Mostrando postagens com marcador Infantil. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Infantil. Mostrar todas as postagens

18 maio, 2022

Resenha :: Gente Legal está em Todo Lugar

maio 18, 2022 0 Comentários



Olá, pessoa! Acredito que uma pergunta recorrente é como incentivar o hábito da leitura, penso que não existe outra resposta a não ser: lendo. Isso mesmo, lendo para uma criança, lendo com ela, convidando outras pessoas para lerem. Enfim, mostrando como a leitura é algo maravilhoso e não apenas algo ligado a vida escolar ou acadêmica.

15 abril, 2022

05 abril, 2022

Resenha :: Turma da Mônica: Amigos da Floresta

abril 05, 2022 0 Comentários



Olá, pessoa, tudo bem? A história de hoje mexe com a imaginação e a memória afetiva de muitas pessoas, e, assim como antes, continua sendo uma porta de entrada para o mundo literário e também de alfabetização de futuros leitores. Afinal histórias em quadrinhos com a Turma da Mônica são, sem dúvida, conhecidas de todos os brasileiros. Desde os saudosistas das bancas de revistas, até os mais tecnológicos, com as HQs digitais.

19 outubro, 2020

Resenha :: Deu a Louca no Sítio (Antologia)

outubro 19, 2020 0 Comentários
*recebido em parceria com a Meus Ritmos Editora

Olá, pessoa. Você já pegou para ler algum livro que imediatamente te remeteu a sua infância? Aquelas memórias doces de um tempo em que a maior preocupação era acordar cedo para ir à escola? Pois é, essa antologia conseguiu fazer isso comigo, só me conhecendo um pouco para entender. O primeiro livro que li na escola foi: Pedrinho e o Saci, de Monteiro Lobato. A curiosidade sobre o autor era grande por eu estudar em um colégio homônimo ao autor.

07 março, 2020

Resenha :: Gugu

março 07, 2020 0 Comentários
*recebido em parceria com a Meus Ritmos Editora

Olá, leitor/leitora do Clube, tudo bem? O Clube do Farol sempre foi pautado por respeito e por ser um local virtual de acolhida e, principalmente, representação. E, hoje, trago para vocês um livro infantil, que encontrou uma forma sensível e muito criativa de falar sobre a temática de gêneros.


Afinal quem disse que existe um jeito certo de ser menina ou de ser menino? Porque afinal ser Gugu era bem legal.

Nessa história vamos conhecer a história de Ana, que está muito chateada por ter um apelido que não parece se encaixar nos padrões. Afinal, ganhou o apelido de Gugu por causa da forma que gosta de brincar. Com uma narrativa em terceira pessoa, e um ponto de vista voltado para as indagações de Ana/Gugu, o livro nos vai contando as dúvidas, descobertas e novos conceitos que vão sendo criados à medida que a história avança. Numa linguagem simples, doce e direta, totalmente adequada para crianças e adultos.


Ser Gugu não era coisa de menino, nem de menina. Ser Gugu era ser livre, era poder, ia além das regras bobas que impediam meninas e meninos de fazer o que gostavam.

Comparando as formas da escrita das palavras, as próprias formas enquanto pessoa, vem a tentativa de entender porque a viam daquela forma. Enquanto se questiona sobre seu apelido, Gugu reflete e nos faz refletir sobre as imposições sociais que tendem a encaixar pessoas em padrões pré-definidos. Um livro que traz a mensagem da tolerância, respeito e liberdade.


A edição segue o padrão das histórias infantis em tamanho e formato, com lindas ilustrações em preto e branco para serem coloridas após ou mesmo durante a leitura, com as cores surgindo de forma livre, como a criança ou adulto (por que não?), dando vida e cor a essa história.


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Gugu
Ana Claudia Ribeiro Serrano
Ano: 2019
Páginas: 22
Sinopse:
Gugu está muito chateada por ter um apelido que não parece se encaixar nos padrões. Enquanto se questiona sobre seu apelido, Gugu reflete e nos faz refletir sobre as imposições sociais que tendem a encaixar pessoas em caixinhas definidas.
Gugu é um livrinho sobre a liberdade de ser, por isso feito em preto e branco para que as cores possam ser definidas pelas próprias crianças e claro, adultos.

Livro infantil para colorir com a temática de gêneros.



Para comprar:

Livro Físico

10 fevereiro, 2020

Resenha :: Sulwe

fevereiro 10, 2020 0 Comentários

Oi, pessoal. Desde que eu vi que a Rocco iria lançar este livro escrito pela Lupita Nyong’o, eu tive vontade de lê-lo. Sobre ela nem preciso comentar muita coisa né?! Mesmo que você não tenha assistido nenhum filme que ela tenha participado, com certeza sabe que é uma artista fantástica, ganhadora do Oscar de melhor atriz coadjuvante, já em seu primeiro filme. Confesso que eu mesma ainda não vi nenhum filme feito por ela, acreditem... nem Pantera Negra, mas pretendo assistir. Porém mesmo assim tenho uma admiração enorme por ela como pessoa, uma mulher que buscou e conquistou aquilo que sonhava, superou as expectativas, creio eu, que dela mesma.

Este livro é uma história infantil, onde ela se inspirou em sua própria vida, para mostrar que seu valor e sua beleza não estão na cor da sua pele. É uma história que serve de inspiração tanto para meninas e meninos, independente de sua cor, mas que, com certeza, ajudará a melhorar o amor próprio e a autoconfiança em meninas que são negras, como é o caso da Sulwe.


Sulwe nasceu com a pele da cor da meia-noite.

Sulwe é uma menina que tem a cor da sua pele mais escura que a de toda a sua família, sua irmã possui um tom de pele que ela diz ser da cor do meio-dia e possuiu vários amigos, enquanto ela não brinca com ninguém e ainda sofre preconceito com a cor da sua pele. Por isso ela está muito triste e resolve tomar algumas atitudes para mudar sua cor e, por fim, faz uma oração a Deus pedindo para Ele realizar o seu desejo.

– Bem, você é linda aos meus olhos. Mas não pode depender da sua aparência, para que se sinta bonita, meu amor. A real beleza vem da sua mente e do seu coração. Começa pela forma como você vê a si mesma, não como os outros veem você.

Este livro narra uma parábola muito interessante para ilustrar como cada um tem valor, independente de sua característica física. Traz a todos uma lição de amor próprio fantástica. Ele merece ser lido para todas as crianças que, de alguma forma, se sentem feias devido a sua aparência, pode ser a cor da pele, do cabelo, etc.

Por ser um livro infantil a história é bem curtinha, mas a lição e valor dele são enormes, por isso nem posso falar muito, mas afirmo que é uma história que merece ser vista, isso mesmo, vista, as ilustrações trazem uma beleza e acréscimo à história sem medidas, ficaram maravilhosas, e lidas por todos.

Há muitos adultos, principalmente mulheres que ainda não se sentem bonitas como são. Se valorize, se ame, busque suas qualidades e não suas imperfeições que todos, absolutamente todos têm.

Obrigada a Rocco Pequenos Leitores por publicar no Brasil este livro e nos proporcionar o prazer de podermos vê-lo e lê-lo.

Boa leitura e até o próximo.

Carolina Finco


Nota :: 


Informações Técnicas do livro

Sulwe
Ilustração: Vashti Harrison
Ano: 2019
Páginas: 48
Editora: Rocco
Sinopse:
Sulwe significa estrela, daquelas que aparecem no céu da meia-noite. E quem não gostaria de ter um nome desses e de brilhar feito astro celeste? Para Sulwe nada disso tinha importância porque ela não tinha amigos e alguém sem amigos não é nem um pouco feliz. O que Sulwe queria mesmo era brilhar como outro astro: o sol, radiante feito a luz do meio-dia.
Entristecida por ter a pele escura feito noite, a menina não se parecia com ninguém de sua família e as outras crianças zombavam dela apelidando-a de nomes que a aprisionavam em sua pequena redoma de insatisfação. Decidida a clarear sua pele, Sulwe tentou de um tudo: a maior borracha que tinha, alimentos de cor clara e até a maquiagem de sua mãe.
Após não ter sua oração atendida por Deus, a menininha abre seu coração para sua mãe que apresenta a ela a mais bela história sobre ter orgulho de si mesma. Já que seu nome significa estrela, seu brilho e beleza estavam nela própria. Sua mente e seu coração eram os responsáveis pela real beleza que ia além do que o espelho mostrava e do que os olhos dos outros enxergavam.
Sulwe aprendeu que o dia e a noite, cada qual com suas características, precisam existir juntos. O dia para que as pessoas tenham energia para trabalhar, estudar e brincar. E a noite para que as pessoas possam descansar, dormir e sonhar. Sulwe aprendeu também que a noite se manifesta no dia através das sombras e o dia se manifesta na noite através dos raios de luar.
A pequena estrela entendeu que sua beleza é única. Sentiu-se radiante e forte para enfrentar o que quer que fosse pois sabia que seu brilho era capaz de levá-la a qualquer lugar. E se ainda assim ela precisasse se lembrar de sua força, bastava olhar para o céu no momento mais escuro da noite para ver a si mesma.

24 março, 2019

Literatura Infantil :: Clarissa e o Beija-flor e outras histórias

março 24, 2019 2 Comentários

Hoje é dia de dicas para ler com seus filhos e para seus filhos, já alfabetizados, lerem para você . Trago Clarissa e o Beija-flor e outras histórias, história que veio no kit Letrinha.


 Sobre a leitura: Um livro leve, divertido e com muito conteúdo bacana para ser conversado entre pais e filhos.

Como cada fase da vida requer cuidado e alimentação diferentes, que podemos resgatar animais, dar amor e cuidados mais alguns, os que são da floresta precisam de quando já recuperados ter de volta sua liberdade.

Outro tema que dá para ser abordado como uma porta através da leitura desse livro é o luto e a perda de alguém querido. Tudo com uma delicadeza bem-vinda e necessária ao assunto e ao jovem leitor.


A diversão também está presente quando conhecemos o Marreco, que achava que era um galo, e um simpático cãozinho que ganhou um lar.

E claro que cada animal sendo único, as diferenças e necessidades especiais de cada um ganham nesse conto um olhar singelo e cheio de lições que valem tanto entre os animais quanto entre as pessoas. Afinal somos todos iguais em nossas diferenças.

Espero que tendo a oportunidade de ler, veja essa obra com carinho de quem ama os animais e tem a alegria de ler em família e ver que cada história sempre vai nos entreter e ensinar. Basta estar pronto a aprender.


 Sobre a edição: O tamanho é formato livro, sem orelha. Com lindas ilustrações e  algumas fotografias que mostram a fonte de algumas inspirações do autor para as histórias. A fonte está em um bom tamanho, porém poderia ter tido um espaçamento maior no texto, nada que atrapalhe a leitura de um adulto, mas que dificulta em um primeiro momento para uma criança. 

Contudo, pode ser uma ótima forma de aumentar o grau de dificuldade na leitura, acostumando assim o pequeno leitor a leituras mais complexas no futuro próximo.

 Sobre o Clube de Leituras, “Letrinha”: Aproveito para dizer que MEGA recomendo o kit, quando chega é uma curiosidade só para saber o que vem dentro do pacotinho lindo e lúdico. Para quem acompanha o mundo infantil sabe que "brinquedos surpresas" são um sucesso e MEGA CARO, que tal um pacotinho surpresa para gostar de ler?? Faça sua experiência com o Letrinha, vai ser uma primeira vez de várias outras.


Informações Técnicas do livro

Clarissa e o Beija-flor e outras histórias
Francisco Aurelio Ribeiro (autor)
Thiago Rezende Setubal (ilustrações)
Ano: 2017
Páginas: 38
Editora: Formar
Sinopse:
Nesta obra o autor reúne histórias criadas no aprazível “Cantinho do Céu", sua propriedade rural nas montanhas capixabas. Tudo começa em um tempo preciso: outono, quando Clarissa sai para passear com a mãe e o cachorro, e surge o personagem que moverá a família: um filhotinho de beija-flor, motivo para a menina ter conhecimento sobre essas aves, em uma convivência familiar, cooperativa e cordial.
Destacam-se os valores humanos, os sentimentos de amor aos animais e à família, a solidariedade e o respeito ao outro, aguçando o prazer de ler, mostrando a leitura como fonte de informação prazerosa, com enredos simples e divertidos.


 _____Sobre o Autor_____

O professor Francisco Aurélio Ribeiro já tem muitos livros publicados, dentre literatura infantojuvenil, crônicas, poesia, além de inúmeros artigos, crônicas e poemas em várias publicações. Pertence à Academia Espírito-santense de Letras, Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo, ABRALIC, FNLIJ, PROLER-ES, AEI-LIJ, dentre outras instituições.

10 março, 2019

Literatura Infantil :: Perdidos na Floresta

março 10, 2019 0 Comentários

Hoje é dia de dicas para ler com seus filhos e para seus filhos, já alfabetizados, lerem para você . Trago Perdidos na Floresta, história que veio no kit Letrinha.


 Sobre a leitura: Esse é um livro que aborda temas importantes de uma forma simples, didática e muito carinhosa. Com lições valiosas para pais e filhos. Quando a vida entre os pais não vai bem, o engano é achar que as crianças, por menores que sejam, não percebam que algo não vai bem. Assim, como uma tentativa de tudo começar a melhorar, o Pai propõe a família que façam uma viagem juntos, a um hotel-fazenda na cidade de Pedra Azul, Domingos Martins/ES.

O clima dentro do carro não é o dos melhores, porque reflete a situação da família, porém à medida que "a cidade grande" fica para trás, a viagem traz para dentro do carro curiosidades e imagens que abrem as portas para o diálogo. Mas nem tudo é perfeito nessa viagem, não é mesmo? Afinal o carro acaba de dar problemas e o pai propõe que terminem o percurso a pé, por uma trilha pela floresta que serviria de atalho para o destino. E assim tudo começa, porque além de terem de continuar o trajeto andando, ainda precisavam lidar com o perigo de uma onça amedrontando as pessoas daquela região.

Com uma visão muito bonita e acertada sobre família, convivência e laços familiares o livro mostra que para ser feliz em família é realmente preciso muito pouco, que as situações que ocorrem a nossa volta podem facilitar a conversa de vários temas importantes entre pais e filhos e que o amor e o respeito pela natureza a nossa volta é uma prova de inteligência e compreensão, que o mundo em que vivemos é nossa casa, tanto quanto daqueles outros seres que o habitam.


 Sobre a edição: Tamanho excelente para leitura tanto infantil quanto adulto, arte gráfica totalmente condizente com a história, letra do texto agradável, tamanho perfeito e confortável e ilustrações lindíssimas.

 Sobre o Clube de Leituras, “Letrinha”: Aproveito para dizer que MEGA recomendo o kit, quando chega é uma curiosidade só para saber o que vem dentro do pacotinho lindo e lúdico. Para quem acompanha o mundo infantil sabe que "brinquedos surpresas" são um sucesso e MEGA CARO, que tal um pacotinho surpresa para gostar de ler?? Faça sua experiência com o Letrinha, vai ser uma primeira vez de várias outras.


Informações Técnicas do livro

Perdidos na Floresta
Neusa Jordem Possatti (autora)
Richelmy Lorencini (ilustrações)
Ano: 2019
Páginas: 28
Editora: Vila Editora
Sinopse:
O livro nos convida a passear em Pedra Azul, Domingos Martins/ES. Tudo parecia perfeito e a diversão garantida. Não fosse por um problema no carro e a proposta do pai para seguirem adiante por uma trilha, bem no meio de uma floresta. É quando tudo começa...
A autora Neusa Jordem propõe que o leitor siga junto por esta trilha, floresta adentro, e viva as aventuras que estão muito além da história criada. Livro, que recebeu Menção Honrosa do prêmio Adolfo Aizen, concedida pela UBE - União Brasileira de Escritores. Categoria Juvenil - 2001.


 _____Sobre a Autora_____

Neusa Jordem


Professora e escritora de livros de  de literatura infantil, infanto-juvenil, contos, poemas, crônicas e romances. Graduada em Letras pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Alegre. Pós-graduada pela Faculdade Saberes em Linguagens: Língua e Literatura. Membro da Academia Feminina Espírito– Santense de Letras – Patrona Marzia Figueira, ocupante da cadeira nº 36, membro correspondente da Academia Cachoeirense de Letras.