Mostrando postagens com marcador Editora Intrínseca. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Editora Intrínseca. Mostrar todas as postagens

25 agosto, 2021

Resenha :: Na Ilha

25 agosto 0 Comentários



Olá, faroleiros. Nada melhor que encontrar um livro por acaso e a leitura ser uma surpresa super gostosa né?! Pois foi exatamente isso que aconteceu comigo. Lendo uma resenha de um livro polêmico (dark), foi citado este romance, Na Ilha, pela blogueira, fazendo uma comparação de assunto tabu, mas não de história. Fiquei curiosa e fui procurar. Li o ebook e fiquei apaixonada.

13 fevereiro, 2021

20 novembro, 2020

Resenha :: Extraordinário

20 novembro 2 Comentários

Antes de começar a escrever qualquer coisa, eu preciso dizer que estou com medo de fazer essa resenha. Mas vamos lá. Extraordinário conta a vida de um garotinho de 10 anos chamado August (Auggie para os íntimos) e a sua entrada à escola. 

Auggie nasceu com uma deformidade genética rara, portanto, os médicos acharam que ele não sobreviveria mais do que a noite de seu nascimento, por isso passou sua infância toda internado fazendo cirurgias plásticas. Por ter essa deformidade, Auggie acaba não tenho uma vida de criança. Tendo que ser educado em casa.

25 setembro, 2020

Resenha :: O Martelo de Thor (Magnus Chase e os deuses de Asgard #2)

25 setembro 0 Comentários

  Pode conter spoiler do livro anterior.

Confira a resenha de A Espada do Verão, clicando aqui.



Eu já havia me redimido com o primeiro livro da trilogia depois de uma releitura anos depois e de uma mente mais aberta, mas, diferente de A Espada do Verão, eu sempre gostei da sua sequência, O Martelo de Thor, só não imaginava gostar mais agora do que antes! Sério, essa, com certeza, é uma das minhas séries favoritas do Tio Rick!

 

09 setembro, 2020

Resenha :: Mitologia Nórdica

09 setembro 16 Comentários

É uma história longa, e não é creditada a ninguém: há assassinato nela, e enganação, mentiras e tolice, sedução e perseguição. Escutem.

Tudo começou com uma vaca e um gigante.

Sempre fui apaixonado por mitologia em geral, quanto à mitologia nórdica, meu primeiro contato com ela foi com as HQs do Thor, que não tem a ver com o Thor original, na verdade toda a HQ do Thor não tem nada a ver com os mitos nórdicos, mas como diria Jack, O Estripador: "vamos por partes".

A Mitologia Nórdica é muito mais do que os quadrinhos mostravam.

No começo, ao norte a terra era gelo e ao sul, era fogo. Ao sul, vivia um gigante de fogo, esperando (vai ter que ler pra descobrir o que). Entre o norte e o sul, o gelo se derreteu, e de lá saiu uma pessoa de tamanho inimaginável, Ymir, o ancestral dos gigantes não era homem nem mulher, mas os dois ao mesmo tempo, do gelo também saiu uma vaca, que lambia os blocos de gelo para se nutrir, era de seu leite que Ymir se alimentava e crescia.

Com as lambidas da vaca no gelo, começou a surgir um homem, Buri, o ancestral dos deuses, que se casou com uma gigante e tiveram três filhos: Odin, Vili e Ve. Os irmãos apunhalaram Ymir e o sangue que rompeu de seu cadáver afogou quase todos os gigantes, com exceção de dois, Bergelmir e sua esposa.

Odin e seus irmãos moldaram a terra a partir da carne de Ymir, os mares são seu sangue e seu suor, o céu é seu crânio e as nuvens um dia foram o cérebro de Ymir.

Mas o mundo ainda não era habitado, então os irmãos encontraram dois troncos. O primeiro era o freixo o segundo era o olmo. Odin os segurou e os soprou vida, Vili deu-lhes vontade e Ve esculpiu os troncos. O homem era Ask, que significava freixo, e a mulher era Embla, ou olmo, os pais de toda a humanidade.

É interessante ver como diferentes culturas tentam explicar, eles viviam em um lugar onde era muito frio, então fazia sentido para eles a vida ter vindo do gelo.

Agora falando um pouco dos deuses, vou falar mais dos três principais: Odin, Thor e Loki.

Quando algo errado acontece, a primeira coisa que eu sempre penso é ‘É culpa de Loki.’ Economiza um bom tempo.

Odin tem muitos títulos, um deles é o "deus da forca", pois ele se enforcou durante nove dias nas raízes da yggdrasill em troca do conhecimento das runas, ele é mais poderoso e o mais velho dos deuses. Thor, o forjador de trovões, é de longe o mais forte dos deuses, o que compensa sua falta de inteligência. Loki, o meu deus favorito, porque os planos dele são bons, mas sempre dá alguma coisa errada e ele precisa resolver isso, ele é basicamente a causa e a solução ao mesmo tempo.

Para quem gosta de mitologia, misticismo ou só quem é curioso mesmo, esse livro vale muito a pena.

O sábio nada respondeu: é raro cometer erros quando se está calado.


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Mitologia Nórdica
Ano: 2017
Páginas: 288
Editora: Intrínseca
Sinopse:
Quem, além de Neil Gaiman, poderia se tornar cúmplice dos deuses e usar de sua habilidade com as palavras para recontar as histórias dos mitos nórdicos? Fãs e leitores sabem que a mitologia nórdica sempre teve grande influência na obra do autor. Depois de servirem de inspiração para clássicos como Deuses americanos e Sandman, Gaiman agora investiga o universo dos mitos nórdicos. Em Mitologia nórdica, ele vai até a fonte dos mitos para criar sua própria versão, com o inconfundível estilo sagaz e inteligente que permeia toda a sua obra.
Fascinado por essa mitologia desde a infância, o autor compôs uma coletânea de quinze contos que começa com a narração da origem do mundo e mostra a relação conturbada entre deuses, gigantes e anões, indo até o Ragnarök, o assustador cenário do apocalipse que vai levar ao fim no mundo. Às vezes intensos e sombrios, outras vezes divertidos e heroicos, os contos retratam tempos longínquos em que os feitos dos deuses eram contados ao redor da fogueira em noites frias e estreladas.
Mitologia nórdica é o livro perfeito para quem quer descobrir mais sobre a mitologia escandinava e também para aqueles que desejam desvelar novas facetas dessas histórias.