saber um pouco mais dos casais anteriores e ter a presença dos pais desse trio, Giovanna e Luigi Borella. Amo que o crescimento de cada personagem vem de forma muito clara nessa história, mas nenhum deles deixou o que tanto me conquistou nas outras histórias. E, claro, a boa e velha implicância entre irmãos e agora cunhados.

Eu amei a forma como tudo foi acontecendo e as situações sendo resolvidas, o cuidado que a autora teve para que cada personagem tivesse um final redondinho nessa história, mesmo sendo má e deixando um gancho no final, que é para deixar qualquer leitor desesperado para saber o que acontece. Cheguei ao final chorando, mas aquelas lágrimas boas, de coração quentinho em especial em um momento como esse. Termino aqui dizendo: LEIA e apaixone-se por essa família maravilhosa e por esse livro lindo!

Boa leitura!!

Elis


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Refém dos seus Encantos
Trilogia Irmãos Borella #3
Ano: 2020
Páginas: 307
Editora: Independente
Sinopse:
"O poeta é fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente"

Se Fernando Pessoa conhecesse Elano e Karen poderíamos dizer que escreveu esses versos para eles.
A garota tímida, que fingia indiferença ao ser notada pelo garoto popular, mal poderia desconfiar que por trás da imagem de galanteador se encontrava um jovem poeta, que escondia das pessoas sua paixão pelas palavras.
Sendo o irmão do meio dos Borellas, Elano achava que deveria seguir os passos do irmão mais velho, mesmo que se sentisse deslocado no processo, entretanto se viu perdidamente apaixonado entre os olhares e flertes que os colocaram em um caminho sem volta.
Eles só não contavam com a interferência implacável do destino que colocaria um hiato de longos anos entre ambos.
Ela partiu e precisou crescer em meio a perdas e decisões difíceis. Ele ficou para trás com muitas perguntas sem respostas e um vazio que por mais que tentasse não conseguia preencher.
Será que depois de tanto tempo longe eles ainda conseguirão achar no outro o mesmo amor e encanto do passado? Ou os anos longe e tudo que aconteceu se transformaram em uma barreira intransponível?

Um comentário:

  1. Como sobreviver a uma resenha dessas? Obrigada Elis, meu coração ta que não cabe no peito de feliz❤️

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário!! Bem-vindo(a) ao Clube do Farol!